• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Posts arquivados em: Mês: dezembro 2014

    OutrosResenha

    Olá,
    Como vão?
    Hoje será a última postagem do blog este ano.
    Queria agradecer a todos que tiveram a paciência de usar pelo menos um minuto do seu tempo para nos visitar,que comentaram nos mais diversos posts e que fizeram o blog esta de pé em 2014.
    Desejamos um final de ano maravilhoso a todos e nos vemos em 2015 🙂

    E hoje postarei a resenha de um livro que li recentemente via Book Tour.
    Abraços

    UMA CANÇÃO PARA A LIBÉLULA
    PARTE I
    Autora: Juliana Daglio
    Assunto: Ficção, Romance, Drama
    Editora: Deuses
    Edição: 1
    Páginas: 216
    Sinopse:
       
     Era uma
    comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a
    Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo
    irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua
    vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula.
     
        Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida
    cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando
    seu destino: Uma doença, uma viagem e um reencontro.
     
        Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia
    terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu
    conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista
    de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta. 
     
         De Londres a
    São Paulo, dos Palcos aos Lagos. “Uma canção para a Libélula” é a história de
    uma alma perdida e de sua busca por quebrar o casulo de sua existência, para só
    então compreender o sentido da própria vida. Este livro é um profundo mergulho
    em uma mente nebulosa, permeada por lagos obscuros e pela inusitada morte; não
    havendo sequer esperanças.
    Minha Resenha:
    Bom, difícil escrever em palavras sobre este livro. Eu já
    tentei isso quando conversei com a Juliana sobre sua obra. Eu particularmente
    gostei e muito.
    Bom, Vanessa é uma promissora pianista que deixou tudo
    aqui no Brasil desde muito jovem para fazer sua carreira em Londres morando com
    seus tios. Ela até que fazia sucesso, estava em um relacionamento e indo corria
    bem. Mas na vida da Vanessa tudo só aparenta estar bem.
    Ela sempre carregava um fardo, que foi lentamente, mas
    não totalmente revelado nesta primeira parte do livro…até que um dia seu pai
    pede para que volte ao Brasil por um tempo, pois ele esta doente. E como uma desgraça
    nunca é pouca, como diria minha mãe,ela acaba rompendo com o namorado (momento
    spoiler)
    , e até perde a paciência com seu agente.
    E ela tem receio de voltar ao Brasil. Não somente em ver
    o estado de saúde de seu pai, mas receio de encontrar sua mãe. Porque ela é faz
    parte do fantasma que Vanessa não quer ter que desenterrar, ela  é um dos motivos para Vanessa estar sempre
    para baixo quando o mundo todo ao redor sabe de seu potencial e qualidades….Como
    eu disse, o final do livro é aberto.
    Minhas considerações finais…
    Acho que o tema (Solidão) que a Juliana aborda no livro é
    muito delicado e foi muito bem estruturado no livro. Apesar desta depressão da
    Vanessa me deixar nervoso às vezes – prefiro personagens mais ativos, fazer o
    que? Kkkk
    Gostei da vilã, Valéria. Ela tem um lado meio do bem e
    muitas vezes do mal…me lembra personagens de filmes e de animes.
    Outro ponto que gostei foi da capa. Representa muita
    coisa do livro, acreditem.
    Se fosse dar uma nota de 0 a 10 seria 8.
    Porque como eu disse, a Vanessa as vezes me deixava irritado,
    aceitava muito pacificamente as coisas ao seu redor, via seu mundo ruir e
    assistia da arquibancada tudo. E também porque encontrei alguns erros de
    Revisão.
    Mas, de todo modo ainda recomendo a leitura e agradeço a
    Juliana pela oportunidade de ler sua obra  ( a primeira de muitas!).
     Sobre a Autora
    Juliana Daglio,segundo ela mesma:
    “Essa não é minha primeira experiência com blogs, mas espero que não seja a última. Venho através da identidade de Menina Libélula para divulgar meu mundo mirabolante, cheio de Livros, Filmes, Séries e Músicas.
    Tenho 24 anos, formada em Psicologia e apaixonada por Psicanálise, viciada em Livros e amante do Rock Britânico. Desde criança fui apaixonada por faz de conta. Inventei personagens fictícios e conversei com eles, me apaixonei por todos, e vi nos mesmos uma forma de conhecer as pessoas de verdade de uma forma segura. 
    Encantei-me pelo Vampiro Lestat com apenas seis anos de idade, e colecionei figurinhas do desenho “Vida de inseto”, sendo que em todos os meus envelopes vinha uma figurinha repetida da Libélula, que eu acaba colando pela casa. Tinha que ser um sinal. Li livros infantis inúmeras vezes e a cada uma delas aprendia uma coisa nova, podendo criar personagens imaginários mais complexos para conversar… Até que um dia quis me tornar todos eles. Quis ser Libélula, quis sair de mim.
    Hoje em dia sou uma adulta confusa, com meu pézinho nos contos de Vampiros e uma compulsão enorme por escrever sobre meus velhos personagens.
     De tudo isso eu criei meu primeiro livro, que com a benção dos céus logo poderá ser publicado. Ele se chama “Uma canção para a Libélula”, e não fala de Vampiros. 
    Deixei isso nas mãos da Anne Rice. “


