• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Posts arquivados em: Mês: maio 2022

    HonoratoPoesia

    Amor raso

    maio 23, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Essa poesia é sobre pessoas tão juntas e tão distantes ao mesmo tempo, sabem? E que quando elas acabam se dando conta que não estão em sintonia e acabam deixando um amor raso, sem sentido.
    Abraços e tenham uma excelente semana 🙂

    AMOR RASO

    Ele era palco, voz e violão
    E ela preferia ficar na multidão
    Ele sonhava alto demais
    E ela pés demais no chão

    Ele fazia piadas sempre que possível
    Ela era mais fria e contida
    Ele era agitado e adorava ação
    Ela era o mais próximo da monotonia

    Ele a moda antiga enviava cartas
    Ela só conversava por mensagens
    Ele era aventura querendo novos lugares
    Ela é caseira e odeia viagens

    Ele era pulmão
    E ela nunca respirou ar puro
    Ele era outro universo
    E ela se contentava com este mundo

    Ele era mar
    E ela nadava em rios
    Ele era mais que poesia
    E ela não tocava em livros

    Ele queria um casamento
    Ela não o via nem como namorado
    Ele queria um amor profundo
    Ela só vivia de amores rasos.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Amor raso

    maio 23, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Essa poesia é sobre pessoas tão juntas e tão distantes ao mesmo tempo, sabem? E que quando elas acabam se dando conta que não estão em sintonia e acabam deixando um amor raso, sem sentido.
    Abraços e tenham uma excelente semana 🙂

    AMOR RASO

    Ele era palco, voz e violão
    E ela preferia ficar na multidão
    Ele sonhava alto demais
    E ela pés demais no chão

    Ele fazia piadas sempre que possível
    Ela era mais fria e contida
    Ele era agitado e adorava ação
    Ela era o mais próximo da monotonia

    Ele a moda antiga enviava cartas
    Ela só conversava por mensagens
    Ele era aventura querendo novos lugares
    Ela é caseira e odeia viagens

    Ele era pulmão
    E ela nunca respirou ar puro
    Ele era outro universo
    E ela se contentava com este mundo

    Ele era mar
    E ela nadava em rios
    Ele era mais que poesia
    E ela não tocava em livros

    Ele queria um casamento
    Ela não o via nem como namorado
    Ele queria um amor profundo
    Ela só vivia de amores rasos.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Olá,
    Como vão?
    Vou deixar aqui com vocês uma poesia que fiz há uns dois anos atrás.
    Espero que curtam.
    Abraços e uma ótima semana a todos nós 🙂

    SAUDADES DO QUE NUNCA VIVEREMOS

    Tenho saudades das tuas risadas
    Aquelas escandalosas e cheia de energia
    Tenho saudades de dormirmos juntos
    E acordar com os raios de sol iluminando o dia

    Tenho saudades dos seus beijos
    Parecidos com aqueles cinematográficos
    Tenho saudades de andar de mãos dadas
    Como dois adolescentes muito apaixonados

    Tenho saudades das nossas desavenças
    E que sempre resolvíamos rápido
    Tenho saudades de palavras simples
    Como “Tenho orgulho de ser seu namorado”

    Tenho saudades do seu abraço
    E nele me sentir protegido
    Tenho saudades de compartilhamos momentos
    Pois você é quem me chamava de amigo

    Tenho saudades de me sentir útil
    Quando você ansiosa me contava seus segredos
    Tenho saudades de você aqui por perto
    E pior:  saudades daquilo que nunca viveremos.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Entre nós

    maio 09, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Este é um poema que fiz há um bom tempo atrás mas que se encaixa perfeitamente em situações atuais.
    Espero que curtam.
    Abraços e se cuidem.

    ENTRE NÓS

    Entre as garrafas vazias
    Eu prefiro ser aquele copo cheio
    Que você bebeu toda semana
    E nunca cansou do sabor

    Entre versos perfeitos e linhas tortas
    Você se faz poesia por si só
    Daquelas que os poetas se orgulham
    Pois podem recitar aos quatro cantos

    Entre sorrisos forçados e gargalhadas
    Quero ser a lembrança que te faça feliz
    Pelos momentos que vivemos hoje
    E pelo futuro que não poderemos compartilhar

    Entre perder nossa amizade
    Ou arriscar por algo a mais
    Eu deixo seu caminho livre para ele
    Afinal, um lutador sabe a hora de desistir

    Entre amores reais e fantasias
    Me guarde entre os dois
    Me ame como seu eterno escudeiro
    E fantasie como seriamos como casal

    Entre idas e vindas
    Talvez você goste de ficar
    Talvez não nesta vida
    Talvez não fazendo agora do meu peito seu lar.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

     

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Você

    maio 02, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá.
    Como vão?
    Dedico a poesia de hoje a alguém muito especial que conheci recentemente.
    Espero que curtam 🙂
    Abraços e tenham uma excelente semana 🙂

    Você
    Pele delicada que com meus dedos
    Eu faço o desenho do meu Paraíso
    Figura serena que me acalma
    Quando o meu mundo entra em conflito

    Sorriso que me alegra
    Quando o meu dia foi triste
    Princesa que tanto sonhei
    E sei que hoje realmente existe

    Tatuagens pelo corpo
    Mas que marcam minha imaginação
    Moça que me inspira em poesias
    E para sempre estará em meu coração

    Distante em alguns dias
    Mas que sempre posso contar
    Saudade às vezes necessária
    Que com um beijo posso saciar

    Música que embala aos meus ouvidos
    Mesmo quando voz alguma sai de seus lábios
    Motivo pelo qual eu vivi
    Me deixando ser feliz ao teu lado.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    instagram
    Translate »