• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Resenha

    OutrosResenha

    Olá, como vão?


    Hoje venho postar uma resenha que estou devendo tem um tempinho.Abraços e bom final de semana a todos

    [O Preto Resenha] – “Crônicas de Redenção”

    Titulo: Crônicas de Redenção
    Autor:  M.A.Costa
    Produção: Independente
    (Obra gentilmente cedida pelo autor ao blog)

    Sinopse:


    Crônicas de Redenção reúne contos da saga homônima que respondem e complementam fatos de Redenção – livro um: Legionella tais como: qual foi a última guerra na terra e como conquistamos a paz? Ou, quem são os metrovinos e como fieram para sobreviver? Ou, ainda, como foi a infância do bioterriorista Valker Kipsang.Mas Crônicas pode ser lido de forma independente em relação ao livro que inicia a saga. Se lido antes servirá de introdução a esta. Se lido depois, ajudará a compreender alguns faros enriquecendo o conhecimento do universo criado por Costa.
    Além de entreter, a obra de M. A. Costa leva o leitor a refletir sobre a essência humana e os caminhos que a humanidade insiste em seguir, apesar de sua privilegiada capacidade de evolução como espécie de nós como indivíduo.”

    Minha resenha:
    Crônicas de Redenção segue é dividido em três contos basicamente que são intitulados de “Fim da guerra”, “ Valker” e “ Metrovinos”


    Fim da Guerra


    É um relato de um garoto que vive refugiado em seu próprio país(Índia) quando um homem poderoso do Irã (chamado Sigh) se revolta contra o domínio indiano no Oriente Médio. Por ser multi milionário, ele cria verdadeiras armas que acabam saindo de seu controle.O relato do garoto Heydar é muito preciso e assustador.


    Valker


    Este conto é um pouco mais real entre os três. É basicamente sobre uma briga entre família. Um pai drogado que vivia batendo em sua mulher e filho e claro, não media suas consequências.


    Metrovinos


    Esta estória é a mais detalhada de todo o livro. É o relato de um grande terremoto em Xangai que deixou alguns poucos sobreviventes embaixo da terra.Estes,foram dados como mortos pelas autoridades e tiveram que dar um jeito de sobreviver.Fizeram dos animais sua alimentação e dos escombros o seu lar.Adaptaram-se aos poucos sua visão e pele até que um dia ocorreu o confronto com o mundo externo, ou seja, a antiga casa de todos….

    Para finalizar, considero os textos com uma boa idéia, bem criativos mas as narrativas são muito rápidas. Muito mesmo!
    Não dá para se apegar a nenhum personagem para você ter idéia.

    Contatos:
    SKOOB: https://www.skoob.com.br/livro/591363ED592394
    AMAZON: https://www.amazon.com.br/Crônicas-Redenção-Contos-iniciada-Legionella-ebook/dp/B019G0SP1U
    SARAIVA: http://www.saraiva.com.br/cronicas-de-redencao-9359186.html

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosResenha

    Olá, como vão?


    Hoje venho postar uma resenha que estou devendo tem um tempinho.Abraços e bom final de semana a todos

    [O Preto Resenha] – “Crônicas de Redenção”

    Titulo: Crônicas de Redenção
    Autor:  M.A.Costa
    Produção: Independente
    (Obra gentilmente cedida pelo autor ao blog)

    Sinopse:


    Crônicas de Redenção reúne contos da saga homônima que respondem e complementam fatos de Redenção – livro um: Legionella tais como: qual foi a última guerra na terra e como conquistamos a paz? Ou, quem são os metrovinos e como fieram para sobreviver? Ou, ainda, como foi a infância do bioterriorista Valker Kipsang.Mas Crônicas pode ser lido de forma independente em relação ao livro que inicia a saga. Se lido antes servirá de introdução a esta. Se lido depois, ajudará a compreender alguns faros enriquecendo o conhecimento do universo criado por Costa.
    Além de entreter, a obra de M. A. Costa leva o leitor a refletir sobre a essência humana e os caminhos que a humanidade insiste em seguir, apesar de sua privilegiada capacidade de evolução como espécie de nós como indivíduo.”

    Minha resenha:
    Crônicas de Redenção segue é dividido em três contos basicamente que são intitulados de “Fim da guerra”, “ Valker” e “ Metrovinos”


    Fim da Guerra


    É um relato de um garoto que vive refugiado em seu próprio país(Índia) quando um homem poderoso do Irã (chamado Sigh) se revolta contra o domínio indiano no Oriente Médio. Por ser multi milionário, ele cria verdadeiras armas que acabam saindo de seu controle.O relato do garoto Heydar é muito preciso e assustador.


