• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Honorato

    HonoratoPoesia

    Estranho

    setembro 20, 2020 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje deixo um texto que fala sobre final de relacionamento. Como é a dor separar-se de quem era o seu mundo?
    Abraços e tenham uma excelente semana

    ESTRANHO
    É estranho aquele “bom dia”
    Se tornar um “lá vem ela”
    É estranho os apelidos carinhosos
    Serem o deboche dela

    É estranho ler os poemas para ti
    Se nem saudades vou sentir
    É estranho seu antigo sinônimo de alegria
    Ser o mesmo que te faz infeliz

    É estranho aquela boca
    Ser vista tocando em outros lábios
    É estranho o sentimento lindo
    Se misturar no chão aos cacos

    É estranho tudo que era a verdade
    Se ligarem a mil farsas
    É estranho quem eu amava
    Se transformar em um sentimento de nada

    É estranho um amigo
    Ser apenas mais um na multidão
    É estranho quem era seu mundo
    Ser aos prantos expulso do teu coração.

    AUTOR: HONORATO, Sandro

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Estranho

    setembro 20, 2020 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje deixo um texto que fala sobre final de relacionamento. Como é a dor separar-se de quem era o seu mundo?
    Abraços e tenham uma excelente semana

    ESTRANHO
    É estranho aquele “bom dia”
    Se tornar um “lá vem ela”
    É estranho os apelidos carinhosos
    Serem o deboche dela

    É estranho ler os poemas para ti
    Se nem saudades vou sentir
    É estranho seu antigo sinônimo de alegria
    Ser o mesmo que te faz infeliz

    É estranho aquela boca
    Ser vista tocando em outros lábios
    É estranho o sentimento lindo
    Se misturar no chão aos cacos

    É estranho tudo que era a verdade
    Se ligarem a mil farsas
    É estranho quem eu amava
    Se transformar em um sentimento de nada

    É estranho um amigo
    Ser apenas mais um na multidão
    É estranho quem era seu mundo
    Ser aos prantos expulso do teu coração.

    AUTOR: HONORATO, Sandro

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoParceriasResenha

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar a resenha do livro 2 da trilogia “A Senhora do Caos”
    Agradeço a autora também pela parceria e oportunidade de nos disponibilizar o livro
    Para você que chegou aqui agora, recomendo que leia a resenha anterior clicando aqui
    Para evitar spoilers esta resenha não ficou tão grande assim 🙂

    Abraços e tenham uma excelente semana

    [O Preto Resenha] – “A Senhora do Caos – A Rainha e o Pirata” – Livro 2

    Sinopse
    Quando tudo parece perdido, há alguém em quem podemos confiar? E quando o ódio impera, o amor terá forças para enfrentá-lo?
    Joice e Kilayra são impelidas a agir contra seus próprios corações, numa aventura dolorosa e sombria em “A Rainha e o Pirata”. As verdades são duras demais e a crueldade é perpetuada.
    Os personagens se aventuram até os limites de suas vidas para tentar salvar o Daaran. Mas com a morte iminente a cada piscar de olhos, como salvar uma terra assolada em um inferno de ódio e manter-se são?
    O mal retorna com mais poder. A guerra foi instaurada no Daaran, ameaçando destruir o que Joice e Kilayra mais amam nos dois mundos. Vencê-la não é uma escolha, mas sim a única opção para todos os povos.
    Fantasmas assombram as mentes de nossas heroínas, enquanto vilões se unem para aniquilar inocentes e tomar o poder. Não há justiça no Daaran, apenas a maldade sem precedentes. “A Rainha e o Pirata” surpreenderá o leitor, distorcendo o que antes estava seguro e aniquilando tudo que se aprendeu a amar, uma vez que a magia e o amor ainda não caminham lado a lado.

    Minha resenha
    Em “A Rainha e o Pirata” a autora nos leva novamente ao reino de Daaran, com as aventuras dos personagens já conhecidos no primeiro livro.
    Já começamos o livro de forma bem intensa: Joice continua com o desejo de vingança por Helena, e busca informações de seu paradeiro assim como de sua mãe.
    Mas ao mesmo tempo, ela sofre um baque ao ser traída pelo tio e “em partes deixa de ser a Senhora do Caos.
    Kilayra se vê em uma encruzilhada: salvar o filho de sua amiga de um ritual que envolve dragões e ao mesmo tempo tentar manter sua relação com Sharl estável.
    Assim, ambas partes em suas jornadas.

