• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    Categoria: Outros

    OutrosPoesia
    Do You Believe In Miracles?
     
    Desde as 2:40 da manhã do dia 3 de novembro de 2016, minha resposta é Sim.
    Sempre me fazia esta pergunta da imagem quando ela virou capa do meu facebook em 12.10.2015. Lembro que você, Chicago Cubs, havia eliminado seu maior rival St Louis Cardinals e a profecia do filme “De Volta para o Futuro” parecia cada vez mais real. Mas na fase seguinte o time lá de New York, cujo nome me recuso a citar, acabou com nosso conto de fadas e provocou lágrimas deste ser que aqui escreve.
    Também, é difícil acreditar em milagres quando existe maldição do bode e do Steve Bartman.

    No filme “De Volta pra o Futuro” foi previsto que Cubs venceriam o titulo em 2015. Foi por pouco…
    Mas este ano foi diferente. Vi o time vencer mais de 100 jogos. Vi recorde de vitórias em casa ser batido. Alguns jogadores já estavam ocupando um espaço aqui no coração, mas para que eu pudesse chama-los de ídolo, pelo menos para mim, precisavam de um título.
    Só é lembrado quem vence”, “Segundo lugar é igual a último”.
    Frases como estas eu digo aos meus amigos.
    E este ano você conseguiu chegar mais longe. Até a Final. Nosso Ápice. World Series.
    Esteve a uma derrota de por a temporada toda pelo lixo mas venceu as três últimas partidas e exorcizou todos os demônios.
    Este é um blog romântico, mas se você leitor teve paciência e chegou até aqui, saiba que não existe só amor entre você e seu namorado, você e sua esposa, você e seus bichinhos de estimação, você e sua maratona de seriados… Amor é relativo, vai de pessoa a pessoa.
    Amor está em todo lugar e olha, eu amo este time.
    Não é amor se “perdi” noites de sono assistindo teus jogos virando as noites?
    Não é amor se me presenteei comprando tua camisa em um ato nada egoísta em expressar o orgulho de estar ao seu lado na alegria e na tristeza? Não é amor se eu junto as moedas, faço planos, desmarco compromissos aqui e sonho em um dia ir em Chicago te ver?
    Aprendi como é dura a vida de quem namora a distância.
    No nosso caso, foi o tal de amor à primeira vista. Eu vi um jogo em 2010, na casa de um amigo meu e achava aquilo muito estranho, mas quem sou eu pra falar de normalidade? Foi diferente e fascinante ao mesmo tempo e fui atrás de tudo que precisava para aprender sobre o esporte e o clube.
    E este ano, no dia 03.11.2016 foi consumado nosso matrimônio.
    Te vejo no topo 108 anos depois. Cento e oito!
    O melhor time de baseball para mim também virou o melhor dos EUA.

    Última jogada…

    E para as pessoas vão continuar a me falar que “baseball é esporte sem contato”, “Ai, que esporte chato!”“troca de canal, entendo nada” , eu deixo vocês de lado, não para esnobar, mas por que um dia torço para que vocês também tenham um amor verdadeiro e que descubram que não há palavras para descrever isso.
    Amor não se explica, se sente.
    E eu sinto que te amo hoje e para todo sempre, Cubs.

                                                                                                                           HONORATO,Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosPoesia

    Tonight

    janeiro 13, 2017 • Honorato, Sandro

    Tonight

    Esta noite vai ser
    diferente.
    Não, não, eu
    continuarei sem a sua companhia, mas eu nunca estarei sozinho.
    As vozes dentro da
    minha cabeça continuam falando, falando, falando…
    Esta noite pela última
    vez eu lhe dedico um texto.
    Foram muitos versos,
    alguns lidos, outros ignorados, mas todos foram escritos com paixão.
    Se é que eu tenho
    sentimentos.

    Esta noite eu vou
    beber.
    Vou abrir aquela
    garrafa de whisky que me deu no nosso aniversário de namoro.
    Quantas bebedeiras
    tivemos juntos?
    Hoje, quem lhe divide
    o copo além da cama?
    O álcool mal faz
    efeito em mim. Quanto mais eu bebo mais lembranças de você retornam a minha
    mente.

    Esta noite vou colocar
    nossa música.
    Na verdade, você a
    escolheu para nós dóis. Você e sua capacidade de persuasão levaram a isso tudo.
    Nunca havia entendido
    um verso desta letra e hoje ela faz todo sentido para mim.
    Obrigado Oasis por criar “Stop Crying Your Heart out”.

