• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Resenha

    HonoratoParceriasResenha

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar mais uma resenha – livro de cortesia em parceria com a Universo dos livros.
    Abraços

    SE NÃO HOUVER AMANHÃ

    SINOPSE
    Lena Wise está sempre ansiosa pelo dia seguinte, especialmente porque está começando o último ano da escola. Ela está decidida a passar o máximo de tempo possível com os amigos, completar as inscrições da faculdade e talvez informar seu melhor amigo de infância, Sebastian, sobre o que realmente sente por ele. Para Lena, o próximo ano vai ser épico — um ano de oportunidades e conveniências.

    Até que uma escolha, um instante… destrói tudo.

    Agora Lena não está ansiosa pelo dia seguinte. Não quando o tempo que dedica aos amigos pode nunca mais ser o mesmo. Não quando as inscrições para a faculdade podem ser qualquer coisa, menos viáveis. Não quando há o risco de Sebastian jamais perdoá-la pelo que aconteceu.

    Pelo que ela permitiu que acontecesse.

    À medida que sua culpa aumenta, Lena está ciente de que sua única esperança é superar o ocorrido. Mas como é possível seguir em frente quando a existência inteira, tanto dela quanto a de seus amigos, foi transformada?
    Como seguir em frente quando o amanhã sequer é garantido?

    MINHA RESENHA
    Lena está de férias, prestes a entrar no seu último ano antes da faculdade.
    E como todo jovem nesta época, existe o lado bom e ruim: o bom é que ela está cercada por seus amigos, seu “crush” – caso de amor não correspondido e quer curtir cada momento. Do outro lado, está uma relação conturbada com seu pai, e a indecisão sobre qual universidade irá ingressar.

    Mas sabe isso que dizem que devemos viver como se não houvesse um outro dia em nossas vidas? Lena aprendeu na pele isso.
    Uma decisão ruim fez com que muitas coisas fossem alteradas em sua vida.
    E o pior, foi que ela pensou que se afastando de tudo e todos que a amavam, ela iria juntar os pedaços.
    Nós não conseguimos uma máquina do tempo para apagar nossos erros, mas podemos e devemos lidar com eles, nos servindo de lição.
    E foi assim que foi se desenrolando a história, uma narração de Lena e sua tentativa de voltar a ser quem era antes da noite trágica.

    Gostei do livro no sentido de mostrar ao leitor que todos nós tomamos decisões ruins mas que devemos seguir em frente.
    Não gostei no sentido de que achei muita enrolação, sabe? A gente quer ajudar Lena a se reerguer e, – infelizmente – não podemos fazer nada KKKKKKK.

    Mas de todo modo, recomendo a leitura.

    DADOS BIBLIOGRÁFICOS
    Autoria: Jennifer Lynn Armentrout
    ISBN-13: 9788550302973
    ISBN-10: 855030297X
    Ano: 2018
    Páginas: 384
    Idioma: Português
    Editora: Universo dos Livros
    Onde Comprar: 

    SARAIVA

    SUBMARINO

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoParceriasResenha

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar mais uma resenha – livro de cortesia em parceria com a Universo dos livros.
    Abraços

    SE NÃO HOUVER AMANHÃ

    SINOPSE
    Lena Wise está sempre ansiosa pelo dia seguinte, especialmente porque está começando o último ano da escola. Ela está decidida a passar o máximo de tempo possível com os amigos, completar as inscrições da faculdade e talvez informar seu melhor amigo de infância, Sebastian, sobre o que realmente sente por ele. Para Lena, o próximo ano vai ser épico — um ano de oportunidades e conveniências.

    Até que uma escolha, um instante… destrói tudo.

    Agora Lena não está ansiosa pelo dia seguinte. Não quando o tempo que dedica aos amigos pode nunca mais ser o mesmo. Não quando as inscrições para a faculdade podem ser qualquer coisa, menos viáveis. Não quando há o risco de Sebastian jamais perdoá-la pelo que aconteceu.

    Pelo que ela permitiu que acontecesse.

    À medida que sua culpa aumenta, Lena está ciente de que sua única esperança é superar o ocorrido. Mas como é possível seguir em frente quando a existência inteira, tanto dela quanto a de seus amigos, foi transformada?
    Como seguir em frente quando o amanhã sequer é garantido?

    MINHA RESENHA
    Lena está de férias, prestes a entrar no seu último ano antes da faculdade.
    E como todo jovem nesta época, existe o lado bom e ruim: o bom é que ela está cercada por seus amigos, seu “crush” – caso de amor não correspondido e quer curtir cada momento. Do outro lado, está uma relação conturbada com seu pai, e a indecisão sobre qual universidade irá ingressar.