    Destacando, gostei da visão da autora em mostrar outros reinos neste livro. São novas figuras, algumas até de fantasia, que com uma boa descrição nos faz abrir a mente e viajar junto com Joice.
    Então, assim dizer, o que mostra que a autora se mantém criativa.

    Narrado em terceira pessoa, podemos ver que a evolução da escrita da autora melhorou.
    Desta vez, como Kilayra e Joice estão basicamente o livro todo vivendo suas jornadas distantes penso que o desenvolvimento dos personagens fluiu mais deixando as duas mais cativantes ainda. Sharl continua sendo um cara misterioso pra mim. Ao mesmo tempo que notamos que ele ama muito Kilayra vemos que ele se mostra um pouco egoísta.
    Também podemos destacar o papel de Honus, o pirata que tem seus segredos, mas que se mostra fiel a Joice sempre.

    Eu li o livro em e-book, encontrei algumas coisinhas que mudaria em questão de ortografia mas nada grave.
    A leitura flui bastante e se você gosta de fantasia super recomendo.
    Orgulho maior é saber que a obra é de uma autora nacional! Vamos apoiar também.

    #ApoieALiteraturaNacional

    FICHA TÉCNICA
    ISBN-13: 9788593350429
    ISBN-10: 8593350429
    Ano: 2019
    Páginas: 300
    Idioma: Português
    Editora: Independente

    CONTATOS COM A AUTORA
    Site
    Instagram
    Skoob
    Comprar na Amazon
    Comprar no PagSeguro

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Dois lados

    agosto 31, 2020 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    A poesia de hoje fala sobre quando duas pessoas se encontram, mas infelizmente as vezes têm que seguir a vida por caminhos diferentes.
    Abraços e tenham uma excelente semana

    DOIS LADOS

    Ele era céu
    Mas ela não tinha asas
    Ele era mar
    Mas ela nem sabia nadar

    Ele era música
    Mas ela não sabia a melodia
    Ele era poesia
    Mas ela não sabia ler

    Ele era louco
    Mas ela era certinha demais
    Ele era pura Emoção
    Mas ela só queria Razão

    Ele era obra de arte
    Mas ela não o soube emoldurar
    Ele era Arco-íris
    Mas ela só admirava preto e branco

    Ele era carta manuscrita
    Mas ela só sabia digitar
    Ele era uma vírgula
    Mas ela insistiu em pontos finais

    Ele era um eterno apaixonado
    Mas ela vivia de momentos breves
    Ele lhe deu todo o Amor possível
    Mas ela o entregou para outro rapaz.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Indecisões

    agosto 24, 2020 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar uma poesia que fala sobre as dúvidas e medos que temos ao entrar em um novo relacionamento.
    Espero que curtam 🙂
    Abraços e tenham uma excelente semana

    INDECISÕES
    Não pensou em nós ou quer esquecer?
    Não sabe mais ou finge não saber?
    Não sorriu ou queria desabar em lágrimas?
    Não disse ou lhe faltou as palavras?

    Não começou ou nunca tentou?
    Não caiu ou ainda não se levantou?
    Não agiu por impulso ou pensou demais?
    Não mudaria nada ou deixaria tudo para trás?

    Não vamos tentar ou vai ficar nesta enrolação?
    Não quer arriscar tudo ou vai viver esta ilusão?
    Não quis ficar ou queria estar sempre sozinha?
    Não se apaixonou ou em nada disso acredita?

    Não me beijou ou não desejava de verdade meus lábios?
    Não se entregou ou ainda tem marcas do passado?
    Não me olha nos olhos ou prefere segredo?
    Não me ama ou você tem medo?

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Viva o agora

    agosto 17, 2020 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar um poema que fiz para um concurso literário neste ano.
    Serve também como dica para todos nós 🙂
    Abraços

    Viva o agora

    Não espere pela queda
    Para aprender a ficar de pé
    Não espero pelo momento ruim
    Para praticar a sua fé

    Não espere o sol nascer
    Para você brilhar
    Não espere o pedido de desculpas
    Para aprender a perdoar

    Não espere o dia ser perfeito
    Para abrir seu lindo sorriso
    Não espere a despedida
    Para dizer o que está guardado contigo

    Não espere pelo universo
    Para fazer seu mundo lindo
    Não espere sentir só
    Para valorizar seus amigos

    Não espere pelas palavras certas
    Para escrever sua poesia
    Não espere pelo amor em outros
    Para amar a sua própria vida.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    1 2 3 4 109
    instagram
    Translate »