    Links:
    Onde comprar:
    http://www.editoradeuses.com.br/25-uma-cancao-para-libelula-.html
    http://meninalibelula.blogspot.com.br/
    Contatos com a autora:
    Facebook
    https://www.facebook.com/juliana.regia.9
    Fanpage da Obra:
    https://www.facebook.com/MeninaLibelula
    Email
    judaglio@gmail.com

     Book Trailer

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosResenha

    Olá,
    Como vão?
    Hoje será a última postagem do blog este ano.
    Queria agradecer a todos que tiveram a paciência de usar pelo menos um minuto do seu tempo para nos visitar,que comentaram nos mais diversos posts e que fizeram o blog esta de pé em 2014.
    Desejamos um final de ano maravilhoso a todos e nos vemos em 2015 🙂

    E hoje postarei a resenha de um livro que li recentemente via Book Tour.
    Abraços

    UMA CANÇÃO PARA A LIBÉLULA
    PARTE I
    Autora: Juliana Daglio
    Assunto: Ficção, Romance, Drama
    Editora: Deuses
    Edição: 1
    Páginas: 216
    Sinopse:
       
     Era uma
    comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a
    Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo
    irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua
    vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula.
     
        Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida
    cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando
    seu destino: Uma doença, uma viagem e um reencontro.
     
        Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia
    terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu
    conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista
    de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta. 
     
