• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Posts arquivados em: Mês: maio 2018

    HonoratoMúsica

    Imperfect.

    maio 25, 2018 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar uma música que considero uma verdadeira poesia.
    Triste, mas que não deixa de ser uma poesia.
    Espero que curtam 🙂
    Abraços

    Stone Sour – Imperfect (Imperfeita)

    Some things are better off forgotten
    Algumas coisas são melhor serem esquecidas
    We bury them in places that we really only visit by ourselves
    Nós as enterramos em lugares que são visitadas apenas por nós mesmos
    Oh, you were a version like no other
    Oh, você foi uma versão como nenhuma outra
    Oh, they never tell you what to do when all you see is gone
    Oh, eles nunca te dizem o que fazer quando tudo que você vê se foi
    What’s the sense in anything when what they say is wrong?
    Qual o sentido em qualquer coisa quando o que eles dizem está errado?

    Oh, what do you want to hear?
    Oh, o que você quer ouvir?
    Do you wanna know how many times
    Você quer saber quantas vezes
    I tore myself apart cuz you’re not here?
    Eu me parti em pedaços porque você não estava aqui?
    Oh, why do you want to know?
    Oh, por que você quer saber?
    Does it make you feel alive?
    Isso faz você se sentir viva?
    I had to die to finally let you go
    Eu tive que morrer para finalmente te deixar ir

    Stop me… I find myself believing
    Me pare… Eu me encontrei acreditando
    A story gets rewritten so a blasphemy’s permitted once again
    Uma história é reescrita e a blasfêmia é permitida de novo
    Oh, and you were so perfectly imperfect
    Oh, e você era tão perfeitamente imperfeita
    Oh, they never tell you what to do when all you have are lies
    Oh, e eles nunca te dizem o que fazer quando tudo o que você tem são mentiras
    What’s the sense in anything? It’s just one more goodbye
    Qual o sentido em qualquer coisa? Isso é apenas mais um adeus

    Oh, what do you want to hear?
    Oh, o que você quer ouvir?
    Do you wanna know how many times
    Você quer saber quantas vezes
    I tore myself apart cuz you’re not here?
    Eu me parti em pedaços porque você não estava aqui?
    Oh, why do you want to know?
    Oh, por que você quer saber?
    Does it make you feel alive?
    Isso faz você se sentir viva?
    I had to die to finally let you go
    Eu tive que morrer para finalmente te deixar ir

    Finally, let you go.
    Finalmente, te deixar ir.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoMúsica

    Imperfect.

    maio 25, 2018 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar uma música que considero uma verdadeira poesia.
    Triste, mas que não deixa de ser uma poesia.
    Espero que curtam 🙂
    Abraços

    Stone Sour – Imperfect (Imperfeita)

    Some things are better off forgotten
    Algumas coisas são melhor serem esquecidas
    We bury them in places that we really only visit by ourselves
    Nós as enterramos em lugares que são visitadas apenas por nós mesmos
    Oh, you were a version like no other
    Oh, você foi uma versão como nenhuma outra
    Oh, they never tell you what to do when all you see is gone
    Oh, eles nunca te dizem o que fazer quando tudo que você vê se foi
    What’s the sense in anything when what they say is wrong?
    Qual o sentido em qualquer coisa quando o que eles dizem está errado?

    Oh, what do you want to hear?
    Oh, o que você quer ouvir?
    Do you wanna know how many times
    Você quer saber quantas vezes
    I tore myself apart cuz you’re not here?
    Eu me parti em pedaços porque você não estava aqui?
    Oh, why do you want to know?
    Oh, por que você quer saber?
    Does it make you feel alive?
    Isso faz você se sentir viva?
    I had to die to finally let you go
    Eu tive que morrer para finalmente te deixar ir

    Stop me… I find myself believing
    Me pare… Eu me encontrei acreditando
    A story gets rewritten so a blasphemy’s permitted once again
    Uma história é reescrita e a blasfêmia é permitida de novo
    Oh, and you were so perfectly imperfect
    Oh, e você era tão perfeitamente imperfeita
    Oh, they never tell you what to do when all you have are lies
    Oh, e eles nunca te dizem o que fazer quando tudo o que você tem são mentiras
    What’s the sense in anything? It’s just one more goodbye
    Qual o sentido em qualquer coisa? Isso é apenas mais um adeus

    Oh, what do you want to hear?
    Oh, o que você quer ouvir?
    Do you wanna know how many times
    Você quer saber quantas vezes
    I tore myself apart cuz you’re not here?
    Eu me parti em pedaços porque você não estava aqui?
    Oh, why do you want to know?
    Oh, por que você quer saber?
    Does it make you feel alive?
    Isso faz você se sentir viva?
    I had to die to finally let you go
    Eu tive que morrer para finalmente te deixar ir

    Finally, let you go.
    Finalmente, te deixar ir.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Minha Culpa

    maio 17, 2018 • Honorato, Sandro

    MINHA CULPA

    Foi minha culpa
    Perder-me em teus olhos
    E ali encontrar a paz que procurava
    Neles eu via sua pura alma

    Foi minha culpa
    Virarmos várias noites conversando
    Você queria alguém para desabafar
    E o cara aqui querendo lhe agradar

    Foi minha culpa
    Chegarmos a este ponto
    Prometendo o mundo a ti
    Em qual mal lembrarás de mim

    Foi minha culpa
    Sonhar sonhos a dois
    Sem contar que você com outro anseia
    E ele igualmente a deseja

    Foi minha culpa
    Abrir meu peito novamente
    Sinto falta dele frio e trancado
    Se possível, ao sair, deixe a chave e o cadeado

    Foi minha culpa
    Rabiscar o papel com rimas
    De lá saíram várias poesias
    Mas este vai ser o fim da linha

    Foi minha culpa
    Aprendia amar suas manias
    Apaixonei-me pela tua boca, curvas, até seus cabelos
    E em ti não enxergava defeitos

    Foi minha culpa
    Pois foram doces demais os nossos momentos
    E se tudo que vivemos foi ilusão
    Peço que nunca as apague em meu coração.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Opostos

    maio 12, 2018 • Honorato, Sandro

    Bom dia,
    Tudo bem com vocês?
    Hoje vou deixar um poema recente que fiz.
    Bom, dizem que os opostos se atraem. Será mesmo?
    Abraços e tenham uma excelente semana.

