Blogger Widgets

Honorato`s Songs #59

Olá,
Como vão?
Hoje faz uma semana que Chis Cornell, vocalista do Audioslave e Soundgarden nos deixou.
Venho deixar minha homenagem com esta música que eu curto do Audioslave.
Abraços

Audioslave – Doesn`t Remind Me (Não me lembra)
I walk the streets of Japan till I get lost
Eu ando pelas ruas do Japão até ficar perdido
'Cause it doesn't remind me of anything
Pois isso não me lembra nada
With a graveyard tan carrying a cross
Com um bronzeado de cemitério e carregando uma cruz
It doesn't remind me of anything
Isso não me lembra nada
I like studying faces in a parking lot
Gosto de analisar rostos no estacionamento
'Cause it doesn't remind me of anything
Pois isso não me lembra nada
I like driving backwards in the fog
Gosto de dirigir de ré na neblina
'Cause it doesn't remind me of anything
Pois isso não me lembra nada

The things that I've loved, the things that I've lost
As coisas que amei, as coisas que perdi
The things I've held sacred, that I've dropped
As coisas que julguei sagradas e depois abandonei
I won't lie no more, you can bet
Não vou mais mentir, pode apostar
I don't want to learn what I'll need to forget
Não quero aprender coisas que precisarei esquecer

I like gypsy moths and radio talk
Eu gosto de mariposas e conversas de rádio
'Cause it doesn't remind me of anything
Pois isso não me lembra nada
I like gospel music and canned applause
Gosto de música gospel e palmas artificiais
'Cause it doesn't remind me of anything
Pois isso não me lembra nada
I like colorful clothing in the sun
Gosto de roupas coloridas ao sol
'Cause it doesn't remind me of anything]
Pois isso não me lembra nada
I like hammering nails and speaking in tongues
Gosto de martelar pregos e de falar em outras línguas
'Cause it doesn't remind me of anything
Pois isso não me lembra nada

The things that I've loved, the things that I've lost
As coisas que amei, as coisas que perdi
The things I've held sacred, that I've dropped
As coisas que julguei sagradas e depois abandonei
I won't lie no more, you can bet
Não vou mais mentir, pode apostar
I don't want to learn what I'll need
Não quero aprender coisas que precisarei

Bend and shape me
Me molde
I love the way you are
Eu amo o seu jeito de ser
Slow and sweetly
Lenta e docemente
Like never before
Como nunca antes
Calm and sleeping
Calma e dormindo
We won't stir up the past
Não vamos falar do passado
So discretely
Tão discretamente
We won't look back
Não vamos olhar para trás

The things that I've loved, the things that I've lost
As coisas que amei, as coisas que perdi
The things I've held sacred, that I've dropped
As coisas que julguei sagradas e depois abandonei
I won't lie no more, you can bet
Não vou mais mentir, pode apostar
I don't want to learn what I'll need
Não quero aprender coisas que precisarei

I like throwing my voice and breaking guitars
Eu gosto de forçar a voz e de quebrar guitarras
'Cause it doesn't remind me of anything
Pois isso não me lembra nada
I like playing in the sand, what's mine is ours
Gosto de brincar na areia, o que é meu é seu
If it doesn't remind me of anything
Se isso não me lembrar nada

2 Pensamentos

Vagalume

Olá,
Como vão?
Hoje vou deixar com vocês uma poesia sobre aquele amor conhecido pela pessoa amada e nada correspondido.
Espero que vocês gostem.
Abraços.

Vagalume

Você lembra de mim as vezes
E eu não te tiro da cabeça nunca
Você é a personificação das minhas poesias
E não sabe que para ti as escrevo

Você ri das piadas por ai contadas
E eu sofro por não fazê-la sorrir
Você brinca com meu coração
E eu insisto em jogar teu jogo

Você ilumina minha vida a noite
E desaparece quando a manhã chega
Você voa entre meus sonhos
E não pousa para realiza-los

Você é a paixão da minha vida
E eu não sei dizer isso cara-a-cara
Você vive da minha paixão
E eu deste Amor Vagalume.
 AUTOR: HONORATO,Sandro.


3 Pensamentos

Laços de Sangue

Olá,
Como vão?
Hoje vou deixar uma homenagem a uma pessoa que eu aprendi a considerar com uma segunda mãe.
Espero que goste desta poesia :)
Abraços a todos.


