• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Posts arquivados em: Tag: Honorato

    HonoratoPoesia

    Fragmentado

    setembro 09, 2017 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou deixar mais um poema para vocês 🙂
    Abraços e tenham uma boa semana.

    Fragmentado
    Convido-lhe para sairmos
    Para você fazer companhia ao seu celular
    Entregaria a ti minha felicidade
    Para você com outro alguém meus sorrisos usar
    Beijo seus lábios com tanto afeto
    Para você retribuir em minha bochecha
    Encontro todas as peças
    Para você ser incapaz de montar meu quebra-cabeças
    Chego ao fim do arco-íris
    Para você me contar que não há tesouros
    Te conto todas as minhas angústias amorosas
    Para você falar o quanto sou tolo
    Crio para ti mil poesias
    Para não ouvir uma palavra sua
    Viajaria o mundo todo para te encontrar
    Para você dizer que vive no mundo da lua
    Faço tudo que você me pede
    Para você insistir que faço tudo errado
    Te dou o meu coração inteiro
    Para você devolve-lo fragmentado.
    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Fragmentado

    setembro 09, 2017 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou deixar mais um poema para vocês 🙂
    Abraços e tenham uma boa semana.

    Fragmentado
    Convido-lhe para sairmos
    Para você fazer companhia ao seu celular
    Entregaria a ti minha felicidade
    Para você com outro alguém meus sorrisos usar
    Beijo seus lábios com tanto afeto
    Para você retribuir em minha bochecha
    Encontro todas as peças
    Para você ser incapaz de montar meu quebra-cabeças
    Chego ao fim do arco-íris
    Para você me contar que não há tesouros
    Te conto todas as minhas angústias amorosas
    Para você falar o quanto sou tolo
    Crio para ti mil poesias
    Para não ouvir uma palavra sua
    Viajaria o mundo todo para te encontrar
    Para você dizer que vive no mundo da lua
    Faço tudo que você me pede
    Para você insistir que faço tudo errado
    Te dou o meu coração inteiro
    Para você devolve-lo fragmentado.
    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Sem volta

    agosto 26, 2017 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vai aqui mais uma poesia sobre a nossa insistência em lutar por pessoas e sentimentos nada recíprocos .
    Abraços e tenham uma excelente semana

    Sem volta
    O sol já está se pondo
    E você procurando alguma luz
    O livro terminou
    E você ainda lê aquelas velhas páginas
    A felicidade lhe sorrindo hoje
    E você lembra a tristeza de ontem
    A vida chegando ao seu fim
    E você tentando entender os meios
    As lágrimas já escorreram
    E você ainda se lamentando
    A piada foi contada
    E você procurando a graça
    O café esfriou
    E você nada saboreou
    O poeta anda sem inspiração
    E você declarando suas poesias
    O teclado quebrado
    E você ainda batendo na velha tecla
    O coração foi quebrado
    E você procurando os cacos pra colar.
    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou deixar um texto que fiz para uma apresentação na faculdade.
    O objetivo era para apresentar uma palestra motivacional e criei o texto para me ajudar.
    Espero que gostem e se identifiquem.
    Abraços

    O Rocky Balboa de hoje
    O Rocky de hoje não come ovos crus no desjejum.
    Quando ele pode come um pão com manteiga e um cafezinho.
    O Rocky de hoje antes de sair de casa não enrola a bandagem no pulso.
    Ele faz a sua marmita e põe na bolsa.
    O Rocky de hoje não acorda as 5 horas para correr uns 10km em 40 minutos.
    Acorda mais cedo e pega ônibus e metrô que demoram tanto quanto aquela corrida.
    O Rocky de hoje entra no ringue todo dia.
    Pra ele não existe sábado, domingo ou feriados.
    Todo dia é dia de entrar no chicote.
    O Rocky de hoje não briga só com seu chefe.
    Seus companheiros de trabalho bem que mereciam uns socos de vez em quando.
    O Rocky de hoje não usa só a luva como instrumento de trabalho.
    Usa caneta, papel, computador e outras máquinas não
    esquecendo o mais importante: a cabeça.
    O Rocky de hoje também quer ouvir o soar do gongo.
    Ele quer bater ponto e voltar para casa.
    O Rocky de hoje quer o cinturão no fim da batalha.
    Aquele tal salário mínimo que mal o sustenta.
    Quer o abraço do filho ao chegar em casa.
    Quer o beijo do marido ou a cerveja e balada no final de semana.
    O Rocky de hoje não aparece nas telonas. Não mora na
    Philadelphia. Não!
    O verdadeiro Rocky mora em SP, no Rio, no ES…
    O verdadeiro lutador saiu da ficção e vive em cada um de
    vocês.

