• Categorias

  • "Transbordando sentimentos puros em palavras"

    OutrosPoesia

    Maybe

    setembro 15, 2014 • Honorato, Sandro

    Boa tarde,
    Como vão?
    Hoje vou postar um poema que fiz há mais de dois anos, mas que merece ser postado apenas agora.
    Abraços.

    Maybe
    Talvez,
    Você se lembre
    daquele que te fez aquela música
    Você se lembre
    daquele que sonhava com a imagem sua
    Você se lembre
    daquele dia que dançamos na chuva
    Talvez,
    Você se lembre
    daquelas velhas fotografias
    Você se lembre
    daquele que lhe deu tantas alegrias
    Você se lembre
    daquelas nossas risadas nada contidas
    Talvez,
    Você se lembre
    daqueles belos momentos
    Você se lembre
    aquele que atendia seus desejos
    Você se lembre
    daquele nosso primeiro beijo
    Talvez,
    Você se lembre
    daquele que por ti chorou
    Você se lembre
    daquele que nunca te abandonou
    Você se lembre de
    quem sempre te amou
    Talvez,
    Você se lembre
    daquele poeta que você tirou  a inspiração
    Talvez você se
    lembre daquele que não sabia te dizer “não”
    Você se lembre de
    mim, que lhe deu o coração.
    AUTOR:
    HONORATO, Sandro.

    Veja também esses posts relacionados:

    Comente com o Facebook

    Deixe seu comentário

    2 Comentários

  • Honorato, Sandro
    Honorato, Sandro
    17 set 2014

    Oi amigo, que poema mais romântico apesar de triste. Mas é assim mesmo pois em algum momento da nossa vida sempre existirá aquela pessoa que nos marca seja com um simples gesto ou simplesmente sendo o combustível da nossa inspiração – como você mesmo disse – Eu sou experiencia própria disso.

    Aplausos mil pra vc, poeta cheio de talentos!

    Bjs da amiga ^^
    http://www.depoisqueeumudei.com

  • Mrs Asgard (Camila)
    16 set 2014

    Oi, Sandro, tudo bem? :3 Que saudades, menino >< Você lembra de mim? kk (A Camila do Camimages). Faz tempo que eu não comento, né? -.- Desculpa mesmo… Bem triste seu poema =/ Sei lá, ás vezes ficar relembrando realmente mata a gente. Mas eu percebi que aceitar e só lembrar dos momentos bons é o melhor remédio 🙂 Eu gostei das rimas que você usou ^^ Acho que eu já tinha lido um poema seu muito parecido mesmo com este, mas não sei, pode ser só impressão minha.

    Abraços pra você também 😉

  • instagram
    Translate »