    Valker


    Este conto é um pouco mais real entre os três. É basicamente sobre uma briga entre família. Um pai drogado que vivia batendo em sua mulher e filho e claro, não media suas consequências.


    Metrovinos


    Esta estória é a mais detalhada de todo o livro. É o relato de um grande terremoto em Xangai que deixou alguns poucos sobreviventes embaixo da terra.Estes,foram dados como mortos pelas autoridades e tiveram que dar um jeito de sobreviver.Fizeram dos animais sua alimentação e dos escombros o seu lar.Adaptaram-se aos poucos sua visão e pele até que um dia ocorreu o confronto com o mundo externo, ou seja, a antiga casa de todos….

    Para finalizar, considero os textos com uma boa idéia, bem criativos mas as narrativas são muito rápidas. Muito mesmo!
    Não dá para se apegar a nenhum personagem para você ter idéia.

    Contatos:
    SKOOB: https://www.skoob.com.br/livro/591363ED592394
    AMAZON: https://www.amazon.com.br/Crônicas-Redenção-Contos-iniciada-Legionella-ebook/dp/B019G0SP1U
    SARAIVA: http://www.saraiva.com.br/cronicas-de-redencao-9359186.html

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosResenha
    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar uma resenha da minha amiga e escritora Fabiana Cardoso.
    Quem quiser pode ler a resenha do primeiro livro aqui:
    Espero que curtam 🙂
    Abraços e tenham uma excelente semana.

    ADQS 2 -Desafiando as Regras da Organização
    Páginas: 352
    Edição: 1
    Ano de Publicação: 2014
    Medidas: 16×23
    Sinopse:
    Thaís retorna para a equipe de Henrique, na ADQS, e passa a enfrentar
    novos desafios; na sua volta as regras da Organização Secreta parecem mais difíceis
    de serem seguidas. Em companhia dos agentes: Caio, Bruna, Ed, e Valéria, se
    empenha em resolver as missões, embora o passado insista em lhe perseguir,
    fazendo com que tenham que burlar as regras impostas. Revelações do passado,
    segredos descobertos e novo enfrentamentos podem causar mais problemas e essa
    agência secreta, que tem sua existência ameaçada. Contrariar as regras pode
    colocar em risco a nova identidade que nem sempre está Acima De Qualquer
    Suspeita. Em meio a esse redemoinho de emoções, a equipe ainda tem que
    investigar um assassino serial que persegue os espiões e ameaça a organização,
    e seus membros.  Segundo e último livro da Série ADQS, que continua com
    muita aventura, romance, mistérios, humor e reviravoltas.
    O livro e eu
    Minha Resenha:
    A história continua de onde parou: Thaís separada da
    equipe de Henrique e consequentemente do seu amor, Caio. Mas logo ela é
    reintegrada e tudo volta a acontecer; mais investigações, aventuras, agentes em
    perigo, regras e mais sendo descumpridas dentro da organização e ainda por cima
    revelações (muitas, aliás) neste livro.
    Este é um dos pontos que mais gostei: A cada página, a
    cada capitulo algo de novo aparece, ou seja, não é um livro monótono. Ele
    prende muito sua atenção (Tanto que o li em dois dias praticamente)
    Neste livro o passado dos agentes é revelado e acho isso
    bem legal, pois temos uma ideia inicial de que os agentes secretos são pessoas frias,
    sem coração, o que no fundo não é verdade (pelo menos totalmente).
    Sobre os personagens em si, gostei da Bruna, óbvio kkk. Quem
    já leu a resenha anterior ou conversa comigo sabe que sempre falo desta
    personagem de ADQS. Ela é a mais bem humorada, tira o peso dos momentos difíceis
    com uma simples fala, sabem? Ah,eu a adoro J
    Gostei e odiei a Bia. Ela é meio infantil muitas vezes,
    mas pelo menos é prestativa. As vezes você quer mata-la e outras se pudesse a abraçaria,
    na moral.
    Thais e Caio gostam tanto um do outro, mas é um casal
    complicado… cheio de idas e vindas.
    Outro momento aqui que tenho que compartilhar: tem um personagem
    com meu nome kkkk. Muito obrigado Fabiana pelo carinho.
    Quanto a outros aspectos que julgo importante que são
    capa e revisão: esta capa eu achei perfeita. Gosto dos trabalhos da Marina
    Avila e mais uma vez ela fez um excelente trabalho.
    E quanto a revisão, achei alguns poucos pontos que
    considerei erro de revisão, mas nada que comprometa uma rápida e gostosa
    leitura.
    Fabiana e ADQS e ADQS 2

    Contatos com a autora:

    Obrigado a você que leu até aqui.
    Passando para avisar que mês que vem vai rolar sorteio com os dois livros aqui 🙂
    Abraços

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosResenha

    Olá,
    Como vão?
    Hoje postarei a resenha da obra mais recente que li.
    Agradeço ao autor Rondinelli Fortalesa por incluir o blog no BookTour.