         De Londres a
    São Paulo, dos Palcos aos Lagos. “Uma canção para a Libélula” é a história de
    uma alma perdida e de sua busca por quebrar o casulo de sua existência, para só
    então compreender o sentido da própria vida. Este livro é um profundo mergulho
    em uma mente nebulosa, permeada por lagos obscuros e pela inusitada morte; não
    havendo sequer esperanças.
    Minha Resenha:
    Bom, difícil escrever em palavras sobre este livro. Eu já
    tentei isso quando conversei com a Juliana sobre sua obra. Eu particularmente
    gostei e muito.
    Bom, Vanessa é uma promissora pianista que deixou tudo
    aqui no Brasil desde muito jovem para fazer sua carreira em Londres morando com
    seus tios. Ela até que fazia sucesso, estava em um relacionamento e indo corria
    bem. Mas na vida da Vanessa tudo só aparenta estar bem.
    Ela sempre carregava um fardo, que foi lentamente, mas
    não totalmente revelado nesta primeira parte do livro…até que um dia seu pai
    pede para que volte ao Brasil por um tempo, pois ele esta doente. E como uma desgraça
    nunca é pouca, como diria minha mãe,ela acaba rompendo com o namorado (momento
    spoiler)
    , e até perde a paciência com seu agente.
    E ela tem receio de voltar ao Brasil. Não somente em ver
    o estado de saúde de seu pai, mas receio de encontrar sua mãe. Porque ela é faz
    parte do fantasma que Vanessa não quer ter que desenterrar, ela  é um dos motivos para Vanessa estar sempre
    para baixo quando o mundo todo ao redor sabe de seu potencial e qualidades….Como
    eu disse, o final do livro é aberto.
    Minhas considerações finais…
    Acho que o tema (Solidão) que a Juliana aborda no livro é
    muito delicado e foi muito bem estruturado no livro. Apesar desta depressão da
    Vanessa me deixar nervoso às vezes – prefiro personagens mais ativos, fazer o
    que? Kkkk
    Gostei da vilã, Valéria. Ela tem um lado meio do bem e
    muitas vezes do mal…me lembra personagens de filmes e de animes.
    Outro ponto que gostei foi da capa. Representa muita
    coisa do livro, acreditem.
    Se fosse dar uma nota de 0 a 10 seria 8.
    Porque como eu disse, a Vanessa as vezes me deixava irritado,
    aceitava muito pacificamente as coisas ao seu redor, via seu mundo ruir e
    assistia da arquibancada tudo. E também porque encontrei alguns erros de
    Revisão.
    Mas, de todo modo ainda recomendo a leitura e agradeço a
    Juliana pela oportunidade de ler sua obra  ( a primeira de muitas!).
     Sobre a Autora
    Juliana Daglio,segundo ela mesma:
    “Essa não é minha primeira experiência com blogs, mas espero que não seja a última. Venho através da identidade de Menina Libélula para divulgar meu mundo mirabolante, cheio de Livros, Filmes, Séries e Músicas.
    Tenho 24 anos, formada em Psicologia e apaixonada por Psicanálise, viciada em Livros e amante do Rock Britânico. Desde criança fui apaixonada por faz de conta. Inventei personagens fictícios e conversei com eles, me apaixonei por todos, e vi nos mesmos uma forma de conhecer as pessoas de verdade de uma forma segura. 
    Encantei-me pelo Vampiro Lestat com apenas seis anos de idade, e colecionei figurinhas do desenho “Vida de inseto”, sendo que em todos os meus envelopes vinha uma figurinha repetida da Libélula, que eu acaba colando pela casa. Tinha que ser um sinal. Li livros infantis inúmeras vezes e a cada uma delas aprendia uma coisa nova, podendo criar personagens imaginários mais complexos para conversar… Até que um dia quis me tornar todos eles. Quis ser Libélula, quis sair de mim.
    Hoje em dia sou uma adulta confusa, com meu pézinho nos contos de Vampiros e uma compulsão enorme por escrever sobre meus velhos personagens.
     De tudo isso eu criei meu primeiro livro, que com a benção dos céus logo poderá ser publicado. Ele se chama “Uma canção para a Libélula”, e não fala de Vampiros. 
    Deixei isso nas mãos da Anne Rice. “


    Links:
    Onde comprar:
    http://www.editoradeuses.com.br/25-uma-cancao-para-libelula-.html
    http://meninalibelula.blogspot.com.br/
    Contatos com a autora:
    Facebook
    https://www.facebook.com/juliana.regia.9
    Fanpage da Obra:
    https://www.facebook.com/MeninaLibelula
    Email
    judaglio@gmail.com