    Mas sabe isso que dizem que devemos viver como se não houvesse um outro dia em nossas vidas? Lena aprendeu na pele isso.
    Uma decisão ruim fez com que muitas coisas fossem alteradas em sua vida.
    E o pior, foi que ela pensou que se afastando de tudo e todos que a amavam, ela iria juntar os pedaços.
    Nós não conseguimos uma máquina do tempo para apagar nossos erros, mas podemos e devemos lidar com eles, nos servindo de lição.
    E foi assim que foi se desenrolando a história, uma narração de Lena e sua tentativa de voltar a ser quem era antes da noite trágica.

    Gostei do livro no sentido de mostrar ao leitor que todos nós tomamos decisões ruins mas que devemos seguir em frente.
    Não gostei no sentido de que achei muita enrolação, sabe? A gente quer ajudar Lena a se reerguer e, – infelizmente – não podemos fazer nada KKKKKKK.

    Mas de todo modo, recomendo a leitura.

    DADOS BIBLIOGRÁFICOS
    Autoria: Jennifer Lynn Armentrout
    ISBN-13: 9788550302973
    ISBN-10: 855030297X
    Ano: 2018
    Páginas: 384
    Idioma: Português
    Editora: Universo dos Livros
    Onde Comprar: 

    SARAIVA

    SUBMARINO

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoParceriasResenha

    Olá,
    Como vão?
    Hoje volto a postar uma resenha para vocês!
    Agradeço mais uma vez a nossa parceira Universo dos Livros pela cortesia 🙂
    Espero que gostem 🙂

    O ARTÍFICE

    SINOPSE
    Em dias de tempestade, um assassino que mata através de armadilhas extremamente elaboradas vem enganando a polícia londrina numa série de crimes inusitados. Haryel Kitten é um detetive inteligente, prático e muito dedicado ao seu trabalho, que agora tem o desafio de desvendar o que há por trás desse mistério.
    Mas será que há forças sobrenaturais agindo? Detalhes dos crimes permanecem obscuros, o serial killer, apelidado pela mídia de Artífice, faz com que Haryel trilhe um caminho sem volta. Quanto mais ele se aprofunda na investigação, menos compreende o que está acontecendo.
    O detetive fará tudo que estiver ao seu alcance para montar esse quebra-cabeça, mesmo que sua própria vida corra perigo…

    MINHA RESENHA
    A história se desenrola em Londres. Um serial killer frio e calculista que sempre comete seus crimes a noite e em dias de chuva é o vilão perseguido pelos detetives Haryel, seu parceiro Paul e pela policia Londrina.
    Este assassino é um daqueles bem metódicos mesmo, ele não planta uma armadilha mas várias já antevendo os passos que a vitima tomaria tentando escapar da morte. Ele quer ter certeza, ver com os próprios olhos sua vitima agonizando.
    Uma das peças chaves da investigação é um colar bem antigo com um desenho taoísta (Taoísmo é filosofia de vida e uma religião chinesa milenar, na qual o ser humano deve viver em harmonia com a natureza, pois faz parte dela – Google me ajudou nesta)
    Para você entender como e porque o assassino age você vai precisar entender suas razões – ai o taoísmo entra.
    Por causa deste detalhe, um monge – o Mestre Ch`na – entra em cena e é peça importante no desenrolar da história (mesmo ele fazendo pouco caso em ajudar)

    Certos pontos na leitura é meio cansativo, confesso, você lê sobre as mortes acontecendo e a investigação parece estagnada. Mas isso de investigação, mistérios, uma cultura que eu não tinha tanto conhecimento vão se juntando e dando forma.
    E o final em si…. cara, é bem surpreendente. Porém, o assassino para quem for ligando os pontos é descoberto pelo leitor com uma antecedência ( quem leu muito Sherlock Holmes e Agatha como eu adora estes jogos de adivinhar quem matou né?!)

    No geral, indico a obra sim, é uma leitura interessante com 240 páginas, além de ser de um autor nacional (vamos valorizar o que é daqui também!)

    OBS.: Ficou bem resumido esta resenha porque tentei ao máximo não dar spoilers.

    DADOS BIBLIOGRÁFICOS

    Autoria: Tony Ferraz
    ISBN-13: 9788579307133
    ISBN-10: 8579307139
    Ano: 2014
    Páginas: 240
    Idioma: Português
    Editora: Universo dos Livros
    Onde Comprar:
    Submarino
    Amazon

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoResenha

    Olá,
    Como vão?
    Depois de muito tempo volto a postar uma resenha para vocês!
    Agradeço a nossa parceira Universo dos Livros pela cortesia 🙂
    Espero que gostem 🙂

    HISTÓRIA É TUDO QUE ME DEIXOU

    SINOPSE:
    Quando o primeiro amor e ex-namorado de Griffin, Theo, morre afogado em um acidente, seu universo implode. Embora Theo tivesse se mudado para a Califórnia para cursar a faculdade e começado a namorar Jackson, Griffin nunca duvidou de que Theo voltaria para ele quando chegasse a hora certa. Porém, o futuro que ele tanto desejava está despedaçado. Para piorar as coisas, a única pessoa que realmente entende sua tristeza é o Jackson. Mas, não importa o quanto eles conversem e se entendam, a espiral depressiva de Griffin continua. Ele está se perdendo em suas compulsões obsessivas e escolhas destrutivas, e os segredos que ele tem guardado o estão consumindo. Se Griffin pretende reconstruir sua vida, ele precisará visitar e confrontar o que viveu com Theo, história por história.

