• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    HonoratoPoesia

    A morte do Poeta

    setembro 12, 2022 • Honorato, Sandro

    Olá,
    Como vão?
    Hoje a poesia é sobre a morte. Mas o que vem da morte quando se faz poesia?
    Fica o questionamento (ou não kkkk)
    Abraços e tenham uma excelente semana

    A morte do Poeta

    O Poeta calou-se
    Seus lábios não pronunciam frases sem sentido
    Somente entonam o seu entusiasmo
    Para o novo romance vivido

    O Poeta ensurdeceu
    Não ouve mais conselhos alheios
    Decidiu colocar a mão no fogo
    Por este sentimento verdadeiro

    O Poeta mudou-se
    Para a Terra Prometida
    Onde somente os de Puro Coração
    A alcançam durante a vida

    O Poeta descansou
    Finalmente sua mão da caneta negra cansou
    Hoje ela dedilha a sua musa
    E alisa os cabelos daquela mesma cor

    O Poeta morreu
    E para a amada escreve mil poesias
    Descobriu que tudo que já escreveu
    Se tornou realidade um dia

    Ah, o Poeta se apaixonou!
    E assim sua frase favorita se desfaz
    “Eu sou poeta e não aprendi a amar”
    Hoje, ele ama e demais.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesia

    Sobre este conto de fadas

    setembro 05, 2022
    HonoratoPoesia

    Na sua falta

    agosto 29, 2022
    HonoratoPoesia

    Fallen Angel

    agosto 22, 2022
    HonoratoPoesia

    Não sei me despedir de você

    agosto 15, 2022
    1 2 3 4 5 139
    instagram
    Translate »