• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Poesia

    HonoratoPoesia

    Madrugada.

    abril 26, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá, como vão?
    Hoje vou deixar uma poesia que fiz durante o último final de semana. Confesso que que a é bem profunda e real até.
    Abraços e tenham uma ótima semana

    Madrugada.
    Em qual cama de casal você se deitou
    E preencheu o vazio de estar sozinha?
    Em qual abraço você se entregou
    E descobriu que não estava tão aquecida?

    Em qual boca você beijou
    E esqueceu dos meus lábios?
    Em qual dia da semana você refletiu
    E percebeu que ainda não sou teu passado?

    Em qual bar da cidade você se sentou
    E não esperou a minha companhia?
    Em qual casal você observa a paixão
    E não sente saudade do que tinha?

    Em qual piada você chorou de rir
    E não lembrou das que lhe contava?
    Em qual poesia que hoje eu escrevo
    E você não se sente ainda representada?

    Em qual história você quer acreditar
    Se não no nosso conto com final feliz?
    Em qual madrugada de sobriedade
    Você deixou de pensar em mim?

     

    Autor: HONORATO, Sandro. 
    23.04.2022
    23:03

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Madrugada.

    abril 26, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá, como vão?
    Hoje vou deixar uma poesia que fiz durante o último final de semana. Confesso que que a é bem profunda e real até.
    Abraços e tenham uma ótima semana

    Madrugada.
    Em qual cama de casal você se deitou
    E preencheu o vazio de estar sozinha?
    Em qual abraço você se entregou
    E descobriu que não estava tão aquecida?

    Em qual boca você beijou
    E esqueceu dos meus lábios?
    Em qual dia da semana você refletiu
    E percebeu que ainda não sou teu passado?

    Em qual bar da cidade você se sentou
    E não esperou a minha companhia?
    Em qual casal você observa a paixão
    E não sente saudade do que tinha?

    Em qual piada você chorou de rir
    E não lembrou das que lhe contava?
    Em qual poesia que hoje eu escrevo
    E você não se sente ainda representada?

    Em qual história você quer acreditar
    Se não no nosso conto com final feliz?
    Em qual madrugada de sobriedade
    Você deixou de pensar em mim?

     

    Autor: HONORATO, Sandro. 
    23.04.2022
    23:03

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Boatos

    abril 11, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá 🙂
    Como vão?
    Este é um daqueles poemas que fala sobre as chances que deixamos passar em nossas vidas…
    Abraços e cuidem-se

    BOATOS

    Soube que vai se mudar
    Para milhares de Km`s daqui
    Aonde minhas palavras não chegarão
    Onde não verei mais teu jardim

    Soube que não levou muita coisa
    Não poderia levar tudo na mala
    Este coração enorme não caberia
    Ele está abandonado sem tua alma

    Soube que não deve voltar
    Seus planos são olhar só para o futuro
    Não sabe o quanto me ilude
    Sobreviver sem ti no meu pequeno mundo

    Soube que estas feliz
    Mas felicidade pode ser passageira
    E eu que a diga
    Vivia sorrindo de orelha a orelha

    Soube que conheceu outro alguém
    Para quantos mais vai se entregar?
    A vida foi dura demais comigo
    Nunca mais teus lábios irei provar

    Soube que com ele vai se casar
    Quem sabes não terás filhos?
    Certamente será a melhor mãe do mundo
    Pois a mais bela já é

    Soube que ele escreve para ti
    Poesias que nunca lhe entreguei
    É uma pena, garota, se o mundo soubesse
    Que os boatos que te amo são pura verdade.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Sem surpresas

    abril 04, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    A poesia dessa semana fala sobre o fim de um relacionamento e sobre a aceitação disso.
    Espero que tenham uma excelente semana.
    Abraços

    Sem surpresas

    Te vejo em minha mente
    Mas sei que na realidade você está distante
    Te vejo em meu futuro imaginário
    Mas nossa relação não é como antes

    Te vejo feliz em novas fotografias
    Mas um sorriso que nunca vi comigo
    Te vejo em lembranças vagas
    Mas meu mundo sem ti não é mais colorido

    Te vejo provando outras bocas
    Mas adoraria um último beijo nosso
    Tenho conquistando tudo que desejou
    Mas sinto-me no fundo do poço

    Te vejo em minhas poesias
    Mas sei que você não sabia me ler
    Te vejo aqui em meu peito
    Mas este meu amor não merece você

    Te vejo em meus sonhos
    Mas sei que você os vive com outro cara
    Te vejo em todos os cantos
    Mas sem surpresas a deixo ir, minha amada.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    In.dolor

    março 28, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Este é um dos meus poemas mais recentes e um dos que mais gostei.
    Espero que entendam a mensagem 🙂
    Abraços e tenham uma excelente semana

    IN.DOLOR
    Dói saber que meu sorriso
    Sem ti é falso e sem sentido
    Dói saber que de namorados
    Hoje nem passamos de amigos

    Dói saber que seus lábios
    Me trazem a sensação de fel
    Dói saber que nosso casamento
    Não vai sair do papel

    Dói preencher o vazio
    Com uma garrafa de whisky por dia
    Dói fingir que tá tudo bem
    Se por dentro a dor me corroía

    Dói saber que seguiu em frente
    Me deixando aqui em sobrevida
    Dói saber que toda minha inspiração
    Não é capaz de terminar uma poesia

    Dói saber que nosso último abraço
    Foi aquele que não demos
    Dói sentir saudades
    Daquilo que não viveremos.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Sem Palavras

    março 21, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá.
    Como vão?
    Hoje deixo um poema que fiz ano passado.
    Espero que curtam 🙂
    Abraços e uma excelente semana

    SEM PALAVRAS
    Não há remédio a venda
    Que cure a dor da sua despedida
    Não há GPS ou atalho
    Que leva a sua nova vida

    Não há frases de efeito
    Que se encaixem em minhas poesias
    Não há piadas que me façam sorrir
    Quando quem se ama levou sua alegria

    Não há balada que eu vá
    Que toque a nossa sintonia perfeita
    Não há como encarar uma realidade
    Já que você não me sai da cabeça

    Não há um homem
    Que não chore por perder a mulher amada
    Não há dias de sol
    Quando dia vida inteira está nublada

    Não há bebida alcoólica
    Que complete este vazio
    Não há palavras mais duras
    Que “somos apenas amigos”.

    AUTOR: HONORATO,Sandro.

     

     

    Veja também esses posts relacionados:

    1 3 4 5 6 7 65
    instagram
    Translate »