    Esta noite eu vou
    repousar minha cabeça e espero que não me venha em meus pesadelos. Os sonhos
    você arrancou de mim quando partiu mesmo não foi mesmo?

    Esta noite eu vou
    dormir.
    Sem chorar. Sem
    sentir dor. Sem planos para o amanhã.
    Não sei se abrirei os
    olhos novamente, mas saiba que eu te amei como jamais outro alguém  vai te amar.
    AUTOR:
    HONORATO, Sandro.
    13.01.2017

    Veja também esses posts relacionados:

    OutrosPoesia

    Fim da Fila

    janeiro 04, 2017 • Honorato, Sandro

     

    Fim da Fila
    Sempre acreditei que um dia chegaria minha vez.
    Que eu encontraria uma garota diferente.
    Ela iria me fazer perder noites de sono, mas o tempo que ficariamos acordados valeria a pena.
    Ela iria fazer a minha mão doer de tanto escrever, mas no fim eu teria poesias para lançar um livro. Ela me faria esquecer dos problemas, mas seria a solução para os buracos no meu peito.
    Ela seria uma Deusa em sua forma mais genuína de garota.
    Ela foi você.
    Não sabes o quanto fui apaixonado por você.
    Seus cabelos lisos, sua boca sedutora, seu olhar penetrante, sua pele macia, seu sorriso encantador.
    Eu esperava viver uma vida inteira ao seu lado. Não importava como. Sendo seu namorado, ou depois casados, com sabe com filhos que iriam puxar sua beleza certamente e talvez a criatividade do pai em escrever?
    Mas vamos ficar do jeito que estamos: Eu aqui como um amigo. Um observador dos seus erros amorosos e aquele que lhe acolhe quando estas tristes.
    Friendzone.
    Porra, pra que amor próprio não é mesmo?
    Então, vou te ver beijando outras bocas.
    Abraçada em braços que não são os meus.
    Saindo para lugares sem minha companhia.
    Fazendo moradia em outros corações.
    Praticarei meu esporte predileto. Te esperar.
    Pois não creio que outra garota esteja me esperando ou que  ela vai aparecer assim do nada, como dizem os meus amigos com este clichê  que usamos quando não sabemos apoiar alguém.
    Vou ficar aguardando a minha vez com a senha na mão e o coração sempre aberto e esperançoso no fim da fila.
    Ou será o fim da minha vida?
    01.01.2017
    23h 56min
    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoOutrosPoesia

    Amnésia de Amor

    dezembro 29, 2016 • Honorato, Sandro
    Amnésia de Amor

    Perguntei a muitas pessoas ao meu redor estes dias o que fazer. E, caralho, os conselhos, dicas, esporros e histórias que recebi são dignas de se colocarem no meu primeiro livro.
    Falei que pedi conselhos, não que vou segui-los.
    Porque em matéria de amor eu fui reprovado nos últimos 24 anos.
    Droga!
    Eu escrevo tanto sobre isso e quando eu encontro a garota que fez enxergar-me em meus próprios versos eu não tenho a chance e nem a coragem de dizer isso na cara dela. (tentei te ligar estes dias, você viu?)

    Eu sei que este é um sentimento diferente.
    Diferente porque não houve uma única vez que não acordei sorrindo depois de uma noite na qual eu sonhei com você.
    Diferente porque eu nunca escrevi tanto em minha vida. Qualquer palavra ou situação por mais singela que seja me faz lembrar-me de ti
    Eu sei que é diferente, pois nunca quis tanto a presença de alguém como eu desejo a sua. Desejaria te ver semana passada, desejei ontem, desejo hoje e amanhã e depois de amanhã… Quero um pouco de ti todo dia!
    Diferente porque nunca havia sentido isso antes. Ciúmes. Só de ouvir teu nome em bocas estranhas eu já sinto isto.
    Diferente porque nunca vi uma garota com coração tão dócil domar as feras em mim com tamanha facilidade.
    É diferente porque eu nunca senti que o mundo todo me abraçava quando eu recebia o teu abraço.

    É diferente, porque os médicos por ai me diagnosticariam com amnésia, visto que a falta de lembranças assim não seria normal.
    Ainda assim prefiro acreditar que é algo diferente e, ao mesmo tempo, lindo crescendo aqui dentro de mim.
    Eu prefiro me automedicar com o fogo desta paixão.

    “Se isso não é amor, o que mais pode ser?”

    28.12.2016

    AUTOR:  HONORATO, Sandro.

    OBS.:  Apenas espero que você possa ler isso….

