• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Honorato

    HonoratoPoesia

    A Primeira Vista

    novembro 09, 2018 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    O poema de hoje é para aquele amor a primeira vista….aquela pessoa que você vê por 5 minutos e já imagina uma vida inteira ao lado….o amor preferido de todos nós, poetas 🙂
    Espero que gostem do texto.
    Abraços e cuidem-se.

    A Primeira Vista

    O céu que era cinza e nublado
    Deu espaço para o sol todos os dias
    O meu rosto sério e sem graça
    Hoje é cheio de sorrisos em sua companhia

    As frases sem sentido
    Agora viraram poemas a se declamar
    Os abraços antes frios
    Hoje são quentes para te confortar

    O poeta que estava adormecido
    Acordou e não para de lhe escrever
    Aquele cara tímido aqui dentro
    Da sua fonte de beleza quer beber

    Os lábios secos e sem vibração
    Anseiam para provar do seu beijo
    O coração que antes eu escondia
    Para ti entrego sem medo

    Os contos de fadas por muitos sonhados
    Ao seu lado os realizarei
    E eu que nisso não acreditava
    A primeira vista por ti me apaixonei.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Nada adianta

    abril 12, 2019 • Honorato, Sandro

    Nada adianta

    Do que adianta pedir um sinal do universo
    Se nem meu coração você escuta?
    Do que adianta olhar para o passado
    Se lá você não iria estar?

    Do que adianta mirar o céu a noite
    Se as estrelas você não contempla?
    Do que adianta se sentir um vazio
    Se nem a si mesmo você se completa?

    Do que adianta encarar os fatos
    Se posso lhe dar seu conto de fadas?
    Do que adianta criar um livro novo
    Se você ainda não consegue virar a página?

    Do que adianta me confidenciar segredos
    Se o maior eu escondo de você?
    Do que adianta chorar pelo leite derramado
    Se de tristeza insistimos em beber?

    Do que adianta este sentimento por ti
    Se o maior amor do mundo não te satisfaz?
    Do que adianta dizer que somos amigos
    Se me machucou como ninguém mais?

    Autor: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesiaTextos

    Me avise quando estiver pronta

    Eu poderia estar escrevendo nossa primeira carta de amor mas isso aqui é um pouco de paixão adolescente com um súplica para si mesma.
    Você não entende quando outras pessoas te elogiam porque você tá sempre aí boicotando sua própria beleza.
    Você repele amizades porque quer ficar em seu próprio mundo sem escapatória esperando a chegada daquele príncipe encantado do seu sonho. E um dia ele foi sua realidade, não foi mesmo?
    Você encontra em músicas e garrafas aquele seu passado tão recente e tão doloroso que ainda deixou marcas. Mas músicas sempre tem um sentido forte e garrafas não têm bocas tão macias para se apreciar, saiba disso.
    Você não manja das cantadas que faço todo dia porque tá aí presa a alguém que seguiu em frente e largou sua mão no mundão.
    Você não quer dar uma chance para você mesma porque quem você ama de verdade te decepcionou. Mas a Vida não é assim? Uma decepção atrás da outra até que um dia ela te da uma chance de ser feliz e se você não se jogar de vez vai se arrepender.

    Mas saiba…eu ainda assim estou me apaixonando por você.
    Eu estou aqui por você. Eu sempre estive.
    A dúvida é: quando você estará pronta para ser feliz de verdade?

    Autor: HONORATO, Sandro 

    06.04.2019. 22h31min

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Permita-me

    março 16, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Esta poesia é dedicada a todos aqueles que já brigaram com a pessoa amanda e gostaria de voltar aos velhos tempos com ela.
    Espero que gostem.
    Abraços

    PERMITA-ME
    Permita-me beijar teus lábios
    Eles ainda tem sabor de mel?
    Prometo que agora não serei rápido
    Só mais uma vez

    Permita-me observar você sorrindo
    Eu posso ser o motivo desta alegria?
    Prometo a pura sinceridade
    Só enquanto eu for poeta

    Permita-me envolver em teu abraço
    Ele ainda é capaz de me confortar?
    Aqueça-me como nos velhos tempos
    Só até eu cair no sono

    Permita-me deitar aqui ao seu lado
    Eu posso ainda escolher o lado?
    Prometo fazê-la mais feliz
    Só por esta noite

    Permita-me escrever esta poesia
    Elas ainda te deixam emocionada?
    Prometo vê-las em um livro um dia
    Só por tê-la como inspiração

    Permita-me entrar na sua vida
    Entrego a t meu coração de presente
    Prometo o amor sincero
    Só enquanto eu estiver em vida.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Lembranças minhas

    março 02, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Este texto foi finalizado no final do ano passado (15/11/2018).
    Espero que gostem.
    Abraços

    Lembranças minhas
    Só lembra de mim
    Quando ninguém a faz companhia
    Só lembra dos meus beijos
    Quando outros não lhe tem graça

    Só lembra das provas de amor que fiz
    Quando o atual não te cumpre nada
    Só lembra do que era ser feliz
    Quando as lágrimas lhe inundam

    Só lembra do meu toque
    Quando o frio lhe invade a madrugada
    Só lembra do seu presente
    Quando desperdiçamos um futuro juntos

    Só lembra do meu romantismo
    Quando agora te tratam como mais uma
    Só lembra das minhas poesias
    Quando outro não sabe te descrever

    Só lembra agora de mim
    Quando tem apenas a si mesma
    Só lembrará do seu coração
    Quando perceber que despedaçou o meu.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Talvez

    fevereiro 23, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    A poesia de hoje é de um bom tempo atrás mas como eu gosto de desenterrar as coisas, hoje que vou postá-la.
    Desejo uma excelente semana a todos.

    Talvez
    Talvez, eu já tenha errado com você
    Me desculpa, nunca quis te ver sofrer
    Me desculpe, mas meu coração é idiota
    Me desculpe se o “amor” bateu na minha porta

    Talvez, palavras não representem o que sinto
    Mas você sabe que te amo mais que um amigo
    Te amo há muito tempo e você nem sabia
    Te amo talvez mais do que poderia

    Talvez, você seja a garota certa e eu o cara errado
    Aliás, já estou acostumado
    Acostumado a chorar por “amor”
    Acostumado a lutar contra a dor

    Talvez, o nosso “amor” é impossível
    Talvez, é melhor ficar sozinho
    Prefiro ver você feliz com outro namorado
    A te ver sofrendo ao meu lado

    Talvez, seja melhor do jeito que estamos
    Sim, lógico eu ainda te amo
    Mas também sou realista
    Prefiro minha cruel realidade a este mundo de fantasia.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    1 2 3 4 5 35
    instagram
    Translate »