• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Posts arquivados em: Mês: Fevereiro 2017

    MúsicaOutros

    Honorato`s Songs #56

    Fevereiro 25, 2017 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Este mês tem som de banda nacional neste quadro do blog.
    Escolhi este som do Fresno, espero que curtam 🙂
    Abraços e tenham uma excelente semana.

    Fresno – Eu Sei 
    Às vezes fico com saudade
    De momentos que eu ainda não vivi
    Às vezes peco na vontade
    De sentimentos que eu ainda não senti

    Te vejo nas paredes dos hotéis
    Eu vivo interpretando papéis
    Às vezes não sei mais quem sou
    Me deu vontade de voltar

    Pois eu sei, que você quer viver comigo outra vez
    Que você quer viver ao lado meu, até a luz do sol se apagar

    Eu exagero nas palavras
    Mas nos meus versos eu só encontro você
    (Eu saio só pra te ver)

    É só mais um dia de chuva e eu vou pra redenção
    Pois amanhã já vou estar em outro lugar
    Muito longe daqui, muito longe de ti

    Pois eu sei que você quer viver comigo outra vez
    Que você quer viver ao lado meu, até a luz do sol se apagar
    Eu sei
    (Eu sei que você)
    Que você quer viver comigo outra vez
    (Mais uma vez)
    Que você quer viver ao lado meu
    (É só mais um dia de chuva e eu vou pra redenção)
    Até a luz do sol se apagar, até a luz do sol se apagar
    (Eu vou pra redenção)
    Enquanto houver ar pra respirar.

    Veja também esses posts relacionados:

    MúsicaOutros

    Honorato`s Songs #56

    Fevereiro 25, 2017 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Este mês tem som de banda nacional neste quadro do blog.
    Escolhi este som do Fresno, espero que curtam 🙂
    Abraços e tenham uma excelente semana.

    Fresno – Eu Sei 
    Às vezes fico com saudade
    De momentos que eu ainda não vivi
    Às vezes peco na vontade
    De sentimentos que eu ainda não senti

    Te vejo nas paredes dos hotéis
    Eu vivo interpretando papéis
    Às vezes não sei mais quem sou
    Me deu vontade de voltar

    Pois eu sei, que você quer viver comigo outra vez
    Que você quer viver ao lado meu, até a luz do sol se apagar

    Eu exagero nas palavras
    Mas nos meus versos eu só encontro você
    (Eu saio só pra te ver)

    É só mais um dia de chuva e eu vou pra redenção
    Pois amanhã já vou estar em outro lugar
    Muito longe daqui, muito longe de ti

    Pois eu sei que você quer viver comigo outra vez
    Que você quer viver ao lado meu, até a luz do sol se apagar
    Eu sei
    (Eu sei que você)
    Que você quer viver comigo outra vez
    (Mais uma vez)
    Que você quer viver ao lado meu
    (É só mais um dia de chuva e eu vou pra redenção)
    Até a luz do sol se apagar, até a luz do sol se apagar
    (Eu vou pra redenção)
    Enquanto houver ar pra respirar.

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosPoesia

    Reserva

    Fevereiro 17, 2017 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Esta aqui é para todos os que já sofreram de “amor”  pelo menos uma vez na vida e fizeram seus sacrifícios por ela(a).
    Abraços e tenham uma excelente semana

    Reserva

    Quando ele não realizava seus sonhos
    Eu queria atender todos seus desejos
    Quando ele lhe virava o rosto
    Eu estava disposto a tudo por um beijo

    Quando ele nem lhe dava presentes
    Eu te transformava em várias letras minhas
    Quando ele lhe arrancava lágrimas
    Eu só buscava ser fonte de sua alegria

    Quando ele lhe deu as costas
    Eu lhe estendi, com prazer, a mão
    Quando ele lhe tratava como mais uma
    Eu nunca lhe tratei como opção

    Quando ele não valorizava seu corpo
    Eu apreciava cada curva sua
    Quando ele machucava seus sentimentos
    Eu pacientemente buscava ser a cura

    Quando ele tirou suas asas, meu Anjo
    Eu lhe esperei de braços abertos aqui na Terra
    Quando ele quis ser o titular no seu coração
    Você me colocou, como sempre, na Reserva.
    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosPoesia

    Fallen Angel

    Fevereiro 10, 2017 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje venho postar uma poesia que me inspirei ouvindo uma música com o mesmo nome do grupo Three Days Grace (se alguém tiver a curiosidade ouça pois não irão se arrepender).
    Dedico a todos os apaixonados e seus amores “proibidos”

    Abraços e tenham uma ótima semana.

    Fallen Angel
    Você chegou rápida demais
    Sem freios, limites e paraquedas
    Foi difícil descrever aquela visão
    Meu Anjo nesta terra



    Beijastes meus lábios
    Abrindo os portões do Paraíso
    Foi intenso e indolor
    Era bom sentir-me vivo



    Acariciou meus cachos negros
    De uma forma sem igual
    Domou a fera em mim
    Oh, meu ser angelical



    Foi minha companhia
    Em caminhos antes escuros
    Não é mentira quando digo
    Trouxestes luz ao meu mundo



    Me fez gargalhar muitas vezes
    Com coisas que nem imaginava sorrir
    É incrível, não nos damos conta
    Como é fácil sermos felizes



    Inspirou-me de tal forma
    Que todo poeta almeja
    Milhares de versos foram escritos
    Contemplando tua singela beleza



    Amou-me de tal jeito
    Que nem os Céus permitiriam
    Toda paixão vale seus riscos
    E esta nos custou nossa fantasia



    Você chegou rápida demais
    Sem paraquedas, limites e freios
    Mas eu juro, não me arrependo
    De apaixonar-me por um Anjo Caído.



    AUTOR: HONORATO, Sandro.
    Recomendo que assistam Angel Beats. Melhor anime que já vi.

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosPoesia

    Teu nome

    Fevereiro 03, 2017 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje venho apresentar uma poesia bem recente que fiz e bem romântica (finalmente, não é mesmo?!)
    Espero que gostem e tenham uma excelente semana.
    Abraços

    Teu Nome
    Não distinguo verdades
    Se não forem ditas pelos seus lábios
    Não toco mais violão
    Se não for com tuas notas musicais

    Não ando ás ruas
    Se não com seus passos acompanhando-me
    Não danço no salão
    Se não estarei colado ao teu corpo

    Não ouço as batidas no peito
    Se não for ao te reencontrar
    Não acalmo os meus nervos
    Sem teu olhar a me tranquilizar

    Não sorrio mais
    Se você não é o motivo
    Não escrevo poesias
    Se sua imagem não for a inspiração

    Não soletro saudades
    Se não for tropeçando em suas letras
    Não falo do Amor
    Se não for pronunciando teu nome.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    instagram