     Book Trailer

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosOutros AutoresTextos

    Por toda a minha vida

    dezembro 07, 2014 • Honorato, Sandro
    Leia ao som de – Heaven }
    Mesmo sem eu entender direito você foi chegando em minha vida de um jeito maneiro, perfeito, mágico. Foi quando descobri que alem de bons amigos a partir daquele momento nos tornaríamos um casal, e foi como uma avalanche de sentimentos se misturando dentro de mim. Porque na hora a gente não entende, não sabe como reagir, afinal éramos grandes amigos, de repente, você se torna o grande amor da vida, mas depois com o tempo vamos assimilado à ideia, e acabamos por perceber que era exatamente assim que tinha que acontecer. O amor não nos revela data nem hora para surgir ele apenas acontece para aqueles que acreditam na sua força, porque o verdadeiro amor supera todas as barreiras.
    A cada dia que vivo ao teu lado percebo que o destino só reservou bons momentos, mesmo passando por turbilhões de emoções no mantemos unidos, provando que o amor supera toda e qualquer obscuridade.
    Te conhecer foi como ganhar um presente da vida, o melhor que já recebi. Todos os dias, enxergo em você um homem forte, inteligente, e sem duvida, a sua maior característica é a força munido à persistência – ta pra existir um homem mais insistente do que você. Admiro sua coragem por nunca desistir dos seus sonhos, e a sua perfeição, seus defeitos, pois tudo isso representa quem você é um homem integro possuindo valores incalculáveis. Chamando minha atenção exatamente por ser você.
    A você, meu grande amigo meu amor, dedico todos os meus versos e composições, pois todos os meus sentidos só me levam a você.

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosPoesia

    Fruto Proibido

    dezembro 05, 2014 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como estão?
    Hoje vou postar um poema sobre o amor proibido…se é que isto ainda  existe.
    Esta vai para Ela…
    Abraços e bom final de semana a todos.

    Fruto Proibido
    Uma noite mal dormida,
    Mas uma manhã
    perfeita ao seu lado
    Um rascunho mal
    feito,
    Mas letras que viram
    um conto fantástico
    Um choro incontrolável,
    Mas depois um sorriso
    angelical
    Uma tristeza ao vê-la
    partir,
    Mas a felicidade ao
    reencontrá-la sem igual
    Muitos erros que
    cometi,
    Mas um acerto ao te
    conhecer
    Algumas razões para
    desistir,
    Mas hoje uma que vale
    a pena viver
    A prisão que já me
    senti,
    Mas a felicidade que
    agora posso lhe compartilhar
    As dúvidas que já me
    assombraram,
    Mas a certeza que de
    por ti posso me entregar
    Palavras duras nas
    brigas,
    Mas frases carinhosas
    para pedir perdão
    A alma em pedaços
    antes de ti,
    Mas a cicatriz curada
    em meu coração
    A fantasia de que
    você é minha princesa,
    Mas a realidade que
    não sou seu príncipe encantado
    Amor que dura no
    presente
    Mas ainda há ilusões
    que devem viver no passado
    O amargo de um adeus,
    Mas o doce de beijar
    teus lábios
    A tortura da
    distância,
    Mas o êxtase de
    estarmos assim tão colados
    Um dia sem você que
    no fim
    Vira o maior dos meus
    castigos
    É assim que resumo o
    meu fruto proibido.
    AUTOR:
    HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    MúsicaOutros

    Honorato`s Songs #35

    dezembro 02, 2014 • Honorato, Sandro

    Olá 🙂
    Como estão? 
    Hoje vou deixar uma música bem animada da minha musa Taylor Swift
    E hoje a música ta mais do que no contexto, porque a pessoa que aqui esta escrevendo completa 22 anos nesta quinta >.<

