Blogger Widgets

[O Preto Resenha] - "Uma canção para a Libélula - Parte I"

Olá,
Como vão?
Hoje será a última postagem do blog este ano.
Queria agradecer a todos que tiveram a paciência de usar pelo menos um minuto do seu tempo para nos visitar,que comentaram nos mais diversos posts e que fizeram o blog esta de pé em 2014.
Desejamos um final de ano maravilhoso a todos e nos vemos em 2015 :)

E hoje postarei a resenha de um livro que li recentemente via Book Tour.
Abraços

UMA CANÇÃO PARA A LIBÉLULA
PARTE I


Autora: Juliana Daglio
Assunto: Ficção, Romance, Drama
Editora: Deuses
Edição: 1
Páginas: 216

Sinopse:

     Era uma comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula.
      Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando seu destino: Uma doença, uma viagem e um reencontro.
      Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta. 
       De Londres a São Paulo, dos Palcos aos Lagos. “Uma canção para a Libélula” é a história de uma alma perdida e de sua busca por quebrar o casulo de sua existência, para só então compreender o sentido da própria vida. Este livro é um profundo mergulho em uma mente nebulosa, permeada por lagos obscuros e pela inusitada morte; não havendo sequer esperanças.

Minha Resenha:

Bom, difícil escrever em palavras sobre este livro. Eu já tentei isso quando conversei com a Juliana sobre sua obra. Eu particularmente gostei e muito.

Bom, Vanessa é uma promissora pianista que deixou tudo aqui no Brasil desde muito jovem para fazer sua carreira em Londres morando com seus tios. Ela até que fazia sucesso, estava em um relacionamento e indo corria bem. Mas na vida da Vanessa tudo só aparenta estar bem.
Ela sempre carregava um fardo, que foi lentamente, mas não totalmente revelado nesta primeira parte do livro...até que um dia seu pai pede para que volte ao Brasil por um tempo, pois ele esta doente. E como uma desgraça nunca é pouca, como diria minha mãe,ela acaba rompendo com o namorado (momento spoiler), e até perde a paciência com seu agente.
E ela tem receio de voltar ao Brasil. Não somente em ver o estado de saúde de seu pai, mas receio de encontrar sua mãe. Porque ela é faz parte do fantasma que Vanessa não quer ter que desenterrar, ela  é um dos motivos para Vanessa estar sempre para baixo quando o mundo todo ao redor sabe de seu potencial e qualidades....Como eu disse, o final do livro é aberto.

Minhas considerações finais...
Acho que o tema (Solidão) que a Juliana aborda no livro é muito delicado e foi muito bem estruturado no livro. Apesar desta depressão da Vanessa me deixar nervoso às vezes – prefiro personagens mais ativos, fazer o que? Kkkk
Gostei da vilã, Valéria. Ela tem um lado meio do bem e muitas vezes do mal...me lembra personagens de filmes e de animes.
Outro ponto que gostei foi da capa. Representa muita coisa do livro, acreditem.

Se fosse dar uma nota de 0 a 10 seria 8.
Porque como eu disse, a Vanessa as vezes me deixava irritado, aceitava muito pacificamente as coisas ao seu redor, via seu mundo ruir e assistia da arquibancada tudo. E também porque encontrei alguns erros de Revisão.

Mas, de todo modo ainda recomendo a leitura e agradeço a Juliana pela oportunidade de ler sua obra  ( a primeira de muitas!).


 Sobre a Autora
Juliana Daglio,segundo ela mesma:

"Essa não é minha primeira experiência com blogs, mas espero que não seja a última. Venho através da identidade de Menina Libélula para divulgar meu mundo mirabolante, cheio de Livros, Filmes, Séries e Músicas.
Tenho 24 anos, formada em Psicologia e apaixonada por Psicanálise, viciada em Livros e amante do Rock Britânico. Desde criança fui apaixonada por faz de conta. Inventei personagens fictícios e conversei com eles, me apaixonei por todos, e vi nos mesmos uma forma de conhecer as pessoas de verdade de uma forma segura. 
Encantei-me pelo Vampiro Lestat com apenas seis anos de idade, e colecionei figurinhas do desenho “Vida de inseto”, sendo que em todos os meus envelopes vinha uma figurinha repetida da Libélula, que eu acaba colando pela casa. Tinha que ser um sinal. Li livros infantis inúmeras vezes e a cada uma delas aprendia uma coisa nova, podendo criar personagens imaginários mais complexos para conversar… Até que um dia quis me tornar todos eles. Quis ser Libélula, quis sair de mim.
Hoje em dia sou uma adulta confusa, com meu pézinho nos contos de Vampiros e uma compulsão enorme por escrever sobre meus velhos personagens.
 De tudo isso eu criei meu primeiro livro, que com a benção dos céus logo poderá ser publicado. Ele se chama “Uma canção para a Libélula”, e não fala de Vampiros. 
Deixei isso nas mãos da Anne Rice. "