    OPOSTOS

    Você quer mãos dadas
    E ela quer correr por ai
    Você quer o sol pela manhã
    E ela anseia por ver a lua emergir

    Você quer dançar tango
    E ela se anima com sertanejo
    Você quer a perfeição
    E ela nem liga mais para os erros

    Você quer a calma
    E ela é um furacão
    Você quer ficar a sós com ela
    E ela quer a multidão

    Você quer a poesia
    E ela quer frases sem sentido
    Você quer uma serenata
    E ela quer besteiras ao pé do ouvido

    Você quer ser dela pra sempre
    E ela não deseja estar numa prisão
    Você quer dar seu amor
    E ela não esta pronta a dar o coração.

    05.04.2018

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoResenha

    Olá,
    Como vão?
    Depois de muito tempo volto a postar uma resenha para vocês!
    Agradeço a nossa parceira Universo dos Livros pela cortesia 🙂
    Espero que gostem 🙂

    HISTÓRIA É TUDO QUE ME DEIXOU

    SINOPSE:
    Quando o primeiro amor e ex-namorado de Griffin, Theo, morre afogado em um acidente, seu universo implode. Embora Theo tivesse se mudado para a Califórnia para cursar a faculdade e começado a namorar Jackson, Griffin nunca duvidou de que Theo voltaria para ele quando chegasse a hora certa. Porém, o futuro que ele tanto desejava está despedaçado. Para piorar as coisas, a única pessoa que realmente entende sua tristeza é o Jackson. Mas, não importa o quanto eles conversem e se entendam, a espiral depressiva de Griffin continua. Ele está se perdendo em suas compulsões obsessivas e escolhas destrutivas, e os segredos que ele tem guardado o estão consumindo. Se Griffin pretende reconstruir sua vida, ele precisará visitar e confrontar o que viveu com Theo, história por história.

    MINHA RESENHA:
    A história é um romance LGBT narrado pelo Griffin, um garoto de 16 anos, apaixonado pelo universo Geek (sobretudo é fã de Harry Potter) e que convive com seu TOC.
    Griffin se separa de seu grande amor Theo e pouco tempo depois fica desolado pela morte do mesmo.

    Tentando lidar com a frustação de nunca mais ver seu amor, convivendo com seu TOC, a frustação de não ser entendido por ninguém ele conhece Jackson e juntos vão tentando juntas os cacos.

    A narrativa acontece em dois tempos: No passado quando Theo, Wade e Griffin formavam um trio inseparável e que devido ao romance entre Theo e Griffin deixaram Wade meio de lado (não tão nítido assim, mas ele fica em segundo plano muitas vezes)
    Obs.: Quando este trio está junto rola muita coisa nerd, ta. Não se preocupe se não entender todas as referências kkkkk

    E a outra parte da narrativa ocorre no presente quando Theo morreu afogado, Jackson tinha tudo para ser “inimigo” de Griffin pois era o atual namorado e ambos estão em estado de choque pois do dia pra noite perderam alguém especial para ambos.

    PONTOS POSITIVOS
    Gostei da construção dos personagens, como seus pontos fortes e fracos são bem detalhados e nítidos na narrativa.
    A questão sexual no livro também foi bem tratada, o autor não “te empurra goela abaixo” o tema. A aceitação dos mesmos pelos amigos e sociedade é bem vista, sabe?!
    Acho que o fato de serem adolescentes e estarem conhecendo o que é o amor independente do gênero foi um ponto marcante.

    PONTO NEGATIVO
    Olha, muitas vezes a história se arrasta.
    Griffin fica mais perdido que cego em tiroteio e não consegue distinguir os próprios pensamentos e sentimentos. A narrativa muitas vezes é lenta…fria…. angustiante ver o sofrimento de todos eles!

    Mas no fundo, eu recomendo.
    Foi meu primeiro contato com livros que falam sobre LGBT e não me arrependi da escolha.

    DADOS BIBLIOGRÁFICOS
    ISBN-13: 9788593911071
    Ano: 2017
    Páginas: 336
    Idioma: Português
    Editora: Hoo
    Onde comprar:
    Amazon
    Livraria da Folha

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Não é justo.

    maio 01, 2018 • Honorato, Sandro

    Não é justo.

    Não é justo estarmos no mesmo lugar
    Se nossas mentes estão em diferentes direções
    Não é justo respirar estas fantasias
    Se depois me falta ar nos pulmões

    Não é justo encontrar uma razão para viver
    Se esta razão me mata dia após dia
    Não é justo ter uma noite de sonhos contigo
    Se eles não irão virar realidade como eu gostaria

    Não é justo escrever poesias românticas
    Se sem você meu roteiro é um terror constante
    Não é justo te abraçar fortemente
    Se seus lábios ainda ficarem tão distantes

    Não é justo passar noites em claro
    Se a luz que espero de ti nunca vem
    Não é justo guardar isso aqui dentro
    Se você se declarar a outro alguém

    Não é justo te dar o mundo
    Se o teu sol é em outra constelação
    Não é justo falar do meu amor
    Se você não preencher o vazio do meu coração.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    instagram
    Translate »