     

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Olá,
    Como vão?
    Este poema é sobre o arrependimento. A falta de ousadia em se declarar para quem se ama.
    Ou pior: Sobre amar alguém que não demonstra o mesmo por ti.
    Espero que gostem 🙂
    Abraços e boa semana a todos.

    Sobre este conto de fadas
    Os abraços que dei sem nenhum afago
    As cartas escritas e nunca enviadas
    Os nossos Contos que não viraram de Fadas
    As vezes que não adormeci envolto em teus braços
    Os beijos roubados em que me virou o rosto inesperadamente
    As danças negadas pela minha falta de jogo de cintura
    Os problemas que enfrentei pois não pedi sua ajuda
    As baladas que te impedi de ir por ciúmes loucamente
    As noites em claro sentindo sua falta
    Os seus livros que não li por preguiça
    As vezes que me senti só estando em sua companhia
    Os dias que abracei o travesseiro guardando esta mágoa
    As mentiras que contei para não lhe machucar
    Os desejos reprimidos na nossa cama
    As frases nunca ditas por quem se ama
    Os sonhos que não posso mais realizar
    As flores que morreram porque esqueci de lhe mandar
    Os sorrisos que não mostrou pois estava chateada
    As brigas que tivemos naquela noite embriagada
    Os muitos “Eu Te Amo” que nunca irei te falar.
    AUTOR:
    HONORATO, Sandro.

     

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoTextos

    Alforria.

    junho 17, 2017 • Honorato, Sandro
    Alforria.
    Não me pergunte se está tudo bem. Sabemos que a resposta vem sendo “não”.
    Está sendo mais difícil do que imaginei, sabe?
    Escrever sempre foi tão fácil mas, você me tira as palavras da boca e agora do papel.
    EU SEI que tu vai ler!
    Você sempre lê o que escrevo e nem um “obrigado” tenho recebido. Provavelmente irei ler um “hum” teu.
    Lembro-me quando você me dilacerou e falou que gostava de outro alguém. Você esqueceu né?
    Quem bate sempre esquece e quem apanha sempre lembra. E sempre lembrarei de você, meu bem.
    Lembrarei das noites batendo papo até um dos lados cederem o sono. Vou lembrar da última vez que te vi pessoalmente e quando te abracei não sabia se ia soltar. Sempre lembrarei das músicas que cantamos um pro outro via áudios no whatsapp. Mas nós sabemos, podíamos ter feito uma melodia melhor para este final. Odeio marcha fúnebre.

    Queria que não fosse assim. Queria te dizer cara a cara. Mas a vida te levou para outro estado e o meu estado hoje é de calamidade pública. Respiro por aparelhos com este sentimento que sabemos que um tem pelo outro mas nenhum dos dois quer admitir. Quer merda de orgulho besta é este ein?

    Eu nunca havia dito a você, mas eu te Amo.
    Daria o meu calor para te aquecer no frio que ai faz.
    Daria minhas poesias para que seus dias fossem sempre iluminados.
    Daria meu sorriso para nunca mais te ver chorar.
    Daria meu restante de vida para viveres bem.
    Eu daria isso tudo mas estou simplesmente lhe dando meu último texto de amor sobre nós.

    Eu tenho prendido sua alma neste recipiente que eu chamo de coração e não tenho deixado você bater asas para o lar que tanto lhe merece. Outro alguém lhe espera e não é este aqui que brinca com poesia.
    Amar é isso, estar preso a um sentimento mas querer que seu amor seja livre ao mesmo tempo.
    Por isso, receba a sua carta de alforria agora. Vá em busca dos teus sonhos. Vá beijar a boca que tanto anseia. Vá abraçar os braços que te aguardam. Vá ser os versos na vida de um verdadeiro poeta.
    01:12

     

    12.06.217

     

    HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    1 2 3 90
    instagram