Laços de Sangue

Não precisou estar em uma constelação
Para brilhar como toda estrela
Não precisou de vários versos
Para terminar em poesia

Não precisou estar perto
Para se fazer presente
Não precisou de palavras
Para se facilmente compreender

Não precisou do abraço
Para me consolar na tristeza
Nem precisou estar sorrindo
Para saber que estava contente

Não precisou ser do mesmo sangue
Para sermos da mesa família
Não precisou que eu chamasse de mãe
Para que eu me considerasse seu filho.

AUTOR: HONORATO,Sandro.




2 Pensamentos

Honorato`s Songs #58

Olá,
Como vão?
Hoje vou deixar o som do Barão Vermelho.
Amo a mensagem passada pela canção.
Espero que vocês gostem :)
Abraços

Barão Vermelho - Enquanto ela não chegar

Quantas coisas eu ainda vou provar
E quantas vezes para a porta eu vou olhar
Quantos carros nessa rua vão passar
Enquanto ela não chegar

Quantos dias eu ainda vou esperar
E quantas estrelas eu vou tentar contar
E quantas luzes na cidade vão se apagar
Enquanto ela não chegar

Eu tenho andado tão sozinho
Que eu nem sei no que acreditar
E a paz que busco agora
Nem a dor vai me negar

Não deixe o sol morrer
Errar é aprender
Viver é deixar viver
Não deixe o sol morrer
Errar é aprender
Viver é deixar viver

Quantas besteiras eu ainda vou pensar
E quantos sonhos no tempo vão se esfarelar
Quantas vezes vou me criticar
Enquanto ela não chegar

Eu tenho andado tão sozinho
Que eu nem sei no que acreditar
E a paz que busco agora
Nem a dor vai me negar

Não deixe o sol morrer
Errar é aprender
Viver é deixar viver
Não deixe o sol morrer
Errar é aprender
Viver é deixar, é deixar
É deixar viver
É deixar viver
Viver é deixar viver

Não deixe o sol morrer
Errar é aprender
Não deixe o sol morrer
Errar é aprender
Viver é deixar viver

2 Pensamentos

Perdoe-me

Olá,
Como vão?
Hoje é uma data especial para esta pessoa que aqui escreve. Este blog faz 7 anos de vida. Meus eternos agradecimentos a todos que nos acompanharam e nos ajudaram com palavras, criticas  e sugestões desde 22/04/2010.

Vou deixa-los com uma poesia bem romântica, quase que uma declaração eu considero.
E que todos tenham alguém para perdoar assim em nossas vidas.
Abraços a todos.

Perdoe-me

Perdoe-me pela lentidão
Mas ainda lhe devo desculpas, não acha?
Por anos pacientemente esperei
E juro que minha chance não desperdiçarei

Perdoe-me por acorda-la
Você se importaria em virar esta noite?
Eu não quero dormir, pra falar a verdade
Estar contigo é assistir o sonho virando realidade

Perdoe-me pela ousadia
Mas permita-me saborear teus lábios?
Deixe-me dar o nosso primeiro beijo
Não sabes o quanto atenderia o meu desejo

Perdoe-me pela intromissão
Mas posso fazer poesias para ti?
Todo poeta se apaixona um dia
E você é a inspiração minha

Perdoe-me pela demora
Mas ainda há espaço para mim no seu coração?
Pois no meu você já faz moradia
Desde que entrou em minha vida.


AUTOR: HONORATO, Sandro.




3 Pensamentos

Conselhos a uma amiga

Olá,
Como vão?
Hoje venho deixar uma poesia a uma grande amiga minha.
E que os mesmos conselhos possam ser usados por todos em suas vidas :)

Abraços


Conselhos a uma amiga

Com tanta beleza
Não ligue para os dias feios
Com este sorriso radiante
Não deixe a tristeza te abater

Com tanta energia em ti
Não se desgaste por coisas fúteis
Com tanta poesia em pessoa
Não deixe ser a musa de qualquer poeta

Com esta mente fértil
Não desista até os sonhos se realizarem
Com tanta vida pela frente
Não mire o que ficou no passado

Com estes lábios de princesa
Não beije bocas de meros plebeus
Com este olhar hipnotizador
Não se encante com homens qualquer

Com este coração enorme
Não tenha paixões tão pequenas
Com este Amor dentro de ti
Não esqueça de amar a si própria.


AUTOR: HONORATO, Sandro.


4 Pensamentos