• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Textos

    HonoratoTextos

    Lado da Cama

    junho 02, 2017 • Honorato, Sandro
    Lado da Cama
    Toda vez que chegamos ao mês de junho minha cabeça faz questão de lembrar-me de uma coisa: está chegando mais um dia dos namorados.
    Eu queria não me importar com isso mas, para um poeta como eu é difícil não lembrar do dia em que as pessoas lembram de amar ao próximo. Era complicado ver meus amigos comprando presentes e planejando o dia 12 de junho com seus pares e eu aqui planejando qual filme ou anime vou assistir.
    Era difícil dar conselhos amorosos quando na verdade eu só escrevo sobre amor. Relacionamentos? Meu relacionamento mais durável continua sendo com este blog (7 anos de matrimônio).
    Era foda ler declarações de amor nas redes sociais ou ver as pessoas comprando aqueles cartões de presente com mensagens já escritas sendo que eu faço isso de graça aqui neste pequeno espaço o ano todo.
    Eu estive esperando por alguém nos últimos 24 anos de minha vida para ter noção de que no fundo eu nunca precisei de alguém.
    Talvez, eu seja o amigo de todos e nunca o amor da vida de outra pessoa.
    Como eu seria tudo na vida de outra garota se eu não valorizo a mim mesmo?
    Por isso, eu digo a quem estar solteiro para relaxar: Se ame. Faça as coisas que você goste de fazer. Assista seus filmes favoritos. Vá no cinema. Leia um livro, dois, três. Viaje. Saia para os lugares que sempre quis ir.
    Tudo por conta própria. Curta sua própria companhia.
    Aproveite enquanto você ainda pode escolher o seu lado na cama.
    AUTOR: HONORATO, Sandro. 
     

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoTextos

    Lado da Cama

    junho 02, 2017 • Honorato, Sandro
    Lado da Cama
    Toda vez que chegamos ao mês de junho minha cabeça faz questão de lembrar-me de uma coisa: está chegando mais um dia dos namorados.
    Eu queria não me importar com isso mas, para um poeta como eu é difícil não lembrar do dia em que as pessoas lembram de amar ao próximo. Era complicado ver meus amigos comprando presentes e planejando o dia 12 de junho com seus pares e eu aqui planejando qual filme ou anime vou assistir.
    Era difícil dar conselhos amorosos quando na verdade eu só escrevo sobre amor. Relacionamentos? Meu relacionamento mais durável continua sendo com este blog (7 anos de matrimônio).
    Era foda ler declarações de amor nas redes sociais ou ver as pessoas comprando aqueles cartões de presente com mensagens já escritas sendo que eu faço isso de graça aqui neste pequeno espaço o ano todo.
    Eu estive esperando por alguém nos últimos 24 anos de minha vida para ter noção de que no fundo eu nunca precisei de alguém.
    Talvez, eu seja o amigo de todos e nunca o amor da vida de outra pessoa.
    Como eu seria tudo na vida de outra garota se eu não valorizo a mim mesmo?
    Por isso, eu digo a quem estar solteiro para relaxar: Se ame. Faça as coisas que você goste de fazer. Assista seus filmes favoritos. Vá no cinema. Leia um livro, dois, três. Viaje. Saia para os lugares que sempre quis ir.
    Tudo por conta própria. Curta sua própria companhia.
    Aproveite enquanto você ainda pode escolher o seu lado na cama.
    AUTOR: HONORATO, Sandro. 
     

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoTextos

    Hecatombe.

    março 18, 2017 • Honorato, Sandro
    Hecatombe.
     
    Estou cansado de você lembrar que somos amigos quando você precisa de mim para algo.
    Cadê a reciprocidade?
    Não deveríamos ter uma relação de interesse unilateral.
    Por que não fazemos assim: Você me pede qualquer coisa e em troca você vai ler esta carta até o final?Por você eu mudei meu vocabulário infantil e cheio de manias e vícios de linguagem para ter coragem de puxar assunto contigo.Deixei meu ego de lado para irmos a lugares que você queria ir. Você já me fez companhia a algum dos meus lugares favoritos sem antes ter me dado mil desculpas para desistir e eu as derrubava com mil e um argumentos?

    Perdi as contas de quantas vezes inundei meu travesseiro tentando em vão engolir meu choro.
    Olhava para o teto atordoado em muitas madrugadas depois de acordar do pesadelo que seria perde-la em minha vida.
    Eu não quero estragar tudo igual você está tornando-me um inútil.
    Você não sabe o quanto é doloroso e lindo ao mesmo tempo este sentimento por ti, garota!

    Quantas decepções, angustias, raiva eu não escondia de você com um sorriso do tamanho do mundo na cara antes que você tivesse a chance de me perguntar “Tá tudo bem?”
    Faz muito tempo que estou muito mal, porra.

    Desisti de muitos momentos de paz para lhe ajudar em suas guerras infinitas. Seus problemas familiares, seus períodos conturbados na faculdade, sua busca por emprego e dinheiro…até ouvia você falando de seus affairs. Eu quero tanto te ver feliz que cheguei ao ponto de aceitar te ver em outros braços que não sejam os meus. Mas isso tá me matando e tu sabe.

    Já rabisquei tantos cadernos procurando as palavras, escrevendo poesias e imaginando contos e cenários ideais para descrever o quanto eu a amo.
    Desculpa!
    Eu já tinha falado “Eu Te Amo?”
    Pois bem, acabou de ler o que o mundo já sabia.

    Enfim, quero dizer que vou continuar minha rotina de hecatombes.
    Vou sacrificar-me mil vezes todo santo dia para que você me perceba no meio da multidão. Vou sangrar quantos litros forem necessários para que você estanque meu sangue com sua compaixão.
    Vou te amar como sempre fiz mesmo que seja em vão, afinal, qual súdito não faria tudo isso por sua Deusa?