Links:
Onde comprar:
http://www.editoradeuses.com.br/25-uma-cancao-para-libelula-.html

http://meninalibelula.blogspot.com.br/

Contatos com a autora:
Facebook
https://www.facebook.com/juliana.regia.9
Fanpage da Obra:
https://www.facebook.com/MeninaLibelula
Email
judaglio@gmail.com



 Book Trailer

14 Pensamentos:

  1. Olá, Honorato. Agradeço muito a resenha, a sinceridade com sua irritação para com a Vanessa ahUAHuah, e a oportunidade de poder ser lida e estar aqui no blog.
    Espero voltar sempre ;)

    Abraços!
    :*

    ResponderExcluir
  2. Oiee ^^
    Odeio quando o personagem irrita a gente...kk' dá vontade de entrar no livro, pegá-lo pelo pescoço e jogá-lo pela janela...kkkkk'
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Hey! Que livro interessante >< Gosto de personagens mais 'passivos', digamos assim,rs Mas não sempre. Gostei da sua opinião sincera.

    Feliz Natal, Feliz Ano Novo e que venham muitos dias bons em 2015.

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adoorei o livro, achei bem curioso. Amooo livros que tenham viagens no meio.
    Não sei porque... Os meu preferidos sempre são aqueles que o personagem vai pra outro país
    www.iamcamilakellen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Gostei de conhecer um pouco a autora e sua obra!! Fiquei curiosa pela história, o nome chama a atenção !

    ResponderExcluir
  6. esse livro parece ser muito bom e eu fiquei muito curiosa para ler,se pintar uma grana com certeza irei comprar!

    J. Cruz

    ResponderExcluir
  7. Esse livro tem cara de ser muito bom. A temática parece ser interessante.
    Sua resenha me deixou curiosa rsrs
    Gosto de livros com suspense e que me deixam nervosa com as cenas.
    Feliz ano novo \o/
    Bjuxxxx

    ResponderExcluir
  8. Olá Sandro!
    Adoro livros que nos deixam sem palavras na hora de resenha-los. Faz tempo que não leio algo assim, acho que vou entrar em contato com a autora e quem sabe, consiga ler sua obra também.

    Ótima resenha! Ah, e feliz 2015!

    Beijos, Kamila
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  9. Passando meio atrasadinha para desejar um feliz 2015 !! *---*

    ResponderExcluir
  10. Que lindo vir aqui e achar uma resenha do livro da Ju!
    Eu gosteei muito da obra, foi uma leitura intensa e forte, o tema foi muito bem elaborado, e ela entende muito bem como é o sentimento de quem já sofreu com a doença! Parabéns pela resenha! Bjus
    Resenha: Perfume De Hotel - Chile - Quem resiste ao poder do perfume? - PERFUME DE HOTEL #2 - Carla Pachêco
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2015/01/resenha-perfume-de-hotel-chile-quem.html

    ResponderExcluir
  11. Sandro Honorato,

    Feliz 2015 (super atrasado, rs)!

    Abraços.
    Participe do Super Quiz:
    Primeiro desafio

    ResponderExcluir
  12. Oi querido, o blog está de volta! Espero sua visitinha. Gostei muito da resenha e ela tão nova... Esse ano estou lendo bem mais, já estou no terceiro livro. Bjooooo!

    ResponderExcluir
  13. Ahh que fofa a autora com os livros =D Falar de solidão é sempre bem complicado, bom saber que a autora aborda o tema de uma forma bem tocante. Fiquei interessada na leitura

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi, claro que lembro de você hahaha. tudo bem por aí?

    É legal um livro com um tema delicado que seja bem escrito e toque o leitor.

    Volta a postar!

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir