• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Poesia

    HonoratoPoesia

    Permita-me

    março 16, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Esta poesia é dedicada a todos aqueles que já brigaram com a pessoa amanda e gostaria de voltar aos velhos tempos com ela.
    Espero que gostem.
    Abraços

    PERMITA-ME
    Permita-me beijar teus lábios
    Eles ainda tem sabor de mel?
    Prometo que agora não serei rápido
    Só mais uma vez

    Permita-me observar você sorrindo
    Eu posso ser o motivo desta alegria?
    Prometo a pura sinceridade
    Só enquanto eu for poeta

    Permita-me envolver em teu abraço
    Ele ainda é capaz de me confortar?
    Aqueça-me como nos velhos tempos
    Só até eu cair no sono

    Permita-me deitar aqui ao seu lado
    Eu posso ainda escolher o lado?
    Prometo fazê-la mais feliz
    Só por esta noite

    Permita-me escrever esta poesia
    Elas ainda te deixam emocionada?
    Prometo vê-las em um livro um dia
    Só por tê-la como inspiração

    Permita-me entrar na sua vida
    Entrego a t meu coração de presente
    Prometo o amor sincero
    Só enquanto eu estiver em vida.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Entre nós

    julho 05, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Este é um poema que terminei no dia 01/06 deste ano.
    Espero que curtam.
    Abraços e se cuidem.

    ENTRE NÓS

    Entre as garrafas vazias
    Eu prefiro ser aquele copo cheio
    Que você bebeu toda semana
    E nunca cansou do sabor

    Entre versos perfeitos e linhas tortas
    Você se faz poesia por si só
    Daquelas que os poetas se orgulham
    Pois podem recitar aos quatro cantos

    Entre sorrisos forçados e gargalhadas
    Quero ser a lembrança que te faça feliz
    Pelos momentos que vivemos hoje
    E pelo futuro que não poderemos compartilhar

    Entre perder nossa amizade
    Ou arriscar por algo a mais
    Eu deixo seu caminho livre para ele
    Afinal, um lutador sabe a hora de desistir

    Entre amores reais e fantasias
    Me guarde entre os dois
    Me ame como seu eterno escudeiro
    E fantasie como seriamos como casal

    Entre idas e vindas
    Talvez você goste de ficar
    Talvez não nesta vida
    Talvez não fazendo agora do meu peito seu lar.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

     

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Me iluda

    junho 20, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje deixo com vocês um poema que fiz em meados de novembro passado.
    Abraços e uma excelente semana para todos nós 🙂

    Me iluda

    Deixe-me acreditar
    Acreditar que agora vai dar certo
    Acreditar nesse sentimento lindo
    Acreditar que você sempre estará por perto
    Acreditar que é por ti o meu sorriso

    Deixe-me provar
    Provar dos teus doces lábios
    Provar do sonho impossível
    Provar a delicadeza dos teus traços
    Provar que não sou um caso perdido

    Deixe-me sonhar
    Sonhar que você é minha namorada
    Sonhar que te levarei ao altar
    Sonhar que agora não me falta mais nada
    Sonhar que em teu Coração fiz um lar

    Deixe-me iludir
    Iludir com os planos para uma vida a dois
    Iludir com este peito aqui em chamas
    Iludir pensando no agora e nada depois
    Iludir que você você também me ama.

    15/11/2018

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Sem direção

    junho 07, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje deixo vocês com um poema curto e bem triste 🙁
    Abraços e boa semana a todos.

    Sem direção

    Enxugo as lágrimas que insistem em cair
    Ou forço um sorriso disfarçando tudo?
    Deixo no passado meu Amor
    Ou alguém lhe fará mais feliz neste mundo?

    Fico com a porta escancarada
    Ou você não me fará mais visitas?
    Toco os seus lábios neste adeus
    Ou sopro um beijo como você fazia?

    Devo procurar um médico
    Ou feridas de paixão não se cicatrizam?
    Minto que está tudo bem
    Ou encaro que sem ti não há vida?

    Lamento a sua ausência
    Ou aceito que tudo tem fim?
    Escrevo novamente o quanto te amei
    Ou deixo que o tempo revele que parti?

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesiaTextos

    Sem arrependimento

    É tão estranho falar de nós dois sendo que só um dos lados acreditou em algo a mais.
    Mas aqui estou pois o meu lado poético me pede mais um texto sobre ti e aqui estou.
    Não há palavras para descrever o que sinto por ti nos últimos meses.
    Você apareceu do nada, quando eu me sentia perdido e me fez enxergar um caminho que hoje eu vou andar sozinho. Porque andar de mãos dadas não faz muito seu tipo né?
    Você me fazia sorrir quando depois de um dia cansativo trocávamos mensagens.
    Mas nenhuma mensagem dói tanto quanto aquela que você mencionou que não dá mais. Somos apenas amigos. Não sirvo pra você.

    Me desculpa, tá?
    Claro que te desculpo.

    Afinal, talvez até Tony Stark tenha coração e você não.
    Talvez seja melhor assim. Ocupamos o mesmo espaço, estamos sempre perto um do outro mas a distância entre os corações tem que ser quilométrica para um não machucar o outro.
    Tenho que levantar a cabeça e seguir em frente quebrando a cara. Talvez um dia você queira ficar aqui comigo juntando os pedaços.
    Talvez no futuro você vai continuar um parágrafo novo de onde eu estou colocando um ponto agora.
    Talvez, sem arrependimento, nós possamos ser um casal imperfeito e que mesmo tempo assim dê certo.

    Honorato, Sandro.

    20.05.2019
    16:32

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Única Estrela

    maio 11, 2019 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou deixar com vocês um poema que fiz recentemente.
    Espero que gostem.
    Abraços e uma excelente semana a todos.

    Única Estrela

    Eu sou uma calmaria
    E você sempre em erupção
    Eu me visto de qualquer jeito
    E você busca a perfeição

    Eu almejo a liberdade
    E você se prende a coisas passadas
    Eu sou seu futuro
    E você revive os fantasmas

    Eu sou grudento
    E você me prefere afastado
    Eu lhe faço poesias
    E você mal pega no dicionário

    Eu sou um cara certinho
    E você ama o errado
    Eu quero te levar ao altar
    E você fugindo de namorados

    Eu sou um rio de emoções
    E por você a frieza flui
    Eu te mimo todo dia
    E você nem com um beijo me retribui

    Eu sou uma estrela única
    E você deseja uma constelação
    Eu sou apaixonado por ti
    E você não quer meu coração.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    1 2 3 4 56
    instagram
    Translate »