    Abraços

    CRÔNICAS DE OLDAR
    DURILIM: FILHO DO DRAGÃO
    Autor: Rondinelli Fortalesa
    Gênero: Romance brasileiro
    Editora: Modo Editora
    Páginas: 288
    Sinopse:
    Crônicas de Oldar – Herlana e Gurtum
    encontraram uma pedra lilás estranha na floresta Negra, tudo indica que seja um
    ovo de dragão e isso pode por em risco a vida de todos em Edammael. Seres das
    trevas com garras afiadas e caudas peçonhentas surgem novamente e os dans
    enfrentarão dias de trevas como jamais enfrentaram antes. Os dragões não são
    mais os mesmos e a magia que lhes transformou no que são, continuou a fazer seu
    efeito dando origem à dragões com os mais extraordinários poderes. Talvez uma
    nova guerra se inicie, e dessa vez,não será contra pessoas… E sim contra os
    monstros que sobraram da Guerra da Traição.
    Minha Resenha:
    O livro começa com o mistério no qual
    Herlana e Gurtum se deparam: Seria o que encontraram o primeiro ovo de dragão
    já encontrado? A resposta é não. É “apenas” o garotinho Durilim. Sim,ele estava
    protegido por um ovo (mas a razão só quem ler vai descobrir).
    Ele desde pequeno já desenvolve seus
    poderes pois o destino lhe reservava muitas aventuras e um papel fundamental na
    luta por proteger sua família e Oldar.
    Não tenho muito a dizer na resenha em si,
    pois boa parte do que eu escrever seria vista como Spoiler, mas alguns pontos
    tenho declarar:
    – Achei esta capa muito Top. Linda. Sem
    mais. ;
    – O livro tem uma visão um pouco diferente
    do que vemos em outros livros por ai a respeito dos dragões. Considero este um
    ponto positivo;
    – Achei os personagens meio…como posso dizer,
    sem vida, artificiais. Gosto de personagens mais enérgicos, mais imprevisíveis.
    Coisa que faltou. ;
    – Encontrei muitos erros de revisão. Muitos
    no começo o que pode fazer com que muitos desistam da leitura;
    – Gostei do final e das revelações que nela
    existem. Dão base para que o futuro livro se torne mais interessante.

    Enfim, se você curte fantasia eu recomendo
    a leitura. (Mas como eu disse, alguns erros de revisão me deixaram nervoso, foi
    um atentado a nossa língua)
    Booktrailer
    Links da Obra:
    Site: http://oldar.com.br/
    Skoob: http://www.skoob.com.br/autor/2035-rondinelli
    Fanpage: https://www.facebook.com/cronicasdeoldar

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosResenha

    Olá,
    Como vão?
    Hoje será a última postagem do blog este ano.
    Queria agradecer a todos que tiveram a paciência de usar pelo menos um minuto do seu tempo para nos visitar,que comentaram nos mais diversos posts e que fizeram o blog esta de pé em 2014.
    Desejamos um final de ano maravilhoso a todos e nos vemos em 2015 🙂

    E hoje postarei a resenha de um livro que li recentemente via Book Tour.
    Abraços

    UMA CANÇÃO PARA A LIBÉLULA
    PARTE I
    Autora: Juliana Daglio
    Assunto: Ficção, Romance, Drama
    Editora: Deuses
    Edição: 1
    Páginas: 216
    Sinopse:
       
     Era uma
    comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a
    Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo
    irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua
    vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula.
     
        Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida
    cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando
    seu destino: Uma doença, uma viagem e um reencontro.
     
        Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia
    terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu
    conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista
    de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta. 
     
