• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Honorato

    HonoratoPoesia

    Preciso (Parte 2)

    janeiro 05, 2011 • Honorato, Sandro
    Olá e ai tudo bem? 
    Por que estou ótimo *-*
    Não sei por que, mas hoje eu to tão feliz *-*
    Este poema é a continuação do post anterior.
    Espero que vocês gostem.

    Abraços

    Preciso (Parte 2)

    Preciso…
    Preciso
    tocar sua pele macia
    Preciso
    ouvir sua doce melodia
    Preciso
    de um ombro pra chorar
    Preciso
    de você agora, outra pessoa não dá
    Preciso…
    Preciso
    te ver sorrindo num dia nublado
    Preciso
    que me ensine o que é certo e o que é errado
    Preciso
    que você me acorde de certos pesadelos
    Preciso
    olhar para seu rosto perfeito
    Preciso…
    Preciso
    te dar um forte abraço
    Preciso,
    pois sem ele eu sou fraco
    Preciso
    que você me faça um juramento
    “Vamos aproveitar hoje, vamos curtir o
    momento”
    Preciso…
    Preciso
    que você me compreenda
    Preciso
    te tirar da minha cabeça
    Preciso,
    mas não sei como, onde ou quando
    Preciso
    confessar que te Amo.
    AUTOR: HONORATO,
    Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Preciso (Parte 2)

    janeiro 05, 2011 • Honorato, Sandro
    Olá e ai tudo bem? 
    Por que estou ótimo *-*
    Não sei por que, mas hoje eu to tão feliz *-*
    Este poema é a continuação do post anterior.
    Espero que vocês gostem.

    Abraços

    Preciso (Parte 2)

    Preciso…
    Preciso
    tocar sua pele macia
    Preciso
    ouvir sua doce melodia
    Preciso
    de um ombro pra chorar
    Preciso
    de você agora, outra pessoa não dá
    Preciso…
    Preciso
    te ver sorrindo num dia nublado
    Preciso
    que me ensine o que é certo e o que é errado
    Preciso
    que você me acorde de certos pesadelos
    Preciso
    olhar para seu rosto perfeito
    Preciso…
    Preciso
    te dar um forte abraço
    Preciso,
    pois sem ele eu sou fraco
    Preciso
    que você me faça um juramento
    “Vamos aproveitar hoje, vamos curtir o
    momento”
    Preciso…
    Preciso
    que você me compreenda
    Preciso
    te tirar da minha cabeça
    Preciso,
    mas não sei como, onde ou quando
    Preciso
    confessar que te Amo.
    AUTOR: HONORATO,
    Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Preciso…(Parte 1)

    janeiro 04, 2011 • Honorato, Sandro

    Olá e ai tudo bem?
    Bom, fiz este texto a um certo tempo já  e ficou tão grande que fiz duas versões.
    Vou postar a 1ª aqui e se você gostarem coloco a segunda
    Abraço a todos 🙂

    Preciso

    Preciso te
    avisar
    Hoje eu vou me declarar
    Preciso te
    ver sorrindo
    Pois assim chego ao paraíso
    Preciso tirar
    você do pensamento
    Não sei porque, mas estou sofrendo
    Preciso me
    distrair
    Mas sua imagem parece me perseguir
    Preciso ouvir
    suas doces palavras
    Pois só elas me acalmam
    Preciso sentir
    seu perfume suave
    Por favor, fique mais antes que seja tarde
    Preciso que
    você me dê ouvidos
    Preciso ser
    mais que um amigo
    Preciso olhar
    nos seus olhos
    Eles me incentivam: “Sim, eu posso….”
    Preciso de
    mais tempo ao seu lado
    Preciso confessar
    que estou apaixonado
    Preciso dizer
    o que há tempos estou guardando
    Eu Te Amo.
    AUTOR: HONORATO,
    Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoTextos

    Eles foram vizinhos a vida toda.
    Eles eram amigo pela vida toda.
    Eles tinha tudo para serem felizes para a vida toda.
    Mas ELE terá de se mudar. Na despedida,um breve diálogo.

    ELE:Você me perdoa pelas mentiras que te contei?
    ELA:Sim,eu te perdoo

    ELE:Você me perdoa pelas brigas que tivemos?
    ELA:Sim,eu te perdoo

    ELE:Você me perdoa por eu te zuar muito a vida toda?(risos)
    ELA:Sim,eu te perdoo.

    Após um abraço misturado a sorriso e lágrimas,ele pega a sua mala e abre a porta. Até que..

    ELA:Você me perdoa?
    ELE:Sim,mas por que?
    ELA:Porque só agora criei coragem para dizer que o amor da minha vida é Você.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Este texto é para se fazer uma reflexão:
    Até quando vamos deixar a felicidade ir embora para nos declararmos a ela?
    Não deixe o amor ir embora. Você não sabe quando terá uma outra oportunidade de ser feliz.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Tenho medo

    dezembro 24, 2010 • Honorato, Sandro
    Olá,
    E ai como vão?
    Este poema é pra aquelas pessoas que tem medo de revelar seu sentimentos tipo eu assim sabem?
    Eu sou um pouco tímido e nem sei como falar pra ela….
    Espero que gostem 🙂
    Abraços e feliz Natal a todos!
    Tenho medo

    Tenho que confessar o que esta aqui dentro

    Vou falar que tenho medo
    Tenho medo de falar com você
    Mas por quê?
    Tenho medo de olhar nos teus
    olhos
    Eu quero, mas não posso
    Não posso revelar o que sinto
    te olhando
    Acho que estou te amando
    Tenho medo de lhe dirigir a
    palavra
    Mas perto de ti minha boca se
    cala
    Tenho medo até de sonhar
    contigo
    Pois sei que somos
    “Apenas” amigos
    Tenho medo de ver você com
    outro
    Isso me daria um profundo
    desgosto
    Tenho medo de estragar nossa
    amizade
    Não penso em te fazer sofrer, não
    penso em maldade
    Tenho medo de falar o que sinto
    Resisti por muito tempo, mas
    desisto
    Guardo isso a meses que me
    parecem anos
    Eu te adoro, te desejo, te Amo!
    AUTOR: HONORATO, Sandro.



    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Nosso amor…

    dezembro 22, 2010 • Honorato, Sandro
    Olá e ai como vão?
    Vou postar um novo poema meu daqueles bem apaixonados 🙂
    Abraços galera.

    Nosso Amor
    Nosso amor é como um livro
    Um início incerto
    Um meio confuso
    E um fim belo

    Nosso amor é como uma flor
    Nós plantamos a semente, esperamos crescer
    Depois regamos
    E frutos esperamos colher

    Nosso amor é como o das gaivotas
    Um dia elas se encontram
    Um dia elas têm de se separar
    E um dia, quem sabe um dia, elas voltam

    Nosso amor é como o do sol e da lua
    Um amor bonito
    Um amor perfeito
    Um amor impossível

    Nosso amor foi como um sonho
    Rápido, intenso e cheio de alegria
    Mas em instantes
    Tivemos que voltar a nossa cruel rotina.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    1 104 105 106 107 108 115
    instagram
    Translate »