     
    Escrito qualquer dia destes  quando a coragem chegou.
    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoTextos

    Mendigando Cia.

    janeiro 20, 2017 • Honorato, Sandro

    Mendigando Cia.

    Não sei, deve ser uma crise de existência, ciúmes, Carma,
    ou sei lá como isso se chama na sua cabeça, mas cansei de mendigar.

    Cansei de pedir companhia para ir ao cinema. Eu assistiria
    qualquer filme que você quisesse só para não ser aquele segurando vela do casal
    nas poltronas ao lado.

    Cansei de convidar para aqueles meus treinos na praia.
    Não entendo como vocês ousam morar numa cidade como esta e não aproveitar o sol
    do final de semana, aquele vento batendo na cara a aquela vista para o mar.

    Cansei de te mandar meus poemas pedindo sua aprovação.
    Será que quando eu posto você se dá ao luxo de fazer uma visita a este humilde
    blog para comentar?

    Cansei de virar as noites para falar contigo e quando eu
    te mando mensagens aclamando por ti estas mesmas mensagens são respondidas com
    dois dias de atraso. Cansei de ser útil só de vez em quando.
    Cansei de lutar por ti.
    O restante do mundo te ataca com espadas eu te deixo ás minhas costas e te protejo com meu frágil escudo.
    E no fim nem um beijinho de recompensa o herói palhaço recebe.
    Cansei de mendigar sua companhia, pois quanto mais eu te procurava mais um me perdia.
    Vou aproveitar a minha amiga Solidão, ou como diria o poeta, minha própria companhia.
    Talvez eu descubra que ainda exista Amor Próprio dentro do meu peito.
    16.01.2017
    AUTOR:
    HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoPoesiaTextos

    Tonight

    janeiro 13, 2017 • Honorato, Sandro

    Tonight

    Esta noite vai ser
    diferente.
    Não, não, eu
    continuarei sem a sua companhia, mas eu nunca estarei sozinho.
    As vozes dentro da
    minha cabeça continuam falando, falando, falando…
    Esta noite pela última
    vez eu lhe dedico um texto.
    Foram muitos versos,
    alguns lidos, outros ignorados, mas todos foram escritos com paixão.
    Se é que eu tenho
    sentimentos.

    Esta noite eu vou
    beber.
    Vou abrir aquela
    garrafa de whisky que me deu no nosso aniversário de namoro.
    Quantas bebedeiras
    tivemos juntos?
    Hoje, quem lhe divide
    o copo além da cama?
    O álcool mal faz
    efeito em mim. Quanto mais eu bebo mais lembranças de você retornam a minha
    mente.

    Esta noite vou colocar
    nossa música.
    Na verdade, você a
    escolheu para nós dóis. Você e sua capacidade de persuasão levaram a isso tudo.
    Nunca havia entendido
    um verso desta letra e hoje ela faz todo sentido para mim.
    Obrigado Oasis por criar “Stop Crying Your Heart out”.

    Esta noite eu vou
    repousar minha cabeça e espero que não me venha em meus pesadelos. Os sonhos
    você arrancou de mim quando partiu mesmo não foi mesmo?

    Esta noite eu vou
    dormir.
    Sem chorar. Sem
    sentir dor. Sem planos para o amanhã.
    Não sei se abrirei os
    olhos novamente, mas saiba que eu te amei como jamais outro alguém  vai te amar.
    AUTOR:
    HONORATO, Sandro.
    13.01.2017

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoTextos

    Amnésia de Amor

    dezembro 29, 2016 • Honorato, Sandro
    Amnésia de Amor

    Perguntei a muitas pessoas ao meu redor estes dias o que fazer. E, caralho, os conselhos, dicas, esporros e histórias que recebi são dignas de se colocarem no meu primeiro livro.
    Falei que pedi conselhos, não que vou segui-los.
    Porque em matéria de amor eu fui reprovado nos últimos 24 anos.
    Droga!
    Eu escrevo tanto sobre isso e quando eu encontro a garota que fez enxergar-me em meus próprios versos eu não tenho a chance e nem a coragem de dizer isso na cara dela. (tentei te ligar estes dias, você viu?)

    Eu sei que este é um sentimento diferente.
    Diferente porque não houve uma única vez que não acordei sorrindo depois de uma noite na qual eu sonhei com você.
    Diferente porque eu nunca escrevi tanto em minha vida. Qualquer palavra ou situação por mais singela que seja me faz lembrar-me de ti
    Eu sei que é diferente, pois nunca quis tanto a presença de alguém como eu desejo a sua. Desejaria te ver semana passada, desejei ontem, desejo hoje e amanhã e depois de amanhã… Quero um pouco de ti todo dia!
    Diferente porque nunca havia sentido isso antes. Ciúmes. Só de ouvir teu nome em bocas estranhas eu já sinto isto.
    Diferente porque nunca vi uma garota com coração tão dócil domar as feras em mim com tamanha facilidade.
    É diferente porque eu nunca senti que o mundo todo me abraçava quando eu recebia o teu abraço.

    É diferente, porque os médicos por ai me diagnosticariam com amnésia, visto que a falta de lembranças assim não seria normal.
    Ainda assim prefiro acreditar que é algo diferente e, ao mesmo tempo, lindo crescendo aqui dentro de mim.
    Eu prefiro me automedicar com o fogo desta paixão.

    “Se isso não é amor, o que mais pode ser?”

    28.12.2016

    AUTOR:  HONORATO, Sandro.

    OBS.:  Apenas espero que você possa ler isso….

     

    Veja também esses posts relacionados:

    1 3 4 5 6 7 24
    instagram
    Translate »