• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Poesia

    HonoratoPoesia

    Nocaute

    março 14, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Este é um poema que fiz quando eu praticava boxe que é um esporte que eu amo e espero voltar logo.
    Mas é um poema que não deixa de ser romântico 🙂
    Abraços e tenham uma excelente semana.

    NOCAUTE
    Você me acerta com um cruzado
    Ou foi algo parecido que me desnorteou?
    Talvez sua vasta beleza
    Tenha este efeito em outras pessoas

    Você me afasta com palavras
    Este seu jab me machuca
    Não me deixe assim novamente
    Tão perto e tão longe de ti

    Você me dá um clinch
    Mas desta vez não me afasto
    Com nossos corpos suados neste abraço
    Peço que não me solte

    Você me beija
    E é como um nocaute
    Em menos de 10 segundos já vejo estrelas
    E você está no meu céu

    Você me diz que agora não
    E eu vejo mais um round perdido
    Mas como todo lutador
    Continuarei até chegar ao Cinturão, seu coração.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Nocaute

    março 14, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Este é um poema que fiz quando eu praticava boxe que é um esporte que eu amo e espero voltar logo.
    Mas é um poema que não deixa de ser romântico 🙂
    Abraços e tenham uma excelente semana.

    NOCAUTE
    Você me acerta com um cruzado
    Ou foi algo parecido que me desnorteou?
    Talvez sua vasta beleza
    Tenha este efeito em outras pessoas

    Você me afasta com palavras
    Este seu jab me machuca
    Não me deixe assim novamente
    Tão perto e tão longe de ti

    Você me dá um clinch
    Mas desta vez não me afasto
    Com nossos corpos suados neste abraço
    Peço que não me solte

    Você me beija
    E é como um nocaute
    Em menos de 10 segundos já vejo estrelas
    E você está no meu céu

    Você me diz que agora não
    E eu vejo mais um round perdido
    Mas como todo lutador
    Continuarei até chegar ao Cinturão, seu coração.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Para minha amiga.

    março 07, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá.
    Como vão?
    Hoje vou deixar um poema que fiz há um bom tempo.
    Espero que curtam.
    Abraços e tenham uma excelente semana.

    PARA MINHA AMIGA
    Ela parecia perdida
    Mas sabia que estava no caminho certo
    Ela procurava companhia
    Mas todos seus amigos sempre estarão por perto

    Ela sorriu para muitos rapazes
    Mas só o verdadeiro príncipe iria retribuir
    Ela começou vários poemas
    Mas nunca soube lhes dar um fim

    Ela balançava seus cabelos
    E causava inveja nas ondas do mar
    Ela abriu seu coração
    Mas descobriu que nem todos aprenderam a amar

    Ela sofreu por alguém
    Mas nunca soube guardar o tal ódio
    Ela pode até viver muitos amores
    Mas nunca esquecerá do seu Amor Próprio.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Tapa-buraco

    fevereiro 14, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Deixo com vocês a primeira poesia deste ano por aqui.
    Triste e até de certo modo bem real.
    Abraços e tenham uma excelente semana.

    TAPA-BURACOS
    Cansei de mandar mensagens
    E você em outras conversas estava entretida
    Cansei de lhe mandar atalhos sobre o que sinto
    E você sempre se fazendo de desentendida

    Cansei de lhe implorar uma chance
    Enquanto outros recebiam de mão beijada
    Cansei de te fazer meu mundo
    Enquanto você para mim não fazia nada

    Cansei de lhe tratar como prioridade
    Se para ti sou nenhuma opção
    Cansei de escrever sobre ti
    Poesias que não lhe tocam o coração

    Cansei de tampar os buracos no seu peito
    Que você quer fechar com outras pessoas
    Cansei de desejar estes teus lábios
    Enquanto você estava provando outras bocas

    Cansei de ser seu ombro amigo
    Quando outros a deixaram de lado
    Cansei de sonhar contigo
    Se você não me enxerga como namorado.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    14.02.2022
    12:51

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Crise de existência

    janeiro 28, 2022 • Honorato, Sandro

    Não me vejo mais no espelho
    Claro, ainda vejo o rapaz de cabelo crespo. barba por fazer e olheiras que minha mãe jura serem por dormir tarde. Ninguém sabe que ato apagar das luzes é o gatilho para lágrimas escorrerem dos meus olhos.
    O pior não é nem chorar porque aquela menina me rejeitou. Longe disso! Também nem sei se eu amo alguém ou se realmente já amei.
    Quando a gente chega perto dos 30 vai passando um filme na sua cabeça e sempre paro nisso: relacionamentos amorosos.
    “Sou poeta e não aprendi a amar”
    A pessoa que eu mais quis na vida hoje nem fala mais comigo. Observem bem: que eu mais quis, não sei se a amei.
    As outras que vieram eu encontro todos os dias em minhas poesias românticas e tristes ao mesmo tempo, encontro nos lugares que eu frequento e penso “fulana gostava daqui” ou sempre as encontro nas músicas depressivas que me trazem péssimas lembranças e que faço questão de ouvir diariamente.
    É uma coisa bem irônica que chega a me soar errado, sabe? Tenho mais de 600 textos românticos postados por ai, fora os que não divulguei, e no final me sinto solitário pra caralho. Não consigo entrar no instagram e ver os casais felizes e pensar: “e  eu, nunca vou ter isso?”
    Cansado de ver demonstrações públicas de carinho que quando eu era criança abominava e hoje eu olho ainda com nojo, às vezes, e com  um pouco de inveja, sempre.
    É frustrante saber que o que eu escrevo em versos, poesias e contos muitos vivem na realidade e eu nada. A ambição em escrever, lançar um livro, ser famoso e caralho a 4 vai sendo minada dia a dia.
    Ao mesmo tempo que eu ouço que é errado se comparar ao capítulo de outra vida das pessoas eu entendo que no meu caso deixamos de virar as páginas tem tempos e ninguém vai pegar a caneta e o papel e terminar este caso perdido aqui.

    Não me vejo mais no espelho
    Nem por fora e nem por dentro.

    28.01.2022

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Diga-me

    dezembro 27, 2021 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje vou postar uma poesia bem romântica que fiz no passado. 
    Espero que curtam.
    Abraços e tenham uma excelente semana

    DIGA-ME

    Me diga como posso dormir toda noite
    Se meu sonho é te trazer para minha realidade
    Me diga como passar um final de semana longe
    Se de você vou morrer de saudades

    Me diga como você se olha no espelho
    E não se apaixona toda vez
    Me diga como podemos trocar olhares
    E eu não perder minha lucidez

    Me diga qual perfume você usa
    Que adoça este meu olfato
    Me diga se um dia
    Poderei estar envolto em teus braços

    Me diga como estamos tão perto fisicamente
    E mesmo assim com sentimentos distantes
    Me diga como eu sobrevivia
    Sem você na minha vida antes

    Me diga como posso terminar este poema
    Se não posso te descrever em poucas linhas
    Me diga porque você se diminui
    Se eu te acho a mulher mais linda

    Me diga como não olhar teus lábios
    E imaginar o seu doce beijo
    Me diga como não ser ambicioso
    Se somente você eu desejo.

    12/10/2020

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

     

    Veja também esses posts relacionados:

    1 4 5 6 7 8 65
    instagram
    Translate »