• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    OutrosPoesia

    Ame-se

    fevereiro 12, 2016 • Honorato, Sandro
    Ame-se
    Cansei.
    Cansei de tentar me fazer perceptível aos teus olhos.
    Tentei de tudo um pouco até que estourei meu limite.
    Fiquei ao teu lado quando teus “amigos” lhe davam as
    costas um a um.
    E aquela vez que você estava doente quem ficou lá no
    hospital virando noites para ter noticia suas além da sua mãe?
    Eu ouvia você exaltar o seu ex-namorado com tanta ênfase e
    engolia calado cada elogio que você tinha para descrevê-lo.  O travesseiro lá de casa sabe muito bem. Ele
    absorvia minhas lágrimas ao deitar toda noite.
    Vi vocês terminarem e voltarem atrás dez mil vezes e
    prometia a mim mesmo que uma chance me seria suficiente para lhe trazer a
    felicidade verdadeira.
    Quantos convites eu te fiz para sair e você me ignorou? E hoje vejo você se entregando a outro rapaz.Outras bocas. Talvez outro coração que lhe iluda.
    Talvez você sempre me verá como um amigo. E eu te veja como um sonho impossível.
    O qual injusto é este mundo? 

    Cansei de fazer poesias, colocá-las neste meu site e você
    me perguntar sutilmente e calmamente se eu estava apaixonado ou em quem me
    inspirei.
    Caralho, você quer que eu escreva na testa que tudo está
    aqui é por você? Para você.
    Observo as nossas conversas mais antigas. Acho que sempre
    tive uma quedinha por você. Uma queda?
    As cataratas do Iguaçu inteira se me permitir.
    Você é Apaixonante. Existe esta palavra não é? Se não,
    apenas a inventaria para te descrever.
    Meu Deus, seu sorriso abriria os portões do Céu num piscar de
    olhos. Talvez nem precisasse piscar. Você já é um Anjo, só não sabe disso.
    Sua pele macia me acariciava de uma maneira sobrenatural
    a cada oportunidade que eu tinha de tocá-la.
    Seu senso de humor me tirava do sério com tamanha
    facilidade que nem os melhores shows de stand-up
    hoje em dia conseguiriam.
    Eu daria meu restinho de vida para ti.
    Mas no fim das contas aprendi que, por enquanto, cansei
    de te amar.
    Preciso voltar a fazer o que eu gostava e tentar me
    agradar em primeiro lugar.
    Preciso olhar para mim e me achar apto para me apaixonar
    por qualquer garota.
    Preciso simplesmente de amor próprio.
    Quem sabe um dia a gente continua de onde nem começou?
    11/02/2016

    HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    Comente com o Facebook

    Deixe seu comentário

    4 Comentários

  • Gabrielle Roveda
    15 fev 2016

    "Mas no fim das contas aprendi que, por enquanto, cansei de te amar.
    Preciso voltar a fazer o que seu gostava e tentar me agradar em primeiro lugar."

    Tem textos que nos leem, não nós que os lemos. Incrível!

  • Paloma Viricio
    14 fev 2016

    Parabéns pelas palavras sinceras, Sandro! Adorei… ás vezes as pessoas matam nossa criação, não é mesmo?
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

  • Anônimo
    14 fev 2016

    Uau!! belo texto, lindas palavras 😉
    O amor é tão lindo e tão complicado ao mesmo tempo..
    Lindo demais!!
    LB

  • Dri manarin (:
    12 fev 2016

    Parabéns, muito lindo! Amo os seus textos, continue assim ?

  • instagram
    Translate »