    MINHA RESENHA:
    A história é um romance LGBT narrado pelo Griffin, um garoto de 16 anos, apaixonado pelo universo Geek (sobretudo é fã de Harry Potter) e que convive com seu TOC.
    Griffin se separa de seu grande amor Theo e pouco tempo depois fica desolado pela morte do mesmo.

    Tentando lidar com a frustação de nunca mais ver seu amor, convivendo com seu TOC, a frustação de não ser entendido por ninguém ele conhece Jackson e juntos vão tentando juntas os cacos.

    A narrativa acontece em dois tempos: No passado quando Theo, Wade e Griffin formavam um trio inseparável e que devido ao romance entre Theo e Griffin deixaram Wade meio de lado (não tão nítido assim, mas ele fica em segundo plano muitas vezes)
    Obs.: Quando este trio está junto rola muita coisa nerd, ta. Não se preocupe se não entender todas as referências kkkkk

    E a outra parte da narrativa ocorre no presente quando Theo morreu afogado, Jackson tinha tudo para ser “inimigo” de Griffin pois era o atual namorado e ambos estão em estado de choque pois do dia pra noite perderam alguém especial para ambos.

    PONTOS POSITIVOS
    Gostei da construção dos personagens, como seus pontos fortes e fracos são bem detalhados e nítidos na narrativa.
    A questão sexual no livro também foi bem tratada, o autor não “te empurra goela abaixo” o tema. A aceitação dos mesmos pelos amigos e sociedade é bem vista, sabe?!
    Acho que o fato de serem adolescentes e estarem conhecendo o que é o amor independente do gênero foi um ponto marcante.

    PONTO NEGATIVO
    Olha, muitas vezes a história se arrasta.
    Griffin fica mais perdido que cego em tiroteio e não consegue distinguir os próprios pensamentos e sentimentos. A narrativa muitas vezes é lenta…fria…. angustiante ver o sofrimento de todos eles!

    Mas no fundo, eu recomendo.
    Foi meu primeiro contato com livros que falam sobre LGBT e não me arrependi da escolha.

    DADOS BIBLIOGRÁFICOS
    ISBN-13: 9788593911071
    Ano: 2017
    Páginas: 336
    Idioma: Português
    Editora: Hoo
    Onde comprar:
    Amazon
    Livraria da Folha

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosResenha

    Olá, como vão?


    Hoje venho postar uma resenha que estou devendo tem um tempinho.Abraços e bom final de semana a todos

    [O Preto Resenha] – “Crônicas de Redenção”

    Titulo: Crônicas de Redenção
    Autor:  M.A.Costa
    Produção: Independente
    (Obra gentilmente cedida pelo autor ao blog)

    Sinopse:


    Crônicas de Redenção reúne contos da saga homônima que respondem e complementam fatos de Redenção – livro um: Legionella tais como: qual foi a última guerra na terra e como conquistamos a paz? Ou, quem são os metrovinos e como fieram para sobreviver? Ou, ainda, como foi a infância do bioterriorista Valker Kipsang.Mas Crônicas pode ser lido de forma independente em relação ao livro que inicia a saga. Se lido antes servirá de introdução a esta. Se lido depois, ajudará a compreender alguns faros enriquecendo o conhecimento do universo criado por Costa.
    Além de entreter, a obra de M. A. Costa leva o leitor a refletir sobre a essência humana e os caminhos que a humanidade insiste em seguir, apesar de sua privilegiada capacidade de evolução como espécie de nós como indivíduo.”

    Minha resenha:
    Crônicas de Redenção segue é dividido em três contos basicamente que são intitulados de “Fim da guerra”, “ Valker” e “ Metrovinos”


    Fim da Guerra


    É um relato de um garoto que vive refugiado em seu próprio país(Índia) quando um homem poderoso do Irã (chamado Sigh) se revolta contra o domínio indiano no Oriente Médio. Por ser multi milionário, ele cria verdadeiras armas que acabam saindo de seu controle.O relato do garoto Heydar é muito preciso e assustador.


