• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    OutrosOutros AutoresTextos

    Eeeeeeeeeeeeeeei, bonitos e bonitas! Finalmente chegou
    minha vez de postar, estava ansiosa e com saudades aqui do Rimas… Bom, chega
    de blá, blá, blá e vamos ao que interessa, certo? Ah, e espero que gostem.
    Beijinhos ♥


    p.s.: esse texto é muito pessoal!
    Por
    Deus, não sei se aguento mais uma dessas despedidas. Toda vez que ele
    entra naquela porcaria de trem, ele leva o meu coração junto. E ele não tem
    noção do quanto isso dói pra caramba, porque eu sempre fico com a incerteza se
    ele vai voltar e se não voltar, como eu faço pra recomeçar do zero, se já nem
    lembro quem eu era antes dele? E pra ser honesta, não quero lembrar, não
    importa mais quem eu era, e o que fazia, porque quando eu estou envolvida nos
    braços dele, eu me torno alguém melhor. Inacreditável  eu sei, mas
    ele tem esse poder de me aquietar, que ninguém mais consegue. Eu quero ele,
    quero qualquer coisa com ele e não importa se esse trem vai demorar muito pra
    voltar, porque vale a pena esperar.
    Quando
    ele volta, tudo fica bem de novo. 
    Autoria:
    Louise Berdine

    Veja também esses posts relacionados:

    Comente com o Facebook

    Deixe seu comentário

    5 Comentários

  • Leticia
    04 set 2013

    Realmente, se faz bem, não importa o tempo, vale a pena esperar!
    Mas a agonia que dá ao ver partir na hora da despedida…
    Adorei o texto, lindo!

    Beijos;
    Leticia – ObsessionValley

  • M. H.
    21 ago 2013

    Lindo o texto.e n sei exatamente porquê, mas a música Será do legião me vem a cabeça haha ;*

  • É sempre difícil, aquela partida dói no coração. Mas não tem felicidade maior saber do retorno, da chegada.
    Muito bom.

    Adorei seu blog.
    Visita lá, se gostar siga e avise, retribuo.
    M&N | Desbrava(dores) de Livros

  • Aline Diedrich
    14 ago 2013

    E quando você pegar o trem? E quando você decidir partir? Lindo texto!

  • Honorato, Sandro
    Honorato, Sandro
    13 ago 2013

    Esse assunto sempre nos interessa. As pessoas se vão, simples assim, e agente fica na expectativa de que um dia irão voltar, que elas vão voltar e que vai ser melhor, quando talvez não. A gente muda entre esses intervalos de ausência também.

    http://florescerepalavrear.blogspot.com.br/

  • instagram
    Translate »