         De Londres a
    São Paulo, dos Palcos aos Lagos. “Uma canção para a Libélula” é a história de
    uma alma perdida e de sua busca por quebrar o casulo de sua existência, para só
    então compreender o sentido da própria vida. Este livro é um profundo mergulho
    em uma mente nebulosa, permeada por lagos obscuros e pela inusitada morte; não
    havendo sequer esperanças.
    Minha Resenha:
    Bom, difícil escrever em palavras sobre este livro. Eu já
    tentei isso quando conversei com a Juliana sobre sua obra. Eu particularmente
    gostei e muito.
    Bom, Vanessa é uma promissora pianista que deixou tudo
    aqui no Brasil desde muito jovem para fazer sua carreira em Londres morando com
    seus tios. Ela até que fazia sucesso, estava em um relacionamento e indo corria
    bem. Mas na vida da Vanessa tudo só aparenta estar bem.
    Ela sempre carregava um fardo, que foi lentamente, mas
    não totalmente revelado nesta primeira parte do livro…até que um dia seu pai
    pede para que volte ao Brasil por um tempo, pois ele esta doente. E como uma desgraça
    nunca é pouca, como diria minha mãe,ela acaba rompendo com o namorado (momento
    spoiler)
    , e até perde a paciência com seu agente.
    E ela tem receio de voltar ao Brasil. Não somente em ver
    o estado de saúde de seu pai, mas receio de encontrar sua mãe. Porque ela é faz
    parte do fantasma que Vanessa não quer ter que desenterrar, ela  é um dos motivos para Vanessa estar sempre
    para baixo quando o mundo todo ao redor sabe de seu potencial e qualidades….Como
    eu disse, o final do livro é aberto.
    Minhas considerações finais…
    Acho que o tema (Solidão) que a Juliana aborda no livro é
    muito delicado e foi muito bem estruturado no livro. Apesar desta depressão da
    Vanessa me deixar nervoso às vezes – prefiro personagens mais ativos, fazer o
    que? Kkkk
    Gostei da vilã, Valéria. Ela tem um lado meio do bem e
    muitas vezes do mal…me lembra personagens de filmes e de animes.
    Outro ponto que gostei foi da capa. Representa muita
    coisa do livro, acreditem.
    Se fosse dar uma nota de 0 a 10 seria 8.
    Porque como eu disse, a Vanessa as vezes me deixava irritado,
    aceitava muito pacificamente as coisas ao seu redor, via seu mundo ruir e
    assistia da arquibancada tudo. E também porque encontrei alguns erros de
    Revisão.
    Mas, de todo modo ainda recomendo a leitura e agradeço a
    Juliana pela oportunidade de ler sua obra  ( a primeira de muitas!).
     Sobre a Autora
    Juliana Daglio,segundo ela mesma:
    “Essa não é minha primeira experiência com blogs, mas espero que não seja a última. Venho através da identidade de Menina Libélula para divulgar meu mundo mirabolante, cheio de Livros, Filmes, Séries e Músicas.
    Tenho 24 anos, formada em Psicologia e apaixonada por Psicanálise, viciada em Livros e amante do Rock Britânico. Desde criança fui apaixonada por faz de conta. Inventei personagens fictícios e conversei com eles, me apaixonei por todos, e vi nos mesmos uma forma de conhecer as pessoas de verdade de uma forma segura. 
    Encantei-me pelo Vampiro Lestat com apenas seis anos de idade, e colecionei figurinhas do desenho “Vida de inseto”, sendo que em todos os meus envelopes vinha uma figurinha repetida da Libélula, que eu acaba colando pela casa. Tinha que ser um sinal. Li livros infantis inúmeras vezes e a cada uma delas aprendia uma coisa nova, podendo criar personagens imaginários mais complexos para conversar… Até que um dia quis me tornar todos eles. Quis ser Libélula, quis sair de mim.
    Hoje em dia sou uma adulta confusa, com meu pézinho nos contos de Vampiros e uma compulsão enorme por escrever sobre meus velhos personagens.
     De tudo isso eu criei meu primeiro livro, que com a benção dos céus logo poderá ser publicado. Ele se chama “Uma canção para a Libélula”, e não fala de Vampiros. 
    Deixei isso nas mãos da Anne Rice. “


    Links:
    Onde comprar:
    http://www.editoradeuses.com.br/25-uma-cancao-para-libelula-.html
    http://meninalibelula.blogspot.com.br/
    Contatos com a autora:
    Facebook
    https://www.facebook.com/juliana.regia.9
    Fanpage da Obra:
    https://www.facebook.com/MeninaLibelula
    Email
    judaglio@gmail.com

