• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Posts arquivados em: Mês: Abril 2017

    HonoratoMúsica

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou deixar o som do Barão Vermelho.
    Amo a mensagem passada pela canção.
    Espero que vocês gostem 🙂
    Abraços

    Barão Vermelho – Enquanto ela não chegar
    Quantas coisas eu ainda vou provar
    E quantas vezes para a porta eu vou olhar
    Quantos carros nessa rua vão passar
    Enquanto ela não chegar

    Quantos dias eu ainda vou esperar
    E quantas estrelas eu vou tentar contar
    E quantas luzes na cidade vão se apagar
    Enquanto ela não chegar

    Eu tenho andado tão sozinho
    Que eu nem sei no que acreditar
    E a paz que busco agora
    Nem a dor vai me negar

    Não deixe o sol morrer
    Errar é aprender
    Viver é deixar viver
    Não deixe o sol morrer
    Errar é aprender
    Viver é deixar viver

    Quantas besteiras eu ainda vou pensar
    E quantos sonhos no tempo vão se esfarelar
    Quantas vezes vou me criticar
    Enquanto ela não chegar

    Eu tenho andado tão sozinho
    Que eu nem sei no que acreditar
    E a paz que busco agora
    Nem a dor vai me negar

    Não deixe o sol morrer
    Errar é aprender
    Viver é deixar viver
    Não deixe o sol morrer
    Errar é aprender
    Viver é deixar, é deixar
    É deixar viver
    É deixar viver
    Viver é deixar viver

    Não deixe o sol morrer
    Errar é aprender
    Não deixe o sol morrer
    Errar é aprender
    Viver é deixar viver

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoMúsica

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou deixar o som do Barão Vermelho.
    Amo a mensagem passada pela canção.
    Espero que vocês gostem 🙂
    Abraços

    Barão Vermelho – Enquanto ela não chegar
    Quantas coisas eu ainda vou provar
    E quantas vezes para a porta eu vou olhar
    Quantos carros nessa rua vão passar
    Enquanto ela não chegar

    Quantos dias eu ainda vou esperar
    E quantas estrelas eu vou tentar contar
    E quantas luzes na cidade vão se apagar
    Enquanto ela não chegar

    Eu tenho andado tão sozinho
    Que eu nem sei no que acreditar
    E a paz que busco agora
    Nem a dor vai me negar

    Não deixe o sol morrer
    Errar é aprender
    Viver é deixar viver
    Não deixe o sol morrer
    Errar é aprender
    Viver é deixar viver

    Quantas besteiras eu ainda vou pensar
    E quantos sonhos no tempo vão se esfarelar
    Quantas vezes vou me criticar
    Enquanto ela não chegar

    Eu tenho andado tão sozinho
    Que eu nem sei no que acreditar
    E a paz que busco agora
    Nem a dor vai me negar

    Não deixe o sol morrer
    Errar é aprender
    Viver é deixar viver
    Não deixe o sol morrer
    Errar é aprender
    Viver é deixar, é deixar
    É deixar viver
    É deixar viver
    Viver é deixar viver

    Não deixe o sol morrer
    Errar é aprender
    Não deixe o sol morrer
    Errar é aprender
    Viver é deixar viver

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Perdoe-me

    Abril 22, 2017 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje é uma data especial para esta pessoa que aqui escreve. Este blog faz 7 anos de vida. Meus eternos agradecimentos a todos que nos acompanharam e nos ajudaram com palavras, criticas  e sugestões desde 22/04/2010.

    Vou deixa-los com uma poesia bem romântica, quase que uma declaração eu considero.
    E que todos tenham alguém para perdoar assim em nossas vidas.
    Abraços a todos.

    Perdoe-me
    Perdoe-me pela
    lentidão
    Mas ainda lhe devo
    desculpas, não acha?
    Por anos
    pacientemente esperei
    E juro que minha
    chance não desperdiçarei
    Perdoe-me por
    acorda-la
    Você se importaria
    em virar esta noite?
    Eu não quero
    dormir, pra falar a verdade
    Estar contigo é
    assistir o sonho virando realidade
    Perdoe-me pela
    ousadia
    Mas permita-me
    saborear teus lábios?
    Deixe-me dar o
    nosso primeiro beijo
    Não sabes o quanto
    atenderia o meu desejo
    Perdoe-me pela
    intromissão
    Mas posso fazer
    poesias para ti?
    Todo poeta se
    apaixona um dia
    E você é a
    inspiração minha
    Perdoe-me pela
    demora
    Mas ainda há
    espaço para mim no seu coração?
    Pois no meu você
    já faz moradia
    Desde que entrou
    em minha vida.
    AUTOR:
    HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Olá,
    Como vão?
    Hoje venho deixar uma poesia a uma grande amiga minha.
    E que os mesmos conselhos possam ser usados por todos em suas vidas 🙂

    Abraços

    Conselhos a uma
    amiga
    Com tanta beleza
    Não ligue para os
    dias feios
    Com este sorriso
    radiante
    Não deixe a
    tristeza te abater
    Com tanta energia
    em ti
    Não se desgaste
    por coisas fúteis
    Com tanta poesia
    em pessoa
    Não deixe ser a
    musa de qualquer poeta
    Com esta mente
    fértil
    Não desista até os
    sonhos se realizarem
    Com tanta vida
    pela frente
    Não mire o que
    ficou no passado
    Com estes lábios
    de princesa
    Não beije bocas de
    meros plebeus
    Com este olhar
    hipnotizador
    Não se encante com
    homens qualquer
    Com este coração
    enorme
    Não tenha paixões
    tão pequenas
    Com este Amor
    dentro de ti
    Não esqueça de
    amar a si própria.
    AUTOR:
    HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosPoesia

    Contrastes

    Abril 01, 2017 • Honorato, Sandro
    Contrastes
    Eu, ouço rap e
    rock
    Ela, seu MPB não
    descarta
    Eu, faço o tipo
    caseiro
    Ela, noites de
    festa, bebida e balada
    Eu, cabelo crespo
    e encaracolado
    Ela, cabelos
    negros e lisos
    Eu, sonho em
    viajar pelo mundo
    Ela, quer casar e
    ter filhos
    Eu, olhos escuros
    como a escuridão
    Ela, um olhar
    claro como o dia
    Eu, risadas altas
    ao vento
    Ela, esbanja mais
    simpatia ainda
    Eu, metido a poeta
    Ela, é pura poesia
    Eu, sou um mero
    Valete
    Ela, a maior das
    Rainhas
    Eu, a amava como
    nunca amei ninguém
    Ela, me via como
    um amigo
    Eu, agora não sei
    o que fazer com o Amor
    Ela, fará agora de
    outros braços seu abrigo.
    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    instagram