Blogger Widgets

Música da Semana #91

Olá e ai como vão?
Hoje vou postar um Rap do Grupo Inquérito.
Esta música é uma homenagem a todos os pais e fala sobre como as vezes nós filhos somos ingratos e tal.

Abraços


Grupo Inquérito - Meu Super Herói
Hoje eu queria voltar a ser criança cê vê
Mas quando era pequeno não via a hora de crescer
Pra ter uma mina, um carro bonito
A gente acha que o mundo vai ser sempre colorido
...(Inocente...) acreditava até na Rapunzel
Todo santo natal escrevia pro seu Noel
Meu bom velhinho me manda um Atari se der
Põe na lixeira que aqui em casa não tem chaminé
Cresci e descobri que era tudo gogó
Passava moto, viatura e nem sinal do trenó
Derrepente meus heróis mudaram
Que He - Man, que Hulk
O salvador agora tinha Quadrada e UZI
Catava mais mina na quebrada que o Tom Cruise
Pagava só de F250 e Suzuki
Até que um dia a vida provou pra mim
Que aquele cara não era tão herói assim.
Quando eu me lembro ainda dói
Parece que eu escuto sua voz
Você podia estar entre nós
Meu super herói...
Ia pro Centro ficava olhando os but
No aniversário de 12 minha mãe me deu um kichute
Queria uma chuteira de couro do bom
Mais é o que ela pudia me dá vendendo Avon
Firmão, eu via os jogo pela televisão
Mais um que sonhava jogar na Seleção
Minha diversão era os campinho sem grama
As trave de bambú, as guerrinha de mamona
E a Tv sempre mostrava ao contrário não entendo
Criança feliz tinha que ter Super Nintendo
Num tinha nada disso ó só a liberdade
Os dois joelhos cheio de Merthiolate
Na propaganda da Estrela, carrinho de Fricção
Mas me contentava com a Bola de Capotão
E a vida passa como um filme que não tem pra alugar
Só tua memória pode rebobinar...
Quando eu me lembro ainda dói
Parece que eu escuto sua voz
Você podia estar entre nós
Meu super herói...
Meu herói tava dentro de casa e eu nem via
Também saia cedo só voltava à noitinha
Nunca fugiu da luta não, sempre foi forte
Seu Batmóvel era uma Barra Forte
Carregava sempre a mesma arma, a Marmita
O desemprego era o medo, a Kriptonita
Mas o Super Herói operário
Conseguia sobreviver só com um salário
Num usava capa nem tinha super poderes
Mas só que já me salvou várias vezes
Realizou meu sonho, aquilo sim que era herói
Fez várias hora extra pra me dá uma Calói
Morreu me chamando de filho, era o meu velho
Ganhou pouco mais viveu muito sendo honesto
Num deixou herança só várias lembrança e um Corcel
Não sabia voar mas tá no céu.
Quando eu me lembro ainda dói
Parece que eu escuto sua voz
Você podia estar entre nós
Meu super herói...


5 Pensamentos:

  1. Olá Sandro tudo bom?! Apareci!kkkkk!
    Poxa que bacana letra!
    Muitas vezes esquecemos o valor que ele tem.
    Ultimamente tenho aprendido a valorizar mais, pois muitos só dão valor depois que perdem. Gostei muito da parte que herança só as lembranças. Tem lembranças que valem mais que todo dinheiro do mundo.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Sandro, nossa adorei a letra e adorei a opinião da Leka, concordo com ela..
    Um beijo Mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Muito legal, confesso que não conehcia a música. adorei a letra.
    http://estilo4u.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Legal! Eu não tenho mais meu pai e sinto muita saudade, acho que eu não reconheci o tanto que ele era importante enquanto podia. :'(

    Beijos

    www.reticenciando.com

    ResponderExcluir
  5. Gostei... eu nunca tive um pai presente em minha vida, mas tive pai... rsrsrsrs... Bjs e tá lindo por aqui hein.

    http://www.artesdosanjos.com.br/

    ResponderExcluir