Blogger Widgets

Redes Sociais: O meu Ponto de Vista



{ Leia ao som dePeople Help The People }

Sentada a beira mar, ela conversava com seu amigo imaginário sobre os tempos “modernos”.



Sabe, têm umas coisas que não entram na minha cabeça, tá eu sei, antes que você me julgue, eu não sou uma pessoa fácil de lidar, mas também não sou obrigada a aceitar tudo que o mundo dita ser o “legal ou o que está na moda” pra mim, eu que faço meu próprio estilo, e deixa o mundo me julgar. De qualquer forma seremos julgados pelas escolhas que fazemos. 

Um dia minha mãe me disse: “filha, seja feliz, jamais permita que tirem aquilo que você tem de melhor, seja seu caráter seja suas escolhas, não importa, apenas não desista do seu objetivo principal. Ser feliz com as suas escolhas ”.

Eu não sou o tipo de pessoa que necessita de curtidas em fotos nas redes sociais simplesmente para me sentir especial, querida, ou aceita em um determinado "grupo". Posso me admirar todos os dias, quando acordo e digo pra mim mesma o quanto sou especial e o quanto eu me amo, e isso basta para haver sentido na vida.  

Sou do tipo que se conquista com palavras, mas palavras ditas olhando nos olhos, sabe. Nada melhor do que ler a sinceridade da pessoa através do seu olhar.

Dou outro lado da tela (computador) fica fácil ser enganada, além de não ter o mesmo encanto das palavras dita pessoalmente. Sou das antigas mesmo.

Pode ate estranho falar assim mas parece que o tempo levou consigo muitas coisas, dentre elas o amor entre as pessoas. Agora é tudo tão pratico, rápido e fugaz, basta uma teclada e pronto, tudo resolvido. Eu curto olho no olho!

Sou do tipo que ama ouvir segredos ao pé do ouvido, adoro tomar um sorvete com amigos em um final de semana qualquer. Curto amigos pertinho de mim!
Sou uma pessoa em extinção em um mundo de "quem comanda é que tem o maior numero de amigos no facebook ou está entre os tops do twitter". Eu curto ser diferente! ; ^)
Talvez eu esteja pagando o maior mico do ano, falando com um amigo imaginário e supostamente verbalizando coisas aparentemente são bobas e sem sentido algum para as pessoas “práticas” do “novo tempo”.
Mas quer saber  a real, tem horas que penso que vou acabar sozinha em meio aos meus pensamentos.

Afinal de contas as pessoas não têm mais tempo para cuidar de seus lares ou admirar seus parceiros, simplesmente porque estão rotuladas e obcecadas a uma moda, talvez passageira – bem que eu queria que fosse – que provavelmente não as levaram a lugar algum que não seja “era uma vez uma família” “era uma vez minha vida social”, “era uma vez fotos revelas” “era uma vez orar com meus filhos” “era uma vez Eu Te Amo" “era uma vez pipoca e pracinha” ”era uma vez...” A conclusão a que chego é que as pessoas estão cada vez mais fechadas em seus casulos, solitárias em meio às teclas de um aparelho tecnológico, navegando, ou seria afundando no mundo virtual? (...)

Estamos vivendo em um cenário desconhecido se envolvendo com pessoas até estranhas, e tudo isso pra quê? Pra competir quem tem o maior numero de seguidores e views? Fala sério, vejamos nossos conceitos de família, amigos e amor. Você até pode continuar com seu espaço virtual só não pode esquecer que atrás de você existe uma família e amigos que precisam do seu carinho, do seu olhar, e você deles. Eu curto estar perto de quem eu amo! Curto muuuuito.
Sabe amigo, eu percebi que a felicidade está onde as pessoas que eu amo estão, e que ela também se faz de momentos, mas momentos precisam ser especiais e marcante composto de amor e amizade, de calor humano, entende. Eu curto momentos especiais ao lado de pessoas especiais! 
É meu amigo, as coisas não estão nada fáceis por aqui, as pessoas andam tão estranhas, e eu estou me sentindo cada vez mais em uma bolha daquelas bem pequenas que passa despercebida.


Pensar que eu só queria alguém mais perto pra conversar, abraçar e ouvir dizer olhando em meus olhos tudo que eu preciso saber. Sinto saudade daquele tempo ...  


0 Pensamentos: