• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Poesia

    HonoratoPoesia

    Olá,
    Como vão?
    Vou deixar aqui com vocês uma poesia que fiz há uns dois anos atrás.
    Espero que curtam.
    Abraços e uma ótima semana a todos nós 🙂

    SAUDADES DO QUE NUNCA VIVEREMOS

    Tenho saudades das tuas risadas
    Aquelas escandalosas e cheia de energia
    Tenho saudades de dormirmos juntos
    E acordar com os raios de sol iluminando o dia

    Tenho saudades dos seus beijos
    Parecidos com aqueles cinematográficos
    Tenho saudades de andar de mãos dadas
    Como dois adolescentes muito apaixonados

    Tenho saudades das nossas desavenças
    E que sempre resolvíamos rápido
    Tenho saudades de palavras simples
    Como “Tenho orgulho de ser seu namorado”

    Tenho saudades do seu abraço
    E nele me sentir protegido
    Tenho saudades de compartilhamos momentos
    Pois você é quem me chamava de amigo

    Tenho saudades de me sentir útil
    Quando você ansiosa me contava seus segredos
    Tenho saudades de você aqui por perto
    E pior:  saudades daquilo que nunca viveremos.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Olá,
    Como vão?
    Vou deixar aqui com vocês uma poesia que fiz há uns dois anos atrás.
    Espero que curtam.
    Abraços e uma ótima semana a todos nós 🙂

    SAUDADES DO QUE NUNCA VIVEREMOS

    Tenho saudades das tuas risadas
    Aquelas escandalosas e cheia de energia
    Tenho saudades de dormirmos juntos
    E acordar com os raios de sol iluminando o dia

    Tenho saudades dos seus beijos
    Parecidos com aqueles cinematográficos
    Tenho saudades de andar de mãos dadas
    Como dois adolescentes muito apaixonados

    Tenho saudades das nossas desavenças
    E que sempre resolvíamos rápido
    Tenho saudades de palavras simples
    Como “Tenho orgulho de ser seu namorado”

    Tenho saudades do seu abraço
    E nele me sentir protegido
    Tenho saudades de compartilhamos momentos
    Pois você é quem me chamava de amigo

    Tenho saudades de me sentir útil
    Quando você ansiosa me contava seus segredos
    Tenho saudades de você aqui por perto
    E pior:  saudades daquilo que nunca viveremos.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Entre nós

    maio 09, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Este é um poema que fiz há um bom tempo atrás mas que se encaixa perfeitamente em situações atuais.
    Espero que curtam.
    Abraços e se cuidem.

    ENTRE NÓS

    Entre as garrafas vazias
    Eu prefiro ser aquele copo cheio
    Que você bebeu toda semana
    E nunca cansou do sabor

    Entre versos perfeitos e linhas tortas
    Você se faz poesia por si só
    Daquelas que os poetas se orgulham
    Pois podem recitar aos quatro cantos

    Entre sorrisos forçados e gargalhadas
    Quero ser a lembrança que te faça feliz
    Pelos momentos que vivemos hoje
    E pelo futuro que não poderemos compartilhar

    Entre perder nossa amizade
    Ou arriscar por algo a mais
    Eu deixo seu caminho livre para ele
    Afinal, um lutador sabe a hora de desistir

    Entre amores reais e fantasias
    Me guarde entre os dois
    Me ame como seu eterno escudeiro
    E fantasie como seriamos como casal

    Entre idas e vindas
    Talvez você goste de ficar
    Talvez não nesta vida
    Talvez não fazendo agora do meu peito seu lar.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

     

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Você

    maio 02, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá.
    Como vão?
    Dedico a poesia de hoje a alguém muito especial que conheci recentemente.
    Espero que curtam 🙂
    Abraços e tenham uma excelente semana 🙂

    Você
    Pele delicada que com meus dedos
    Eu faço o desenho do meu Paraíso
    Figura serena que me acalma
    Quando o meu mundo entra em conflito

    Sorriso que me alegra
    Quando o meu dia foi triste
    Princesa que tanto sonhei
    E sei que hoje realmente existe

    Tatuagens pelo corpo
    Mas que marcam minha imaginação
    Moça que me inspira em poesias
    E para sempre estará em meu coração

    Distante em alguns dias
    Mas que sempre posso contar
    Saudade às vezes necessária
    Que com um beijo posso saciar

    Música que embala aos meus ouvidos
    Mesmo quando voz alguma sai de seus lábios
    Motivo pelo qual eu vivi
    Me deixando ser feliz ao teu lado.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Madrugada.

    abril 26, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá, como vão?
    Hoje vou deixar uma poesia que fiz durante o último final de semana. Confesso que que a é bem profunda e real até.
    Abraços e tenham uma ótima semana

    Madrugada.
    Em qual cama de casal você se deitou
    E preencheu o vazio de estar sozinha?
    Em qual abraço você se entregou
    E descobriu que não estava tão aquecida?

    Em qual boca você beijou
    E esqueceu dos meus lábios?
    Em qual dia da semana você refletiu
    E percebeu que ainda não sou teu passado?

    Em qual bar da cidade você se sentou
    E não esperou a minha companhia?
    Em qual casal você observa a paixão
    E não sente saudade do que tinha?

    Em qual piada você chorou de rir
    E não lembrou das que lhe contava?
    Em qual poesia que hoje eu escrevo
    E você não se sente ainda representada?

    Em qual história você quer acreditar
    Se não no nosso conto com final feliz?
    Em qual madrugada de sobriedade
    Você deixou de pensar em mim?

     

    Autor: HONORATO, Sandro. 
    23.04.2022
    23:03

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Boatos

    abril 11, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá 🙂
    Como vão?
    Este é um daqueles poemas que fala sobre as chances que deixamos passar em nossas vidas…
    Abraços e cuidem-se

    BOATOS

    Soube que vai se mudar
    Para milhares de Km`s daqui
    Aonde minhas palavras não chegarão
    Onde não verei mais teu jardim

    Soube que não levou muita coisa
    Não poderia levar tudo na mala
    Este coração enorme não caberia
    Ele está abandonado sem tua alma

    Soube que não deve voltar
    Seus planos são olhar só para o futuro
    Não sabe o quanto me ilude
    Sobreviver sem ti no meu pequeno mundo

    Soube que estas feliz
    Mas felicidade pode ser passageira
    E eu que a diga
    Vivia sorrindo de orelha a orelha

    Soube que conheceu outro alguém
    Para quantos mais vai se entregar?
    A vida foi dura demais comigo
    Nunca mais teus lábios irei provar

    Soube que com ele vai se casar
    Quem sabes não terás filhos?
    Certamente será a melhor mãe do mundo
    Pois a mais bela já é

    Soube que ele escreve para ti
    Poesias que nunca lhe entreguei
    É uma pena, garota, se o mundo soubesse
    Que os boatos que te amo são pura verdade.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    1 2 3 63
    instagram
    Translate »