• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Poesia

    HonoratoPoesia

    Diga-me

    outubro 18, 2020 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar uma poesia bem romântica que fiz recentemente para uma pessoa especial.
    Espero que curtam.
    Abraços e tenham uma excelente semana

    DIGA-ME

    Me diga como posso dormir toda noite
    Se meu sonho é te trazer para minha realidade
    Me diga como passar um final de semana longe
    Se de você vou morrer de saudades

    Me diga como você se olha no espelho
    E não se apaixona toda vez
    Me diga como podemos trocar olhares
    E eu não perder minha lucidez

    Me diga qual perfume você usa
    Que adoça este meu olfato
    Me diga se um dia
    Poderei estar envolto em teus braços

    Me diga como estamos tão perto fisicamente
    E mesmo assim com sentimentos distantes
    Me diga como eu sobrevivia
    Se você na minha vida antes

    Me diga como posso terminar este poema
    Se não posso te descrever em poucas linhas
    Me diga porque você se diminui
    Se eu te acho a mulher mais linda

    Me diga como não olhar teus lábios
    E imaginar o seu doce beijo
    Me diga como não ser ambicioso
    Se somente você eu desejo.

    12/10/2020

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

     

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Diga-me

    outubro 18, 2020 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar uma poesia bem romântica que fiz recentemente para uma pessoa especial.
    Espero que curtam.
    Abraços e tenham uma excelente semana

    DIGA-ME

    Me diga como posso dormir toda noite
    Se meu sonho é te trazer para minha realidade
    Me diga como passar um final de semana longe
    Se de você vou morrer de saudades

    Me diga como você se olha no espelho
    E não se apaixona toda vez
    Me diga como podemos trocar olhares
    E eu não perder minha lucidez

    Me diga qual perfume você usa
    Que adoça este meu olfato
    Me diga se um dia
    Poderei estar envolto em teus braços

    Me diga como estamos tão perto fisicamente
    E mesmo assim com sentimentos distantes
    Me diga como eu sobrevivia
    Se você na minha vida antes

    Me diga como posso terminar este poema
    Se não posso te descrever em poucas linhas
    Me diga porque você se diminui
    Se eu te acho a mulher mais linda

    Me diga como não olhar teus lábios
    E imaginar o seu doce beijo
    Me diga como não ser ambicioso
    Se somente você eu desejo.

    12/10/2020

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

     

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Queria ser criança

    outubro 12, 2020 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    A poesia de hoje fala sobre um assunto que muitos gostariam: voltar a ser criança.
    Como as coisas eram mais fáceis, não acham?
    Abraços e tenham uma excelente semana

    QUERIA SER CRIANÇA 
    Queria ser criança
    Para “mamãe” me levar no parquinho
    Para ouvir ela gritar comigo
    Para brigar com meu irmão
    Para chorar sem ter razão

    Queria ser criança
    Para cair e logo me levantar
    Para ir para escola e zuar
    Para rir na hora errada
    Para fazer a galera rir das minhas palhaçadas

    Queria ser criança
    Para jogar bola com os amigos
    Para voltar a ver TV globinho
    Para achar que o mundo é perfeito
    Para pensar que ninguém tem defeitos

    Queria ser criança
    Para não viver em meio a falsidade
    Para sonhar a mais bela realidade
    Para não ter que sempre dar explicação
    Para nunca mais magoar meu coração.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    I Can`t

    setembro 27, 2020 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar um poema que fiz em 2012 e que nunca postei.
    Espero que curtam.
    Abraços e tenham uma excelente semana

    I CAN`T
    Não posso te ver chorar
    Se me acostumei a te ver sorrindo
    Não posso discutir com você
    Se é da sua paz que necessito

    Não posso te dizer adeus
    Se eu só quero estar ao seu lado
    Não posso ver você com outro
    Se eu desejo ser seu….

    Não posso te consolar
    Se eu mesmo tenho medo aqui dentro
    Não posso mais guardar segredos
    Se de você algo escondo a tempos

    Não posso mais insistir nesta luta
    Pois sei quem vai perder
    Não posso mais esconder a verdade:
    Eu amo e sempre amarei você.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Estranho

    setembro 20, 2020 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje deixo um texto que fala sobre final de relacionamento. Como é a dor separar-se de quem era o seu mundo?
    Abraços e tenham uma excelente semana

    ESTRANHO
    É estranho aquele “bom dia”
    Se tornar um “lá vem ela”
    É estranho os apelidos carinhosos
    Serem o deboche dela

    É estranho ler os poemas para ti
    Se nem saudades vou sentir
    É estranho seu antigo sinônimo de alegria
    Ser o mesmo que te faz infeliz

    É estranho aquela boca
    Ser vista tocando em outros lábios
    É estranho o sentimento lindo
    Se misturar no chão aos cacos

    É estranho tudo que era a verdade
    Se ligarem a mil farsas
    É estranho quem eu amava
    Se transformar em um sentimento de nada

    É estranho um amigo
    Ser apenas mais um na multidão
    É estranho quem era seu mundo
    Ser aos prantos expulso do teu coração.

    AUTOR: HONORATO, Sandro

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Dois lados

    agosto 31, 2020 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    A poesia de hoje fala sobre quando duas pessoas se encontram, mas infelizmente as vezes têm que seguir a vida por caminhos diferentes.
    Abraços e tenham uma excelente semana

    DOIS LADOS

    Ele era céu
    Mas ela não tinha asas
    Ele era mar
    Mas ela nem sabia nadar

    Ele era música
    Mas ela não sabia a melodia
    Ele era poesia
    Mas ela não sabia ler

    Ele era louco
    Mas ela era certinha demais
    Ele era pura Emoção
    Mas ela só queria Razão

    Ele era obra de arte
    Mas ela não o soube emoldurar
    Ele era Arco-íris
    Mas ela só admirava preto e branco

    Ele era carta manuscrita
    Mas ela só sabia digitar
    Ele era uma vírgula
    Mas ela insistiu em pontos finais

    Ele era um eterno apaixonado
    Mas ela vivia de momentos breves
    Ele lhe deu todo o Amor possível
    Mas ela o entregou para outro rapaz.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    1 2 3 56
    instagram
    Translate »