     

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoOutrosPoesia

    Café amargo

    dezembro 24, 2016 • Honorato, Sandro
    Café amargo

    Hoje eu tentei escrever sobre você sem chorar e encharquei umas três folhas com minhas lágrimas e não sei fechar esta maldita torneira em meus olhos.
    Descobri que gostar muito de alguém a ponto de estar realmente apaixonado ao menos uma vez na vida não significa que aquela pessoa vai sentir o mesmo. Ao contrário me aconteceu.
    Quanto mais eu me apaixono por você menos você gosta de mim. Quanto mais eu me aproximo mais distante ficamos. Quanto mais eu tento curar as feridas no seu peito maior fica o buraco em minha alma.
      Mas eu sei onde errei.
      Ausentei-me quando você precisava de companhia de corpo presente e não este cara aqui via whatsapp ou te ligando enchendo o saco.
    Você desejava um tempo para pôr a sua vida em ordem, mas eu cheguei de “voadora” destruindo tudo que estava em seus planos.
    Você merecia um cara ousado que lhe conquistasse dia-após-dia e não eu, enrolado, tímido, palhaço e quantos adjetivos bestas forem necessários para me descrever.
    Dei-lhe poesias num mundo nada romântico quando você precisava de um Amor igual aqueles que escrevo.

      Por isso, venho por meio deste texto pedir perdão por tudo que fiz a ti de ruim.
    De bom, peço que guarde na sua memória e neste coração lindo que você tem porque também lhe prometo que não desistirei de você.
    Não desistirei de provar os teus lábios, ou de fazer dos teus braços meu cobertor nas noites gélidas, ou do seu sorriso na cama me desejando um “bom dia” sem precisar falar uma palavra sequer.
      Não desistirei tão fácil de ter um espaço maior na prateleira do seu coração e na sua vida.
      Não vou cansar até adoçar o café que deixei passar do ponto e amargou.

    23.12.2016

    AUTOR:   HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    HonoratoOutrosPoesia

    A arte de desistir

    dezembro 09, 2016 • Honorato, Sandro
    Olá,

    Como vão?
    Hoje venho deixar com vocês um texto que fiz recentemente. Bem recente mesmo!
    Dedico a uma garota especial que espero que não se ausente mais da minha vida.
    Espero que um dia vocês também tenham alguém “que valha a pena desistir”
    Abraços a todos.
    A arte de desistir
    Meu bem,
    Não julgue o texto a seguir pelo título assim como as pessoas julgam o livro pela capa.
    Não sei escrever como gostaria mas, vou jogar umas palavras nesta folha e ver no que vai dar.
    Sabe quando tu acorda e não reclama por ser uma segunda-feira? Assim que eu acordo você me vem à mente. Você é minha inspiração para levantar da cama.
    Ah, e aí começo a lembrar de você… o que falar do seu sorriso?
    Eu posso ter uma risada engraçada, tosca, enjoativa e outros adjetivos, mas este seu sorriso…
    Eles me convidam a pecar e beijar tua boca.
    Falando nisso, você não tem noção quão doce são teus lábios. Sabe aqueles gostos que te lembram dos momentos bons da infância? É algo assim. Os provando eu volto ao passado procurando, em vão, algo parecido. É inútil. Você é única.
    O mundo lá fora pode estar em dilúvio, mas olha, nada será maior que a enxurrada de beijos que eu vou lhe dar hoje.
    Seu olhar penetrante é capaz de olhar o fundo de minha alma e ver que o meu sentimento é o mais puro possível. Até os Anjos sentiriam inveja de nossa inocência.
    Amo passar a mão em tuas curvas e saber que você é real e não mais um sonho deste cara que se diz poeta.
    Adoro tocar seus cabelos lisos enquanto você faz do meu peito uma almofada e do meu coração sua eterna moradia enquanto cochila.
    Por isso, eu aprendi a ceder.
    Não vale a pena resistir ao prazer.
    Não nego mais que você está em cada verso dos meus poemas.
    Não quero mais fingir que está tudo bem se na maioria do tempo você está longe, deixando-me com metade de mim.
    Abdico das minhas coisas fúteis e caras por esta paixão sem preço.
    Desisto das minhas paixões imaginárias pelo amor real.
    Exercito aqui a minha habilidade de desistir para abandonar 7 bilhões de pessoas no mundo e me dedicar somente a ti.
    Para me dedicar a você.
    Para sempre, na vida ou na morte.

    AUTOR: HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    1 2 3 4 88
    instagram
    Translate »