• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Posts arquivados em: Mês: dezembro 2015

    OutrosTextos

    Nossa Liberdade

    dezembro 15, 2015 • Honorato, Sandro
    Nossa Liberdade
    Lembra que eu fiz um texto para você intitulado “82” ?
    Achei aquele titulo criativo e hoje nem sei qual darei a
    estes rascunhos mal escritos as 3 horas da matina de mais um final de semana.
    Final de semana no qual te reencontrei.
    Agora quero lhe pedir desculpas.
    Descobri que não poderia ter brigado contigo. Não deveria
    ter me afastado.
    Não foi correto derramar lágrimas e ter inundado minha
    mente e coração com pensamentos e sentimentos ruins.
    Quero me desculpar, pois descobri que nunca te amei como
    um homem ama uma mulher do jeito que ela merece.
    Se fosse Amor ficaria arrepiado só de alguém mencionar
    teu nome.
    Se fosse Amor eu estaria suando frio quando fui lhe
    dirigir as palavras.
    Se fosse Amor eu não teria largado do seu caloroso
    abraço.
    Se fosse Amor este coração voltaria a pulsar da mesma
    maneira que pulsava há dois anos atrás.
    Te ver foi a minha liberdade. Foi a sua também?
    Hoje poderei me relacionar com outras pessoas sem o peso
    de estar magoando a você ou a mim mesmo.
    Poderei beijar outras bocas sem pensar no sabor dos teus
    lábios.
    Poderei dormir sem o sonho de te ter ao meu lado.
    Não sei se fui bem claro nisso tudo, talvez eu esteja enferrujado
    para escrever assim como meu coração esteve para amar.
    Talvez você não vai ler isso aqui não é?
    Afinal, qual a graça de ler textos de um poeta
    embriagado?
    Só espero que você seja feliz.
    Do seu amigo “besta” e apaixonado
    Honorato,Sandro.
    13.12.2015

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosTextos

    Nossa Liberdade

    dezembro 15, 2015 • Honorato, Sandro
    Nossa Liberdade
    Lembra que eu fiz um texto para você intitulado “82” ?
    Achei aquele titulo criativo e hoje nem sei qual darei a
    estes rascunhos mal escritos as 3 horas da matina de mais um final de semana.
    Final de semana no qual te reencontrei.
    Agora quero lhe pedir desculpas.
    Descobri que não poderia ter brigado contigo. Não deveria
    ter me afastado.
    Não foi correto derramar lágrimas e ter inundado minha
    mente e coração com pensamentos e sentimentos ruins.
    Quero me desculpar, pois descobri que nunca te amei como
    um homem ama uma mulher do jeito que ela merece.
    Se fosse Amor ficaria arrepiado só de alguém mencionar
    teu nome.
    Se fosse Amor eu estaria suando frio quando fui lhe
    dirigir as palavras.
    Se fosse Amor eu não teria largado do seu caloroso
    abraço.
    Se fosse Amor este coração voltaria a pulsar da mesma
    maneira que pulsava há dois anos atrás.
    Te ver foi a minha liberdade. Foi a sua também?
    Hoje poderei me relacionar com outras pessoas sem o peso
    de estar magoando a você ou a mim mesmo.
    Poderei beijar outras bocas sem pensar no sabor dos teus
    lábios.
    Poderei dormir sem o sonho de te ter ao meu lado.
    Não sei se fui bem claro nisso tudo, talvez eu esteja enferrujado
    para escrever assim como meu coração esteve para amar.
    Talvez você não vai ler isso aqui não é?
    Afinal, qual a graça de ler textos de um poeta
    embriagado?
    Só espero que você seja feliz.
    Do seu amigo “besta” e apaixonado
    Honorato,Sandro.
    13.12.2015

    Veja também esses posts relacionados:

    instagram