    Valker


    Este conto é um pouco mais real entre os três. É basicamente sobre uma briga entre família. Um pai drogado que vivia batendo em sua mulher e filho e claro, não media suas consequências.


    Metrovinos


    Esta estória é a mais detalhada de todo o livro. É o relato de um grande terremoto em Xangai que deixou alguns poucos sobreviventes embaixo da terra.Estes,foram dados como mortos pelas autoridades e tiveram que dar um jeito de sobreviver.Fizeram dos animais sua alimentação e dos escombros o seu lar.Adaptaram-se aos poucos sua visão e pele até que um dia ocorreu o confronto com o mundo externo, ou seja, a antiga casa de todos….

    Para finalizar, considero os textos com uma boa idéia, bem criativos mas as narrativas são muito rápidas. Muito mesmo!
    Não dá para se apegar a nenhum personagem para você ter idéia.

    Contatos:
    SKOOB: https://www.skoob.com.br/livro/591363ED592394
    AMAZON: https://www.amazon.com.br/Crônicas-Redenção-Contos-iniciada-Legionella-ebook/dp/B019G0SP1U
    SARAIVA: http://www.saraiva.com.br/cronicas-de-redencao-9359186.html

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosResenha
    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar uma resenha da minha amiga e escritora Fabiana Cardoso.
    Quem quiser pode ler a resenha do primeiro livro aqui:
    Espero que curtam 🙂
    Abraços e tenham uma excelente semana.

    ADQS 2 -Desafiando as Regras da Organização
    Páginas: 352
    Edição: 1
    Ano de Publicação: 2014
    Medidas: 16×23
    Sinopse:
    Thaís retorna para a equipe de Henrique, na ADQS, e passa a enfrentar
    novos desafios; na sua volta as regras da Organização Secreta parecem mais difíceis
    de serem seguidas. Em companhia dos agentes: Caio, Bruna, Ed, e Valéria, se
    empenha em resolver as missões, embora o passado insista em lhe perseguir,
    fazendo com que tenham que burlar as regras impostas. Revelações do passado,
    segredos descobertos e novo enfrentamentos podem causar mais problemas e essa
    agência secreta, que tem sua existência ameaçada. Contrariar as regras pode
    colocar em risco a nova identidade que nem sempre está Acima De Qualquer
    Suspeita. Em meio a esse redemoinho de emoções, a equipe ainda tem que
    investigar um assassino serial que persegue os espiões e ameaça a organização,
    e seus membros.  Segundo e último livro da Série ADQS, que continua com
    muita aventura, romance, mistérios, humor e reviravoltas.
    O livro e eu
    Minha Resenha:
    A história continua de onde parou: Thaís separada da
    equipe de Henrique e consequentemente do seu amor, Caio. Mas logo ela é
    reintegrada e tudo volta a acontecer; mais investigações, aventuras, agentes em
    perigo, regras e mais sendo descumpridas dentro da organização e ainda por cima
    revelações (muitas, aliás) neste livro.
    Este é um dos pontos que mais gostei: A cada página, a
    cada capitulo algo de novo aparece, ou seja, não é um livro monótono. Ele
    prende muito sua atenção (Tanto que o li em dois dias praticamente)
    Neste livro o passado dos agentes é revelado e acho isso
    bem legal, pois temos uma ideia inicial de que os agentes secretos são pessoas frias,
    sem coração, o que no fundo não é verdade (pelo menos totalmente).
    Sobre os personagens em si, gostei da Bruna, óbvio kkk. Quem
    já leu a resenha anterior ou conversa comigo sabe que sempre falo desta
    personagem de ADQS. Ela é a mais bem humorada, tira o peso dos momentos difíceis
    com uma simples fala, sabem? Ah,eu a adoro J
    Gostei e odiei a Bia. Ela é meio infantil muitas vezes,
    mas pelo menos é prestativa. As vezes você quer mata-la e outras se pudesse a abraçaria,
    na moral.
    Thais e Caio gostam tanto um do outro, mas é um casal
    complicado… cheio de idas e vindas.
    Outro momento aqui que tenho que compartilhar: tem um personagem
    com meu nome kkkk. Muito obrigado Fabiana pelo carinho.
    Quanto a outros aspectos que julgo importante que são
    capa e revisão: esta capa eu achei perfeita. Gosto dos trabalhos da Marina
    Avila e mais uma vez ela fez um excelente trabalho.
    E quanto a revisão, achei alguns poucos pontos que
    considerei erro de revisão, mas nada que comprometa uma rápida e gostosa
    leitura.
    Fabiana e ADQS e ADQS 2

    Contatos com a autora:

    Obrigado a você que leu até aqui.
    Passando para avisar que mês que vem vai rolar sorteio com os dois livros aqui 🙂
    Abraços

    Veja também esses posts relacionados:

    1 2 3 5
    instagram
    Translate »