     Book Trailer

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosResenha

    Boa tarde,
    Como vão?
    Hoje vou postar a resenha de um livro que li recentemente.
    Espero que curtam 🙂
    Abraços

    “Terras Metálicas” – Renato C. Nonato
    Dados da obra:
    Livro: Terras Metálicas
    Autor: Renato C. Nonato

    Edição: 1

    Editora: Novo Século
    ISBN: 9788576797968
    Ano: 2012
    Páginas: 616
    Sinopse:
    A Última Guerra lavou a atmosfera com
    uma massa nuclear, tornando-a incapaz de sustentar a vida. Para continuar
    sobrevivendo, a humanidade precisou se adaptar, isolando-se numa atmosfera
    artificial: a Esfera, local onde tem se mantido com o passar das gerações. A
    utopia da sociedade reinou desde então, com a paz sendo mantida com mão de
    ferro pela Elite. Mas essa paz pode acabar… Raquel é uma recém-formada em
    primeiro nível na Academia, que passa seu tempo livre entre Saturno – o parque
    temático da Esfera – e divagações sobre seu sonho de voar. Ao iniciar uma nova
    etapa de vida, ela vai encarar a cerimônia de implante que pode tornar esse
    sonho realidade, se a habilidade dos Túneis lhe for conferida. Mas essa nova
    etapa também vai levá-la por caminhos perigosos… Raquel descobrirá que o IA,
    responsável por todos os sistemas de sobrevivência da Esfera, está com os dias
    contados. Como manter a sanidade sabendo que a vida tal qual você conhece está
    para acabar? Raquel ainda não tem essa resposta, mas vai precisar encontrá-la.
    E para isso ela precisará, mais do que nunca, da ajuda de seus amigos… Tashi,
    Tales, Ângelo, Camila, Liceu, Isabela e Nirvana lhe darão sustentação quando
    tudo o mais na utópica Esfera estiver ruindo.
    Minha resenha:
    Imagine você viver numa atmosfera artificial. Depois
    imagine saber que você pode ter poderes através de um Chip que é implantado em você
    (com direito a uma cerimônia e tudo mais). Além de um mundo não precise usar
    garfo e faca ou nem mastigar porque tudo que você precisa é engolir sua
    alimentação em cápsula?
    Seria o mundo ideal? Tudo mais fácil? Não para um grupo
    de amigos que descobre que há um grave problema no sistema que rege a esfera
    toda. Mas, quem vai acreditar num grupo de adolescentes que nem saíram da
    escola, não dominam seus poderes e que são liderados pela Raquel, uma garota
    que vira e mexe arruma uma encrenca?
    Para que os outros passem a acreditar, eles embarcam numa
    aventura para comprovarem sua teoria.
    Bom, o que dizer deste livro que eu adorei?
    Tá bem, a idéia inicial é um pouco viajante, talvez nem
    tão original, mas alguns pontos eu citarei.
    Os personagens são bem originais em si. Gostei muito do
    Tales, meio impulsivo as vezes, mas de todos os que tem poderes,gostei mais
    dele.
    Raquel, a personagem principal, também merece destaque,
    principalmente por boa parte das idéias e ações serem dela. Apesar de uma coisa
    não ser bem clara: Por que ela e Luana vivem brigando? (Espero que um segundo
    livro me conte isso.)
    Outro ponto que eu gostei foi da linguagem. Bem
    “jovem”,faz a leitura ser consideravelmente rápida e tranqüila.
    Resumindo: Mais do que recomendo este livro.

    Quero também agradecer a Drica por ter selecionado o nosso blog para participar deste Booktour.

    Autor:
    Renato
    Carajelescov Nonato nasceu em 1987, em Rudge Ramos. Tem na leitura e na escrita
    uma paixão desde que aprendeu a ler. Engenheiro Químico, com mestrado em
    Engenharia de Materiais, atualmente divide sua paixão pela escrita com o
    doutorado em Engenharia Química.

    Contatos:
    Site do livro:
    http://renatocnonato.blogspot.com.br
    Página no Skoob

    http://www.skoob.com.br/livro/276595-terras-metalicas
    _______________________________________________________________________________

    Quero neste mesmo espaço divulgar uma coletânea que esta sendo organizada pelo autor Sergio Carmach pela editora APED.
    Participem 🙂
    Segue o folder e o link a seguir:

    LINK: http://www.apededitora.com.br/coletanea-aqui-pulsa-a-minha-repulsa/

    Veja também esses posts relacionados:

    1 2 3 4
    instagram