    Abraços a todos

    Taylor
    Swift – 22
    It feels like a perfect night
    Parece uma noite
    perfeita
    To dress up like hipsters
    Para nos
    vestirmos como hipsters
    And make fun of our exes
    E fazer piada dos(das) nosso(nossas) ex-namorados(as)
    It feels like a perfect night
    Parece uma noite
    perfeita
    For breakfast at midnight
    Para um café da manhã aà meia noite
    To fall in love with strangers
    E se apaixonar
    por estranhos
    We’re happy, free, confused and lonely at the
    same time
    Estamos felizes, livres, confusos e solitários ao mesmo tempo
    It’s miserable and magical
    É miserável e mágico
    Tonight’s the night when we forget about the
    deadlines
    Hoje é a noite que vamos esquecer os prazos
    It’s time
    É a hora
    I don’t know about you
    Eu não sei sobre
    você
    But I’m feeling 22
    Mas eu me sinto com 22 anos
    Everything will be alright if
    Tudo vai ficar
    bem se
    You keep me next to you
    Você ficar junto a mim
    You don’t know about me
    Você não me
    conhece
    But I bet you want to
    Mas eu aposto que você quer
    Everything will be alright
    Tudo vai ficar
    bem
    If we just keep dancing
    Se nós apenas continuarmos dançando
    Like we’re 22
    Como se tivéssemos
    22 anos
    22
    22 anos
    It seems like one of those nights
    Esta parece uma daquelas noites
    This place is
    too crowded
    Este lugar esta tão cheio
    Too many cool kids
    Tanta gente
    legal
    It seems like one of those nights
    Esta parece uma
    daquelas noite
    We ditch the whole scene
    Abandonamos toda
    a cena
    And end up dreaming instead of sleeping
    E acabamos sonhando ao invés de dormir
    Yeah
    We’re happy free confused and lonely in the
    best way
    Estamos felizes, livres, confusos e solitários no melhor sentido
    It’s miserable and magical
    É miserável e mágico
    Oh yeah
    Tonight’s the night when we forget about the
    heartbreaks
    Hoje é a noite para esquecermos os corações partidos
    It’s time
    É a hora
    I don’t know
    about you
    Eu não sei sobre você
    But I’m
    feeling 22
    Mas eu me sinto com 22 anos
    Everything will be alright if
    Tudo vai ficar
    bem se
    You keep me next to you
    Você ficar junto a mim
    You don’t know about me
    Você não me conhece
    But I bet you want to
    Mas eu aposto que você quer
    Everything will be alright
    Tudo vai ficar
    bem
    If we just keep dancing
    Se nós apenas
    continuarmos dançando
    Like we’re 22
    Como se tivéssemos 22 anos
    22
    22 anos
    I don’t know about you
    Eu não sei sobre
    você
    22
    22 anos
    It feels like one of those nights
    Esta parece uma daquelas noites
    We ditch the whole scene
    Abandonamos toda
    a cena
    It feels like one of those nights
    Esta parece uma
    daquelas noites
    We won’t be sleeping
    Que não dormimos
    It feels like one of those nights
    Esta parece uma
    daquelas noites
    You look like bad news
    Você parece uma
    má noticia
    I gotta have you
    Eu tenho que ter
    você
    I gotta have you
    Eu tenho que ter você
    I don’t know
    about you
    Eu não sei sobre você
    But I’m
    feeling 22
    Mas eu me sinto com 22 anos
    Everything will be alright if
    Tudo vai ficar
    bem se
    You keep me next to you
    Você ficar junto a mim
    You don’t know about me
    Você não me conhece
    But I bet you want to
    Mas eu aposto que você quer
    Everything will be alright
    Tudo vai ficar
    bem
    If we just
    keep dancing
    Se nós apenas continuarmos dançando
    Like we’re 22
    Como se tivéssemos 22 anos
    22
    22 anos
    Dancing like
    Dançando como
    22
    22 anos
    I don’t know
    about you
    Eu não sei sobre você
    But I’m
    feeling 22
    Mas eu me sinto com 22 anos
    Everything will be alright if
    Tudo vai ficar
    bem se
    You keep me next to you
    Você ficar junto a mim
    You don’t know about me
    Você não me conhece
    But I bet you want to
    Mas eu aposto que você quer
    Everything will be alright
    Tudo vai ficar
    bem
    If we just
    keep dancing
    Se nós apenas continuarmos dançando
    Like we’re 22
    Como se tivéssemos 22 anos
    22

    Veja também esses posts relacionados:

    instagram