• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Poesia

    HonoratoPoesia

    Diga-me

    dezembro 27, 2021 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar uma poesia bem romântica que fiz no passado. 
    Espero que curtam.
    Abraços e tenham uma excelente semana

    DIGA-ME

    Me diga como posso dormir toda noite
    Se meu sonho é te trazer para minha realidade
    Me diga como passar um final de semana longe
    Se de você vou morrer de saudades

    Me diga como você se olha no espelho
    E não se apaixona toda vez
    Me diga como podemos trocar olhares
    E eu não perder minha lucidez

    Me diga qual perfume você usa
    Que adoça este meu olfato
    Me diga se um dia
    Poderei estar envolto em teus braços

    Me diga como estamos tão perto fisicamente
    E mesmo assim com sentimentos distantes
    Me diga como eu sobrevivia
    Sem você na minha vida antes

    Me diga como posso terminar este poema
    Se não posso te descrever em poucas linhas
    Me diga porque você se diminui
    Se eu te acho a mulher mais linda

    Me diga como não olhar teus lábios
    E imaginar o seu doce beijo
    Me diga como não ser ambicioso
    Se somente você eu desejo.

    12/10/2020

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

     

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Diga-me

    dezembro 27, 2021 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar uma poesia bem romântica que fiz no passado. 
    Espero que curtam.
    Abraços e tenham uma excelente semana

    DIGA-ME

    Me diga como posso dormir toda noite
    Se meu sonho é te trazer para minha realidade
    Me diga como passar um final de semana longe
    Se de você vou morrer de saudades

    Me diga como você se olha no espelho
    E não se apaixona toda vez
    Me diga como podemos trocar olhares
    E eu não perder minha lucidez

    Me diga qual perfume você usa
    Que adoça este meu olfato
    Me diga se um dia
    Poderei estar envolto em teus braços

    Me diga como estamos tão perto fisicamente
    E mesmo assim com sentimentos distantes
    Me diga como eu sobrevivia
    Sem você na minha vida antes

    Me diga como posso terminar este poema
    Se não posso te descrever em poucas linhas
    Me diga porque você se diminui
    Se eu te acho a mulher mais linda

    Me diga como não olhar teus lábios
    E imaginar o seu doce beijo
    Me diga como não ser ambicioso
    Se somente você eu desejo.

    12/10/2020

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

     

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Promessas

    dezembro 20, 2021 • Honorato, Sandro

    Bom dia 🙂
    Como vão?
    Hoje vou postar um dos meus textos mais recentes e tal…
    Não tenho muito o que descrever, o texto já diz tudo >.<
    Abraços

    Promessas

    Lembro que você me prometeu luz
    E hoje me encontro na escuridão
    Lembro que você me prometeu paz
    Mas vejo que conflitos acabaram
    com nossa relação

    Lembro que você me prometeu boas lembranças
    Mas acho que saudades não é uma delas
    Lembro que você me prometeu o paraíso
    Mas hoje me sinto em meio às trevas

    Lembro que você me prometeu alegria
    E hoje estou com essa tristeza que nunca passa
    Lembro que você me prometeu o “para sempre”
    Mas como diz a canção, o “pra sempre” sempre acaba

    Lembro que você me prometeu carinho
    E ódio é o que restou
    Lembro que você me prometeu seu coração
    Mas de nada adianta um sem amor.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Como era bom

    dezembro 13, 2021 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Outro um poema mais antigo e sei que muita gente vai se ver nele, infelizmente 🙁
    Abraços e cuidem-se

    Como era bom

    Como era bom,
    Acordar e te ver ao meu lado
    Como era bom,
    Te dar aquele abraço apertado

    Como era bom,
    Aqueles poemas românticos
    Como era bom,
    Cantar feliz pelos cantos

    Como era bom,
    Fazer aquelas coisas bobas
    Como era bom,
    Beijar a sua boca

    Como era bom,
    Viver o nosso sonho
    Como era bom,
    Do seu coração ser o dono

    Como era bom,
    Contigo fazer planos
    Como era bom,
    O seu insincero “Eu te amo”.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Ruinas do Amor

    dezembro 06, 2021 • Honorato, Sandro

    Olá 🙂
    Faz muito tempo que não deixo uma poesia aqui com vocês 🙁
    Esta não é recente, confesso, mas passa uma sentimentalidade incrível apesar de ser bem triste.
    Abraços e espero que gostem.

    Ruínas do Amor

    Eu já viajei o mundo…
    Viajei quando nos beijávamos
    Viajei no seu belo olhar
    Viajei quando nos amávamos

    Eu já sonhei com o Paraíso…
    Um Paraíso onde você me entende
    Um Paraíso onde éramos felizes
    Um Paraíso onde você dominava minha mente

    Eu já encontrei a felicidade…
    Felicidade quando em seus braços me envolvia
    Felicidade quando você enxugava minhas lágrimas
    Felicidade quando juntos estávamos em perfeita sintonia

    Eu já fui romântico…
    Romântico desses que fazem poesias
    Romântico desses que lhe enchem de “mimos”
    Românticos desses que por quem se ama daria a vida

    Eu já fui apaixonado…
    Mas hoje virei este poço de dor
    Hoje virei uma pessoa solitária
    Hoje virei apenas ruínas do amor.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    A Razão

    novembro 22, 2021 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar um poema bem simples e romântico ao mesmo tempo.
    Espero que curtam 🙂
    Abraços

    A RAZÃO
    A razão dos meus sorrisos
    É poder te alegrar
    A razão de poder dormir
    É para contigo sonhar

    A razão de o dia vir
    É ter a chance de poder te ver
    A razão de sonhar tão alto
    É a certeza de que estarei com você

    A razão da noite chegar
    É para juntos apreciarmos a lua
    A razão da minha vida
    E fazer parte da tua

    A razão de eu ser poeta
    É ter sua beleza como inspiração
    A razão de eu ainda estar aqui
    É lhe entregar este meu coração.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    1 2 3 62
    instagram
    Translate »