• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Honorato

    HonoratoPoesia

    Dançarina Fantasma

    fevereiro 02, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Este texto eu comecei há algum tempo atrás mas só agora finalizei.
    Me inspirei numa pessoa que compartilha o prazer da dança comigo e que, bom, deve ser a musa de vários pretendentes por ai.
    Abraços e boa semana a todos.

    Dançarina Fantasma
    Ela chega de salto alto
    Me paralisa com seu jeito de andar
    Inerte fico apenas a observar
    A minha musa em anonimato

    Senta-se a mesa mais distante
    Como uma caçadora está a procura
    Observa a todos sem pudor ou culpa
    Seus olhos me encontram já em transe

    Seu olhar me intriga
    Levanto silenciosamente atravessando o salão
    Passos firmes, ouvindo minha própria respiração
    Estendo-lhe a mão: “sou sua oferenda esta noite”

    Entre várias duplas, nós formamos um casal
    Minto. Ela tem o controle de tudo
    Atrai inveja das mulheres e deixa os homens mudos
    Sensação de impotência sem igual

    Puxo-a para perto de mim
    Minha mente tenta evitar o inevitável
    Mas já estou em contato com teus doces lábios
    Como algo tão simples me deixa assim (feliz) ?

    Nossos corpos ali tão colados
    Me faziam esquecer da verdade
    Tê-la em meus braços é apenas uma miragem
    Um sonho para muitos lunáticos

    Desejaria ao menos outra chance
    Quem sabe um dia não vire para sempre minha amada
    Saudades de ti, minha musa fantasma
    Inspiração deste escritor figurante.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Dançarina Fantasma

    fevereiro 02, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Este texto eu comecei há algum tempo atrás mas só agora finalizei.
    Me inspirei numa pessoa que compartilha o prazer da dança comigo e que, bom, deve ser a musa de vários pretendentes por ai.
    Abraços e boa semana a todos.

    Dançarina Fantasma
    Ela chega de salto alto
    Me paralisa com seu jeito de andar
    Inerte fico apenas a observar
    A minha musa em anonimato

    Senta-se a mesa mais distante
    Como uma caçadora está a procura
    Observa a todos sem pudor ou culpa
    Seus olhos me encontram já em transe

    Seu olhar me intriga
    Levanto silenciosamente atravessando o salão
    Passos firmes, ouvindo minha própria respiração
    Estendo-lhe a mão: “sou sua oferenda esta noite”

    Entre várias duplas, nós formamos um casal
    Minto. Ela tem o controle de tudo
    Atrai inveja das mulheres e deixa os homens mudos
    Sensação de impotência sem igual

    Puxo-a para perto de mim
    Minha mente tenta evitar o inevitável
    Mas já estou em contato com teus doces lábios
    Como algo tão simples me deixa assim (feliz) ?

    Nossos corpos ali tão colados
    Me faziam esquecer da verdade
    Tê-la em meus braços é apenas uma miragem
    Um sonho para muitos lunáticos

    Desejaria ao menos outra chance
    Quem sabe um dia não vire para sempre minha amada
    Saudades de ti, minha musa fantasma
    Inspiração deste escritor figurante.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Aguanizando

    janeiro 26, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá, como vão?

    O texto de hoje foi criado em 2016 depois da tragédia com a barragem em Mariana.

    E, infelizmente, o mesmo aconteceu esta semana agora em Brumadinho – MG.

    Espero que gostem da poesia, apesar de representar um momento difícil para todos nós.

    Abraços

    Aguanizando

    Cadê a vida que aqui existia?

    Mataram nossas riquezas naturais

    Pela simples negligência humana

    Cadê a água que aqui passava?

    Lembro-me de tomar banho ali na beira

    Que hoje é um amontoado de lama

    Cadê os surfistas nas ondas de Regência?

    Como o seu jeito leve de viver

    Agora vemos tsunamis de barro

    Cadê o som das redes de pesca?

    As iscas que são jogadas agora

    Só trazem lágrimas, tristeza e dejetos

    Cadê a venda dos ribeirinhos?

    Famílias inteiras passam fome

    Enquanto acionistas e presidentes se esbaldam por ai

    Cadê o cheiro suave daqui?

    Cadê o sabor daqui?

    Devolvam nosso rio doce!

    Cadê a voz me acordando deste pesadelo?

    Enquanto isso,vamos aguanizando

    Assistindo a justiça escorrer rio abaixo.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Me iluda

    janeiro 19, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje deixo com vocês um poema que fiz em meados de novembro passado.
    Abraços e uma excelente semana para todos nós 🙂

    Me iluda

    Deixe-me acreditar
    Acreditar que agora vai dar certo
    Acreditar nesse sentimento lindo
    Acreditar que você sempre estará por perto
    Acreditar que é por ti o meu sorriso

    Deixe-me provar
    Provar dos teus doces lábios
    Provar do sonho impossível
    Provar a delicadeza dos teus traços
    Provar que não sou um caso perdido

    Deixe-me sonhar
    Sonhar que você é minha namorada
    Sonhar que te levarei ao altar
    Sonhar que agora não me falta mais nada
    Sonhar que em teu Coração fiz um lar

    Deixe-me iludir
    Iludir com os planos para uma vida a dois
    Iludir com este peito aqui em chamas
    Iludir pensando no agora e nada depois
    Iludir que você você também me ama.

    15/11/2018

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Just Friends

    janeiro 12, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Este texto eu fiz logo no começo do blog, em 2010.
    Mas me traz tantas lembranças que decidi postá-lo mais uma vez.
    Abraços

    Just Friends

    Éramos amigos…
    Destes que se conheciam de “longa data”
    Destes que vão nas nossas casas
    Destes que se divertiam neste pequeno mundo
    Destes que sempre brincavam juntos

    Éramos amigos…
    Destes que juntos choravam
    Destes que nunca se largavam
    Destes que juntos enfrentavam nossos medos
    Destes que contavam um ao outro teus segredos

    Éramos amigos…
    Destes que juntos formavam um belo time
    Deste que a história daria um filme
    Destes que não se encontram mais hoje em dia
    Destes que dão sentido a nossa vida

    Éramos amigos…
    Mas acabei me apaixonando por você
    E você virou minha razão para viver
    E, desta vez, acho que não serei compreendido
    Afinal, somos apenas amigos.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Virgem de Amor

    janeiro 05, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Começando os textos por aqui em 2019 deixo com vocês um que fiz em meados de dezembro passado.
    Abraços e um bom ano a todos nós 🙂

    Virgem de amor

    Antes de ti
    Eu beijei várias bocas
    Mas nenhuma tinha seu sabor
    Eu me envolvia em abraços
    Mas não me passavam seu calor

    Antes de ti
    Eu escrevia poesias
    Mas nenhuma musa me foi inspiração
    Eu vivia sonhando alto
    Mas tudo não passava de ilusão

    Antes de ti
    Eu achava que estava completo
    Mas em você encontrei tudo que eu sempre quis
    Eu pensava que era alegre
    Mas contigo eu reaprendi a sorrir

    Antes de ti
    Eu vivia sem sentido algum
    Mas hoje ao seu lado eu sei a direção.
    Antes de ti era Virgem de Amor
    E hoje este sentimento toma conta do meu coração.

    18/12/2018
    20:33min

    AUTOR: HONORATO, Sandro

    Veja também esses posts relacionados:

    1 2 3 16
    instagram
    Translate »